Início » Negócios » Samsung tem queda no lucro com baixa demanda por celulares e chips de memória

Samsung tem queda no lucro com baixa demanda por celulares e chips de memória

A empresa teve um lucro menor no quarto trimestre e, ainda assim, registrou recorde anual

Victor Hugo Silva Por

A Samsung divulgou nesta quinta-feira (31) seu balanço do quarto trimestre de 2018, com desempenho ruim devido à baixa demanda por celulares e chips de memória. O lucro foi de 10,8 trilhões de wons (R$ 35,4 bilhões), o que representa uma queda de 28,7% em relação ao ano anterior.

Foi a pior queda no lucro trimestral da companhia em dois anos. Ao mesmo tempo, a receita ficou em 59,2 trilhões de wons (R$ 194,4 bilhões) e caiu 10,2% na comparação com o último trimestre de 2017.

Samsung tem queda no lucro com baixa demanda por celulares e chips de memória

Apesar do resultado ruim no último trimestre, a Samsung terminou 2018 com o segundo recorde financeiro consecutivo. No ano, a receita da companhia foi de 243,7 trilhões de wons (R$ 798 bilhões) e o lucro, de 58,8 trilhões de wons (R$ 192 bilhões).

A companhia acredita que os números anuais “solidificaram a base para crescimentos futuros”. O resultado teria sido melhor não fossem as vendas abaixo do esperado de celulares e chips de memória.

A área de smartphones da Samsung teve lucro de 1,5 trilhão de wons (R$ 4,9 bilhões). O resultado foi 37% menor que o do mesmo período de 2017, quando chegou a 2,4 trilhões de wons (R$ 7,8 bilhões).

A divisão de semicondutores, por sua vez, trouxe 7,8 trilhões de wons (R$ 25,5 bilhões) em lucro para a empresa. Os números ficaram 27% abaixo do registrado no último trimestre de 2017, quando o lucro foi de 10,8 trilhões (R$ 35,4 bilhões).

Como uma das principais fornecedoras de chips, a Samsung sofre duas vezes quando todo o mercado de celulares sofre com a queda de vendas. A Apple, por exemplo, tem vendido menos iPhones, e também contribui para números ruins da fabricante sul-coreana.

Para o primeiro trimestre de 2019, a Samsung espera que a demanda por chips de memória continue fraca. Segundo a empresa, fatores como “sazonalidade e incertezas macroeconômicas, assim como ajustes de estoque por grandes clientes” contribuirão para que os resultados não sejam dos melhores.

No mesmo período, a empresa acredita que terá resultados melhores em sua divisão de celulares e TI. A fabricante espera que os números positivos apareçam com o lançamento do Galaxy S10 e do 5G comercial na Coreia do Sul.

Com informações: Samsung, TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton

apesar de 35b ser bem menos, ainda sim é algo que eu gostaria de ter. hahaha

Keaton

que querem ou podem. hahaha

Fabio Santos

As pessoas precisam também ter q consciência de ir não necessita gastar, muitos amigos que conheço trocam se esfolam em dívidas pra manter o mais atual em itens pra casa, carro, tecnologia e no fim ninguém liga pra isto, apenas os gigantes lucram e o povo que se lasca.
Dai você cita tais experiência chove haters do marketing que nem tem coragem de aparecer com perfil real.

Sid

Imagina quando lançar o S10 com furo na tela. Aí é que as vendas vão cair.

Junilson

A Samsung e outras empresas foram acusadas de controlar o preço dos chips de memória, por isso apesar da queda de vendas, ainda obtiveram maior lucro. Uma memória de desktop de 8gb custava menos de r$200,00, que hoje é o preço de uma de 4gb. Tá parecendo a Apple, que aumenta o preço de seus telefones para ter mais lucro vendendo menos, mas ela se deu mal também.

Mike Alves

claro que vai ter baixa, o tanto de smartphone que essa empresa lança e agora vem mais da linha S

JOSÉ AUGUSTO

exatamente. As fabricantes forçam a barra ainda mais atualizando os flagships a cada 6 meses como a xiaomi e sony faz.

Comentário Mil Grau℗

Esses 192 Bi foi de receita e não de lucro.

Felipe Ventura

"O lucro foi de 10,8 trilhões de wons (R$ 35,4 bilhões)... a receita ficou em 59,2 trilhões de wons (R$ 194,4 bilhões)"

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Essas empresas ganham tanto dinheiro com venda de smartphones que esqueceram que o consumidor tem um valor limite que podem gastar num device.

David

Powrra, R$ 192 bilhões de lucro, sozinha a Samsung lucra mais que todas as principais empresas brasileiras listadas na bolsa juntas.