Início » Telecomunicações » Claro e NET faturam R$ 35,8 bilhões em 2018 com ultra banda larga e pós-pago

Claro e NET faturam R$ 35,8 bilhões em 2018 com ultra banda larga e pós-pago

Claro comemora crescimento do pós-pago em 2018; operadora vai focar em combos com NET

Lucas Braga Por

O grupo Claro — formado pela Claro, NET e Embratel — divulgou seus resultados financeiros do quarto trimestre, fechando os números anuais para 2018. A operadora tem 4,4 milhões de acessos com ultra banda larga (acima de 34 Mb/s) e apresenta forte crescimento na telefonia móvel pós-paga.

Claro

A operadora teve R$ 35,8 bilhões em receita líquida durante o ano, sendo R$ 9,1 bilhões apenas nos três últimos meses de 2018. Comparando com o trimestre anterior, a operadora conseguiu crescer 1,3% em faturamento.

A receita com serviços móveis aumentou 0,8% no quarto trimestre, graças ao bom desempenho dos planos pós-pagos.

Por sua vez, os serviços fixos cresceram 0,5% em relação ao trimestre anterior, puxados pela banda larga (4,1%) e dados corporativos (1,9%). Mas a TV paga recuou em 1,7%, sobretudo na tecnologia DTH, que a operadora oferece através da Claro TV.

Banda larga fixa e TV por assinatura

A NET vem crescendo de forma consistente no serviço de banda larga fixa. Ao longo de 2018, ela adicionou 449 mil novos clientes nesse segmento.

A operadora possui 4,4 milhões de acessos com ultra banda larga, com velocidades superiores a 34 Mb/s. Nessa categoria, a NET detém 54,5% de participação de mercado.

Já na TV por assinatura, o grupo Claro atingiu 49,3% de participação de mercado. A empresa destaca um novo serviço para os assinantes da NET, o Virtual Recorder: o cliente pode agendar a gravação de seus programas favoritos e assistir em qualquer dispositivo, uma vez que os arquivos ficam salvos na nuvem, ao contrário dos tradicionais set-top boxes com HD interno.

Telefonia móvel no pré-pago e pós-pago

No total, a operadora adicionou 3,2 milhões de novas linhas durante 2018, chegando ao total de 56,4 milhões de clientes móveis. Cerca de 33 milhões de linhas são da categoria pré-paga.

O ARPU (gasto médio por usuário) cresceu em 8,7% no último ano, e a operadora atribui o resultado às melhorias da cobertura 4G+ (LTE Advanced) e 4,5G (LTE Advanced Pro), além da ativação da frequência de 700 MHz nas principais regiões geográficas.

No mês de novembro, a Claro registrou seu maior crescimento no pós-pago, adicionando 535,5 mil novos clientes. Ela atribui o sucesso às promoções da Black Friday. A operadora comemora que lidera o crescimento da categoria entre as demais concorrentes, aumentando sua base pós-paga em 15,6% no último ano.

Para continuarem crescendo, Claro e NET apostam na estratégia de combos, que vincula os serviços de TV por assinatura, banda larga fixa, celular e telefone fixo. Essa categoria cresceu em 16% no último ano. Um dos maiores incentivos é que, ao conjugar os serviços, a operadora dobra a velocidade da banda larga fixa e também a franquia de internet móvel de planos pós-pagos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

eder carneiro

E ainda querem franquia de internet. não deixaremos isso acontecer, temos apoio;

https://www.youtube.com/wat...

Matheus

Mas -Claro- que vai faturar, furtando os cliente na cara dura, incluindo cobrança indevidas na conta e não retirando, sumindo com crédito dos pré pagos, assim é fácil

Toto_fofo

NPC

ADALBERTO

E é exatamente isso que eles fazem, principalmente a Oi.

Amanda

Faturaram uma grana do ca-ra-lho e querem colocar franquia na Internet fixa! Essas operadoras saõ tudo umas mercenárias!

Vitor

Venda casa seria você assinar a internet e precisar levar telefone fixo junto, com alegação que um n funciona sem o outro.

Costa Alex

E mesmo assim choram as pitangas, afirmando que o modelo atual de banda larga é inviável aff.

Rafael Moreira

A situações em que só existe uma operadora no local atendendo uma determinada região. Ai neste caso acaba ficando refém só de uma. A Anatel deveria analisar mais essa situação, e o cliente deveria abrir uma reclamação sobre isso no site da Agência.

Aluizio Edypo

E mesmo com todo esse faturamento ainda querem empurrar goela a baixo a limitação da banda larga fixa... E ainda tem quem defenda "discutir sobre o assunto" pra encontrar pacotes aceitáveis... Tem que permanecer como está e acabou...

Maicon Carneiro

Eu sei que haverá leitor em situação pior que a minha e até achar que eu estou até numa boa, mas eu pago aqui em 15M o que outras pessoas pessoas pagam em 100M em outras regiões.

Maicon Carneiro

Hoje em dia deveria ter uma lei onde uma.operadora não pudesse atuar sozinha em determinada região. E a Anatel controlaria para não haver boicote em nenhuma região, visando internet como serviço básico.

Vejo muitos reclamando de alguns panos, muitos não sabe o que é ser refém de 15M Oi Velox e nada mais. Não há concorrência, você pode até ligar e reclamar, mas não tem a coragem de cancelar e ficar e pior.

Rafael Moreira

Essa ultravelocidade não quer dizer que a companhia oferece a internet mais rápida do Brasil, pois se for comparado com a Copel Fibra, a empresa do Paraná oferece velocidade de Download e Upload simétrico, 200mb em ambos, e a conexão é 100% fibra ótica até na casa do cliente.

O grande destaque da NET, é que a mesma oferece velocidade de internet maior do que a concorrência em diversas regiões do Brasil, por isso que ultrapassou a antiga GVT em números de clientes. Um exemplo é a capital do ES, em que a Vivo só oferece 50mbps de velocidade na internet fixa, enquanto a NET oferece 240mbps em toda a região metropolitana. Para se ter uma idéia, o preço que a Vivo cobra no link de 15mbps, é o preço da Net Virtual de 120mb.

A Claro surfou na onda da NET, oferecendo plano controle junto com a banda larga Net Virtua, o famoso "Combo Multi". Enquanto a Vivo cobra 64,99 no controle de 4gb, a Claro cobra 42,99 no controle de 4gb junto com a Net Virtua. E a casos em que esse pacote de dados é dobrado.
Eu pago R$ 142 reais (Claro controle 7gb de dados + Net Virtua de 120mb). Antes assinava os serviços GVT + Vivo.

Plínio

Você desconhece o mercado , acionistas sempre vão querer mais. O dividendo é o que importa é o cidadão que fique feliz por pagar caro.

Plínio

Deprimente defender o retrocesso que é estas empresas no Brasil. Eficiência 0%.

Sergio FSM

Rubens, vc deve fazer parte desse grupo não é mesmo? Se não preste mais atenção e releia a parte onde diz COMEMORAM. No ponto de vista de qualquer ser inteligente só se comemora quando se ganha.

Exibir mais comentários