Início » Antivírus e Segurança » 4 coisas sobre segurança do Wi-Fi que você precisa saber

4 coisas sobre segurança do Wi-Fi que você precisa saber

Aprenda quatro passos para aumentar a segurança da sua rede Wi-Fi e evitar eventuais dores de cabeça

Por
36 semanas atrás

A segurança de sua rede Wi-Fi é muito importante: não é muito sadio manter as configurações de fábrica de seu roteador, e também é muito arriscado não colocar uma senha na sua rede doméstica. Hackers e engraçadinhos podem fazer a festa com a sua conexão, e muitas vezes, deixando para trás um enorme abacaxi para você descascar.

Wi-Fi/ Rawpixel / Unsplash / wi-fi segurança

4 coisas sobre a segurança do Wi-Fi que você precisa saber

Algumas atitudes são essenciais para proteger a rede e dessa forma, evitar dores de cabeça. Confira aqui quatro procedimentos simples, mas que fazem toda a diferença.

1. Mude os dados de login e senha de seu roteador

Quando você instala um roteador novo, ele possui uma configuração padrão de acesso, fornecida com o dispositivo. Pode ser uma etiqueta, presente na parte inferior do roteador ou um manual extra, contendo o endereço IP (normalmente, 192.168.1.1), o login e a senha. O problema é que, muitas vezes, essas informações são default, e todos os roteadores do mesmo modelo possuem credenciais (login e senha) iguais.

Isso permite que um visitante mal intencionado, que tenha acesso ao roteador possa acessar as configurações, utilizando os dados de login e senha padrão para aquele modelo, se eles não forem modificados.

Por isso, é importante que você mude os dados de login e senha (e se possível, até o endereço IP), de modo que só você possa configurar o roteador quando necessário.

2. Mude o nome e a senha da sua rede Wi-Fi

Da mesma forma com os dados de login e senha do roteador, a rede Wi-Fi configurada de fábrica vem com um nome e senhas padrão, que muitas vezes podem ser iguais para todos os modelos do dispositivo. Assim, é sempre bom mudar o nome da rede para algo mais reconhecível, ou até mesmo fazer alguma brincadeira com o nome da rede.

Fica a seu critério.

Para a senha da rede Wi-Fi (dê preferência ao padrão WPA2, mais seguro), utilize uma forte, que impeça a entrada logo de cara. Aliás, é sempre bom lembrar que fora o risco de ataques, há implicações legais que impedem um usuário de manter sua rede Wi-Fi aberta.

XKCD / Password Strength / wi-fi segurança

Ao mesmo tempo, evite senhas curtas difíceis demais. Além delas não serem tão seguras, é bem provável que você terá dificuldades em lembrar dela; utilize termos simples, de fácil memorização e que já dificultem o trabalho de invasores.

3. Se possível, sempre use cabos de rede

Problemas de estabilidade de conexão, e até de segurança, podem ser resolvidos com o bom e velho cabo de rede. Claro que não há o que fazer com celulares e tablets, mas desktops, notebooks (modelos sem a porta Ethernet podem usar adaptadores USB), TVs, set-top boxes e consoles de videogame, entre outros se beneficiam enormemente de uma conexão cabeada em vez de ficarem pendurados no Wi-Fi.

Além de manter uma conexão mais estável e com maior velocidade, o cabo de rede elimina uma série de alternativas aos hackers, que utilizam métodos MitM (man-in-the-middle) para invadir computadores e celulares, onde a conexão Wi-Fi é mais vulnerável.

4. Mantenha seu roteador atualizado

Roteador Wi-Fi (Por Pixabay) / wi-fi segurança

Pragas e ataques novos surgem a todo momento, e os usuários simplesmente esquecem que o roteador é a primeira porta de entrada de sua rede Wi-Fi, comprometendo a segurança. Não são raros casos de roteadores infectados, com hackers desviando o tráfego e roubando informações críticas das pessoas.

É extremamente importante manter tanto o software quanto firmware atualizados.

Para atualizar o software, acesse as configurações do dispositivo e atualize-o através da opção dedicada. Já para o firmware, que é uma intervenção mais profunda, verifique o modelo de seu roteador, acesse o site do fabricante, baixe a última versão e siga as instruções. Em caso de falhas graves e/ou ausência de novo firmware (se o roteador for antigo), talvez seja mais seguro comprar um roteador novo.

Seguindo essas dicas, a segurança da sua rede Wi-Fi permanecerá sempre em dia.

Mais sobre: