Início » Jogos » Nintendo estaria preparando Switch menor e mais barato

Nintendo estaria preparando Switch menor e mais barato

O jornal japonês ainda menciona brevemente que o serviço Nintendo Switch Online receberá novidades

André Fogaça Por

De acordo com rumores apontados pelo jornal japonês Nikkei, a Nintendo está preparando uma nova versão do Switch, que será menor do que o modelo atual e, junto disso, terá cortes no custo final para o usuário. Um dos cortes que pode ser feito, e que já apareceu em outros rumores, é a remoção do dock da embalagem do console.

O movimento de criar versões menores e mais portáteis de consoles já lançados não é nova na indústria, nem mesmo na Nintendo. A empresa japonesa criou o 2DS como alternativa mais barata para o 3DS. Antes disso lançou Wii Mini como modelo menor e com menos funções do que o Wii tradicional, além da revisão do Super Nintendo em sua versão baby que foi lançado em 1997. Até a Sony criou versões menores de todas as gerações do PlayStation – que, por pouco, não nasceu como um acessório do SNES.

A única informação deste rumor mais recente é essa, da suposta preparação para uma versão menor do Switch. Não há detalhes sobre tamanho, ou quais serão os cortes para deixar o híbrido ainda mais portátil e barato do que é hoje. Meu chute fica para a remoção do dock, que você precisa para conectar o aparelho com uma TV, para uma solução que envolve apenas plugar um cabo com ponta HDMI no televisor e, na outra ponta e com formato USB-C, no Switch.

Os Joy-Cons já são pequenos demais, mas uma mudança para diminuir tamanho e partes extras, o que ajuda na redução de custos, é de torná-los fixos na carcaça do console – mantendo a conexão Bluetooth para adicionar outros controles e permitir o multiplayer dividindo a tela.

Novidades para o Nintendo Switch Online

De forma breve e com menos detalhes ainda, o Nikkei afirma que a desenvolvedora asiática trabalha em uma nova versão do serviço online do console, que seria ainda mais focada nos entusiastas de games. Alguns códigos do próprio serviço já listaram 22 jogos do Super Nintendo que podem ser lançados.

Unindo o rumor de agora, com os códigos descobertos na metade do mês passado, a Nintendo pode criar um segundo nível de cobrança do Online onde oferece ainda mais jogos e de mais plataformas.

Com informações: TechCrunch e Ars Technica.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Igor Costa

E eu esperando uma versão mas potente, com mais capacidade de armazenamento e autonomia...

rbruno

O que poderia acontecer em uma situação extremamente remota, é a Nintendo lançar um Smartphone próprio com OS e tudo dela, e esse aparelho poderia ter 6 polegadas e ser mais elegante, com uns Joy-Con menores.

rbruno

""Os desenvolvedores de jogos pavimentaram o caminho para a monetização, foram os primeiros que implementaram publicidade móvel, compras em apps", explicou Chris Klotzbach, diretor do Flurry, ressaltando o pioneirismo do setor. "Eles estabeleceram muitos dos hábitos e comportamentos que temos no nossos smartphones".

Para Klotzbach, no entanto, agora o setor precisa de uma nova "graça" para conquista novamente espaço junto aos consumidores, que tendem agora a perder rapidamente o interesse por títulos móveis."

https://canaltech.com.br/pr...

rbruno

Sim, não disse que não, mas os jogos mobile da Nintendo são só um "vitrine" para para a experiencia completa, é sempre jogos nível "mobile" e isso não vai mudar, segundo a própria Nintendo, enquanto existir mercado de consoles, a Nintendo não vai lançar seus jogos "reais" em outra plataforma que não seus consoles, e outra, em 5 ou 10 anos, é muito provável que não existam mais smartphones como nos conhecemos, o mercado mobile esta em declínio.

