Início » Computador » Raspberry Pi lança Compute Module 3+ com até 32 GB de armazenamento

Raspberry Pi lança Compute Module 3+ com até 32 GB de armazenamento

Voltada a aplicações industriais, placa Raspberry Pi Compute Module 3+ (CM3+) chega em quatro versões e tem preços oficiais variando entre US$ 25 e US$ 40

Emerson Alecrim Por

A Raspberry Pi Foundation começou a semana com o lançamento do Raspberry Pi Compute Module 3+ (CM3+). A nova placa é direcionada a dispositivos industriais ou comerciais e vem em quatro versões. Os preços oficiais variam entre US$ 25 e US$ 40.

Raspberry Pi Compute Module 3+

Como o nome indica, a novidade é baseada no Compute Module 3 (CM3), lançado em 2016. A nova versão lembra bastante a anterior, portanto. A principal diferença está no comportamento térmico, que foi melhorado no CM3+.

Essa otimização se deve, essencialmente, à mudança de processador. O Broadcom BCM2837 de 1,2 GHz do CM3 foi substituído no Compute Module 3+ pelo BCM2837B0, chip de 64 bits e quatro núcleos Cortex-A53. Tecnicamente, eles são muito parecidos. Porém, o BCM2837B0 proporciona uma dissipação térmica mais eficiente.

Também há diferenças na frequência. O BCM2837B0 opera em até 1,4 GHz. Mas, no Compute Module 3+, o clock foi mantido em 1,2 GHz devido a limitações no consumo de energia. O BCM2837B0 também equipa o Raspberry Pi 3 Model B+ e, nele, trabalha sem restrições, podendo atingir a frequência de 1,4 GHz.

Raspberry Pi Compute Module 3+ (CM3+)

O Raspberry Pi Compute Module 3+ já está à venda. Os preços variam conforme a capacidade de armazenamento (para fins de comparação, o CM3 vinha com apenas 4 GB):

  • CM3+ Lite (sem armazenamento): US$ 25;
  • CM3+ de 8 GB: US$ 30;
  • CM3+ de 16 GB: US$ 35;
  • CM3+ de 32 GB: US$ 40.

Todas têm 1 GB de RAM (LPDDR2) e armazenamento via eMMC (exceto o CM3+ Lite, obviamente). Esse tipo de memória Flash traz mais confiabilidade que os cartões SD, de acordo com a fundação.

Também é possível adquirir o Compute Module 3+ Development Kit. O pacote inclui um CM3+ Lite, um CM3+ de 32 GB, uma placa de I/O, entre outros itens.Raspberry Pi Compute Module 3+Note que o Compute Module 3+ não é repleto de conexões, como o Raspberry Pi 3 Model B+ e outros modelos. Isso porque, como a própria Raspberry Pi Foundation enfatiza, o CM3+ é direcionado a aplicações industriais e semelhantes (embora nada te impeça de empregar o dispositivo em projetos particulares).

Ainda de acordo com a Raspberry Pi Foundation, o Compute Module 3+ é o último modelo da família baseado em tecnologia de 40 nanômetros. O seu tempo de vida será longo, no entanto: a produção do CM3+ será mantida até janeiro de 2026.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Juaum

E até roda Linux e mais um monte de coisas bacanas.

Ivan

É como um arduino só que mais avançado e contém uma GUI.

Gustavo Azevedo

O que tem de tão genial no raspberry? Alguém pode me contar?

Edy

O Raspberry normal tem vários pinos para conexão. Este modelo é voltado para quem vai desenvolver um equipamento e neste equipamento você coloca um slot para este compute module, desta forma não precisa ligar os pinos de um Raspberry normal, apenas encaixar este módulo.

davi koscianski vidal

Pra ser encaixada em outra placa. :)

https://www.raspberrypi.org...

Essa imagem está no link do post.

Pense no CM3/3+ como um "processador". O processador é inútil sem uma placa-mãe.
Existe uma placa-mãe para CM3/3+.

Anayran Pinheiro

Por que ele tem formato de uma memória RAM de notebook?