Início » Brasil » Governo terá site para leiloar celulares e carros apreendidos no tráfico

Governo terá site para leiloar celulares e carros apreendidos no tráfico

Brasil poderia leiloar imediatamente 29 mil itens, entre os quais estão celulares, veículos e até aeronaves

Victor Hugo Silva Por

O governo brasileiro armazena, atualmente, 77,2 mil bens apreendidos de traficantes de drogas e deseja leiloar esses itens mais rapidamente. Para resolver o problema, a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça e Segurança Pública criará um site voltado para agilizar as transferências.

Dos bens em posse do governo, 29,4 mil têm sentença com trânsito em julgado, isto é, não oferecem a possibilidade de recurso e podem ser leiloados imediatamente. A lista conta com 9.970 veículos, 459 imóveis, 25 aeronaves e 18.975 bens diversos, que incluem principalmente celulares.

Receita Federal / Leilão / Eletrônicos

Governo poderá ter sistema parecido com o da Receita Federal, que realiza leilões de itens apreendidos

Nos últimos seis anos, ações realizadas pelas polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal apreenderam, em média, mil bens por ano. O valor médio anual dos itens é de, aproximadamente, R$ 6 milhões.

O secretário nacional de Política sobre Drogas, Luiz Beggiora, afirma que, no ritmo atual, o governo levaria 80 anos para leiloar todos os bens que estão em sua posse. Hoje, a venda é realizada por leilões presenciais organizados por empresas especializadas.

O governo acredita que o site agilizará a alienação dos bens que os valores arrecadados retornem para a população. A quantia levantada com leilões dos itens apreendidos é usada no reaparelhamento de polícias e na criação de políticas sobre drogas.

Segundo o secretário, a Senad atuará em conjunto com o Poder Judiciário e o Ministério Público para argumentar a favor do leilão de bens antes mesmo do trânsito em julgado. A prática se baseia em uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que defende a alienação antecipada de bens para impedir a perda de seu valor econômico.

“Queremos fazer uma melhor gestão desse procedimento junto aos juízes, para que haja alienação desses bens tão logo o processo criminal seja iniciado, para conseguirmos um valor maior e que dê retorno melhor para a sociedade”, afirmou.

Com informações: Senad, G1.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

 david

Sanatic Edition

Marcos

Concordo, isso eu disse em outro comentário.

Thalles Ferreira

Mas com o método novo, os bens poderão ir a leilão antes da condenação, esse é o ponto da minha insatisfação. Não há como restituir algo que não está mais disponível, no máximo ressarcir, o que, se for pra lista dos precatórios... já viu.

brazlocateli

Queria um controle original de PS3, vale ouro e não tem mais em loja nenhuma. Quem sabe em algum cantinho não tem um...

Francisco Aloisio

Opinião! ÓTIMA IDEIA! Só uma ressalva. Por quê site do governo? Quando se fala tanto em diminuir a máquina burocrática. Por quê o não usam o Mercado Livre, e outros? FA

Love

Memory card do PS2 e Galaxy S3 Mini são meus ein...

Nem vem que não tem, pago 1,50 xD

Fábio Valentim

Receptação é crime, exceto se for feito pelo Estado

Caleb Enyawbruce

Aí não faz sentido

Marcos

Não é indevido se existem evidências/suspeita de que foi comprado com dinheiro obtido de forma ilegal. Caso seja inocentado, os bens são restituídos, caso seja condenado, vão a leilão.

John Smith

Se juntar tudo que tá na imagem não deve dar mil reais.

Manoel Guedes

As variavari são muitas... Primeiro existe mais culpados de tráfico do que inocentes sendo processados, pois é necessário ser pego com o "produto", o seu carro de C180 vira lixo no depósito depois da segunda instância... Vejo essa iniciativa mais como benéfica do malefica, claro que o ideal seria só leiloa depois da segunda instância

Bruno

630 ainda! Eu tenho um

Thalles Ferreira

Mas em nenhum momento falei de ilegalidades, falei de aprisionamento indevido. Pessoas suspeitas de crimes, mas que não os cometeram. Não preciso entrar em espectro político, até porque não é disso que tô falando.

Thalles Ferreira

Até ser preso por alguma arbitrariedade policial, ter seus pertences pessoais leiloados e, depois de inocentado devidamente, ficar esperando indenização. É disso que tô falando desde o início. E isso pode afetar virtualmente qualquer pessoa, cometa ela crimes ou não, já que eu tô especificando que são inocentes (a menos que você acredite que nenhuma pessoa é presa erroneamente).

Eric Viana

Cadê os iphones na foto? Por mais que seja uma foto histórica... as versões 1, 3, 3g, 3gs, 4... são bem antigas e não aparece nenhum ali? #reflitaum

Exibir mais comentários