rbruno

Como eu disse, é pequena a quantidade de pessoas que compram um Switch para piratear, muito diferente da época do PS2, e sim, se o pessoal ta comprando o Switch e pirateando, a Nintendo ainda ganha, mas e com ela virando uma Dev de Mobile? o Hardware não é dela, o a parelho já é "destravado" de fabrica ou é muito fácil de desbloquear (root), ela tem que pagar uma porcentagem para a loja (Google Play ou Apple store).

johndoe1981

Jogos do Switch têm que ser muito, mas muito bons mesmo pra compensar as frescuras e limitações impostas pela Nintendo. Até hoje a empresa não conseguiu implementar uma plataforma online decente em seus consoles, além de ficar dando migalhas aos assinantes como jogos de NES. Nem menciono os preços ridículos e a raridade em promoções nos jogos, mesmo lá fora.

Thiago Mocci

A Nintendo podia parar de se isolar do mercado em áreas onde ela poderia ter presença forte. O serviço pago do Switch oferecer apenas jogos de NES é ridículo. Devia ter serviço, inclusive pra quem não tem o console, ao estilo Netflix de emulação oficial dos jogos de NES, SNES, N64 e Gamecube. A Nintendo tem as franquias, tem a criatividade (e olha que tem muita), mas tem decisões estranhas.

Thiago Mocci

Tira a dock (deixando uma versão apenas portátil), deixa os mesmos botões dos dois joycons direto na carcaça e, se quiser depois, o usuário compra joycons extras pra usar no modo tradicional. Se abaixar de U$ 299 para U$ 199, estoura de vender.

Como o Switch não teve e pelo jeito não terá um Mario Kart próprio, acho que a Nintendo devia avaliar voltar o projeto abandonado de uma continuação para Diddy Kong Racing do N64. Teve um sucesso estrondoso, repetido depois no DS, eu acredito ter público e viabilidade comercial.

rbruno

Sim, mas é minima comparada ao Mobile, são realmente uma pequena quantidade de pessoas que recorrem a isso, tipo de 10, 2 pirateiam. Hoje em dia a maioria dos consumidores tem mais "consciência" de que é errado e sem nescidade, se você não tem como comprar agora, espera, é assim que as coisas funcionam, eu mesmo to esperando baixar o preço para comprar, foi o mesmo com o meu Xbox one, só fui comprar ele em 2016.

rbruno

Isso.

Maicon Bruisma

Se é um dispositivo a mais não importa se é o mesmo aparelho só que mais barato, ainda é outro aparelho. Mas não espero absolutamente nada diferente de uma empresa que lança um console sem carregador

rbruno

"outro aparelho separado que executa a mesma função" É o mesmo aparelho amigo, só que uma versão mais barata, a Nintendo sempre fez isso desde o Game Boy. O problema é que as pessoas querem jogar os jogos dela mas não querem comprar o console, fora que na remota possibilidade que se saísse para mobile, a pirataria e comer solta.

rbruno

Isso não vai acontecer, a Nintendo fabrica consoles, o Lucro dela com a venda do aparelho é 100% e a Nintendo também desenvolve jogos onde o lucro também é 100% dela, lançar jogos nos Smartphones, alem de limitado, ela teria que mudar o estilo dos jogos (jogos pagos não vendem em Mobile, é a realidade), ela teria que pagar a porcentagem para a google e Apple, e deixaria de lucrar com o Hardware, é um péssimo negocio e seria o fim dos jogos de qualidade da Nintendo, só veríamos jogos como o Mario Runer e Animal Crossing Forest Camp por exemplo.

Maicon Bruisma

Foi exatamente o que escrevi, lançar algo no mobile ao invés de outro aparelho separado que executa a mesma função

rbruno

Não duvido que isso aconteça quando sair a Nova geração de consoles, o Switch é tecnicamente um portátil, o 3DS ta com os dias contados, ela poderia muito bem lançar um console de mesa mais potente que também possua controles de movimento e seja compatível com os jogos de Switch.

Exibir mais comentários