Início » Telecomunicações » Internet fixa dobra número de conexões “ultra banda larga” e por fibra óptica

Internet fixa dobra número de conexões “ultra banda larga” e por fibra óptica

NET/ Claro, Vivo e Oi foram maiores operadoras de 2018, segundo Anatel; acessos acima de 34 Mb/s quase dobraram em 2018

Felipe Ventura Por

A Anatel divulgou os dados consolidados sobre a banda larga fixa em 2018. O Brasil fechou o ano com mais de 31 milhões de contratos ativos; o Grupo Claro (NET, Claro e Embratel) foi a maior operadora, seguida pela Vivo e Oi. A quantidade de acessos com velocidade acima de 34 Mb/s quase dobrou nos últimos doze meses, assim como o número de clientes usando internet via fibra óptica.

Foto por Scott Beale/Flickr

No final de 2018, a Anatel contabilizou 31,05 milhões de contratos ativos de banda larga fixa. O Grupo Claro detém 9,4 milhões deles (30% do total). A Vivo está em segundo lugar com 7,6 milhões de assinantes (24%). Enquanto isso, a Oi vem a seguir com 6 milhões (ou 19%).

Delas, somente a Claro/NET conseguiu adicionar clientes ao longo do ano; sua base cresceu em 5%. Enquanto isso, a Vivo ficou estável e a Oi sofreu queda de 5% no número de contratos ativos.

A TIM, agora com quase meio milhão de clientes, expandiu seu serviço de internet fixa para mais cidades ao longo do ano passado. Ela teve crescimento de 18% nesse período. Enquanto isso, a categoria “outras”, que reúne pequenos provedores regionais, disparou 40%.

Internet fixa ficou mais rápida com expansão de fibra óptica

Entre as operadoras em geral, o destaque fica para a velocidade. A quantidade de contratos acima dos 34 Mb/s saltou 89% em um ano, e agora é a segunda categoria mais popular; ela é considerada “ultra banda larga” no Brasil. A faixa de 2 Mb/s a 12 Mb/s ainda segue concentrando a maioria dos clientes.

Isso foi acompanhado pelo aumento de contratos de fibra óptica, que cresceram em 79% no mesmo período. Enquanto isso, a tecnologia xDSL — a mais usada no país — teve queda de 7%; ela usa fios de cobre e tem limites maiores de velocidade.

Outro destaque fica para a conexão via satélite. Apesar de representar uma parcela minúscula do mercado, ela cresceu 41%. Entre as empresas do setor, temos a HughesNet, YahSat e NetLight.

Você migrou para um plano mais rápido de internet fixa? Trocou para um provedor regional? Conte sua experiência nos comentários.

A quantidade de contratos acima dos 34 Mb/s quase duplicou no ano passado:

Isso veio acompanhado por um número 79% maior de acessos via fibra óptica:

Com informações: Anatel, Teletime.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leonardo Ricardo Dos Santos

A minha internet é de 60 megabits. Muito rápida mesmo.

Jean Ricardo

Estava com internet regional (radio para prédio) de 10 mb por 85, no entanto tinha alguns problemas de instabilidade e atendimento, fui para 100 mb da Vivo Fibra por 115 e estou satisfeito por enquanto.

Alexandre Roberto

mudei de endereco no final do ano e na casa nova nao tinha mais neet.....pagava 95 por 10mb e qdo estourava os 80gb de download a conexao baixava p 5mb.....sem problemas p mim...
hj estou com uma operadora local por fibra, (internex)pago 150 pelos mesmos 10mb, mas nao ha nrnhum limite de franquia..e ate mais estavel q a neet e o unico senao foi o aumento de preco
as outras opcoes eram provedores locais via radio, ou esperar a boa vontade da oi.

a neet de sao paulo,por sua vez foi cancelada em definitivo

Jarbas Coqueiro

Sai de 4 megas da Vivo por R$ 100, para 200 megas por R$ 120 de um provedor regional mediano
Edit: Só reclamo do atendimento/suporte, o da vivo era mil vezes melhor

Maico Andrade

Estava com 50Mb da vivo, dae eles fibraram todo o setor e pulei pra 100Mb pagando R$ 99,00!
To vendo a galera pagando o mesmo valor por 200Mb, acho q vou dar uma chorada na operadora! =)

Maico Andrade

Ql estado? Foi instalação nova?

Sandro

54% do mercado está nas mãos de Claro e Vivo. QUE ABSURDO!!!
Onde está a concorrência, ANATEL? Quando vão flexibilizar e facilitar a entrada de novos players??? Lamentável.

igor

Exite a clausula por garantia em caso da Anatel liberar a pratica.

­­­­­­­­­­­­­­­

Viva os provedores regionais, graças a eles, eu tenho internet de 20 mega em fibra óptica.

Rafael Moreira

Seu notebook só receber 2.4ghz ? Então não tem suporte a rede 5ghz, ou está distante do modem e não consegue visualizar a frequência. O modem que instalaram aqui não é AC, então comprei um TP-Link Archer C9. Recebo 120mb em ambas as redes. 5ghz o canal deixei em auto, já o 2.4ghz aumentei a largura para 40mhz para receber os 120mb em um notebook que não tem suporte a 5ghz. Se não fosse ele desativaria até a rede pois o resto dos equipamentos suporta tudo 5ghz. Nunca gostei de usar modem da operadora para Wi-Fi, não considero bons pra isso.

Rafael Moreira

Região de SP a Vivo domina tanto na internet fixa "fibra" como celular. Mais no geral a Net é a que possui maior velocidade da internet, e a tecnologia Docsis é boa, comparado ao ao vDSL das concorrentes em diversas regiões. Motivo esse que a Net tem uma maior base de clientes. Se a Vivo investir pesado em fibra no país, aí a história muda.

Eduardo

Venha para Oi fibra

silvio oliveira

Há muitas cidades próximas aos centros urbanos que ainda vivem do analfabetismo da banda larga uma internet de péssima qualidade via rádio de 2 a 10 megas não carrega nem Netflix é um absurdo me cobrando preço praticamente idêntico ao dos grandes centros. A Anatel deveria intervir e obrigar as operadoras a oferecer o mesmo serviço dos centros urbanos para as cidades menores do interior.

Charles Luiz

Como vc fez esse procedimento? Meu modem Vivo Fibra é dual Band, mas meu notebook só recebe 2,4Ghz. O que fiz pra melhorar o sinal foi mudar as configurações internas do modem e com isso recebo velocidade maior no 2,4Ghz. Em 5Ghz recebo até mais que o contratado

Charles Luiz

Aqui no estado de São Paulo a Vivo tem preços BEM melhores que os da Net. Sou assinante Vivo Fibra e gosto muito do serviço

Exibir mais comentários