Início » Negócios » Apple pode lançar “Netflix de notícias”, mas jornais estariam contrariados

Apple pode lançar “Netflix de notícias”, mas jornais estariam contrariados

Plataforma de notícias da Apple deve custar cerca de US$ 10 por mês e dar acesso a vários jornais e revistas

Por
17 semanas atrás

A Apple deve anunciar no dia 25 de março uma plataforma de assinatura universal de jornais americanos, serviço que vem sendo comparado a uma “Netflix das notícias”. Mas a ideia tem encontrado resistência: aparentemente, grandes veículos da imprensa dos Estados Unidos não estão contentes com a proposta.

iPad (2018)

Se os rumores forem verdadeiros, o serviço irá custar cerca de US$ 10 por mês e dará acesso ilimitado ao conteúdo digital de vários jornais e revistas de grande circulação. Entre eles estariam veículos como The New York Times, Washington Post e The Wall Street Journal — este último é o que trouxe o assunto à tona.

Nas negociações, a Apple estaria propondo ficar com 50% da arrecadação. Os 50% restantes seriam então divididos entre os veículos, com a proporção de cada um variando “de acordo com a quantidade de tempo que os usuários gastam lendo seus artigos” e, possivelmente, outros parâmetros.

Os problemas começam justamente no modelo de cobrança. Se não todos, a maioria dos jornais e revistas mais relevantes dos Estados Unidos já possui um sistema de paywall cuja assinatura, frequentemente, custa mais de US$ 10 por mês.

Além da questão do valor, a Apple não estaria disposta a compartilhar com as editoras dados dos assinantes, como e-mails e números de cartão de crédito. Essas informações são consideradas cruciais por elas para alavancar as suas bases próprias de assinantes.

O Texture é uma possível base para o novo serviço

Texture: uma possível base para o novo serviço

De todo modo, as negociações estariam avançando, embora um atraso no lançamento do serviço por conta da resistência das editoras não esteja descartado.

A Apple foi procurada, mas não comentou o assunto. Não há nada confirmado, consequentemente. De todo modo, as chances de o serviço ser lançado são consideráveis. Há quase um ano que a companhia comprou a plataforma de revistas digitais Texture, que também cobra US$ 10 por mês. É bem possível que a Texture sirva de base para o suposto novo serviço.

Com informações: BuzzFeed, Engadget.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.