Início » Internet » Deezer ou Spotify: qual é melhor?

Deezer ou Spotify: qual é melhor?

Entenda as diferenças entre Deezer e Spotify e escolha qual plataforma você prefere

Melissa Cruz Cossetti Por

Está difícil escolher? É porque Spotify e Deezer são realmente muito parecidos. Ambos oferecem milhões de músicas, aplicativos para celular, planos familiares e conveniências super úteis para quem adora música — seja para ouvir online ou offline. Reuni algumas informações relevantes sobre ambos após usá-los no dia a dia para ajudar sua escolha.

COMPARATIVO-DeezerSpotify

Preço e Período de Gratuidade: Empate

Não quero pagar 🙅🏾

No Spotify você pode ouvir de graça com anúncios entre as faixas e algumas limitações. Estão disponíveis músicas e podcasts, mas não é possível ouvir offline (baixar músicas) e, em celulares, o acesso sob demanda (por faixa e álbum) é limitado às playlists.

No Deezer, o funcionamento é o mesmo. No mobile, o acesso é apenas ao Flow e Mixes (listas), com anúncios, sem download e "qualidade do som padrão" para uso grátis.

Quero pagar 🤑

Se você quer pagar, o que não falta é opção. O pagamento libera o acesso ilimitado pelo celular, o download de músicas e podcasts para ouvir offline, acaba com os anúncios e traz mais alguns recursos para ouvir as músicas fora do país (em viagens) e em família para até seis pessoas no Deezer. Você também poderá pular quantas músicas quiser.

Spotify*

  • Spotify Free — Gratuito
  • Spotify Premium — R$ 16,90/mês
  • Spotify Premium para Universitários — R$ 8,50/mês (enquanto você for estudante)
  • Spotify Plano Familiar — R$ 26,90/mês (até 5 pessoas no mesmo endereço)
  • Spotify PlayStation™Music — mesmos valores aplicados aos grupos acima

Deezer*

  • Deezer Free — Gratuito
  • Deezer Premium — R$ 16,90/mês
  • Deezer Family — R$ 26,90/mês (até 6 pessoas no mesmo endereço)
  • Deezer HiFi — R$ 33,80/mês (conteúdo em FLAC)
  • Deezer Student — R$ 8,45/mês (enquanto você for estudante)

*Valores em fevereiro de 2019

Você deve ter observado que os valore são os mesmos. Caso queira algum benefício no fator preço, procure por ofertas periódicas que garantem os primeiros meses gratuitos ( Spotify) ou planos anuais (Deezer). Usuários TIM podem buscar o TIMmusic by Deezer.

1 mês grátis

Ambos oferecem 30 dias grátis para você decidir se quer se manter no premium.

O Deezer afirma no FAQ que aceita pagamentos por boleto e até Picpay. O Spotify aceita cartões de débito, além de crédito. Ambos oferecem os cartões presente (pré-pagos).

Spotify / Jean / Unsplash

Plataformas disponíveis: Empate

Legenda: Deezer 🇩e Spotify 🇸

  • Web Player 🇩🇸
  • Android 🇩🇸
  • iOS (iPhone) 🇩🇸
  • Windows Mobile 🇩🇸
  • Windows 10 🇩🇸
  • macOS 🇩🇸
  • Playstation 🇩🇸
  • Xbox 🇩🇸
  • Smart TVs 🇩🇸
  • Amazon Fire TV 🇩🇸
  • Chromecast 🇩🇸
  • Chromecast Audio 🇩🇸

Basicamente, ambos os aplicativos estão disponíveis em todas as plataformas. Alguns apps para carros, smart tvs, dongles e caixas de som conectadas podem variar.

Catálogo de Músicas: Empate

No início, os serviços de música tentaram trabalhar com exclusividade, ainda que temporária, de alguns artistas. O Tidal seguiu a linha com uma abordagem focada principalmente nos lançamentos de Beyoncé e Jay-Z. Mas, basicamente, os artistas e as bandas mais populares estão em ambas plataformas (e em outros concorrentes).

Fiz buscas por Sheik Tosado e Mary's Danish e, no primeiro caso, nenhum serviço de streaming retornou. No segundo, o Spotify mostrou apenas uma página de "sobre" e uma coletânea em que uma música estava disponível. É comum que, quando não tem algo em um deles (Spotify, Deezer, Apple Music ou Tidal), não tem em nenhum deles.

O Spotify informa que soma mais de 40 milhões de músicas disponíveis para usuários da versão gratuita e pagantes. Já o Deezer ostenta 53 milhões de músicas no catálogo.

As plataformas sustentam que todas as milhões de faixas estão disponíveis no mundo todo. Entretanto, o FAQ do Deezer alerta que artistas, álbuns e músicas que não estão disponíveis atualmente podem estar restritos a países e regiões por licenciamento.

O ideal seria ter um serviço de comparação de catálogos de música — como temos com Netflix, Amazon Prime Video, HBO GO, iTunes e outros (JustWatch). Uma dica é jogar o nome da banda (puro) no Google (o buscador mostra a lista de apps que a tocam).

A princípio, há conteúdos extras em ambas: Deezer Sessions e Spotify Singles. Artistas são convidados para fazer covers ou versões ao vivo e acústicas que ficam dedicadas às plataformas produtoras. Parte não especificada desses milhões de músicas, porém, são sons de natureza, concentração, playlists de meditação, podcasts, programas de humor.

Falando em podcast, o Tecnocast está no Spotify e no Deezer!

Sendo assim, empate. Não encontrei nada que se caracterize em vantagem para o ouvinte na prática, embora o Deezer apresente milhões de faixas a mais que o Spotify.

Qualidade das faixas: Deezer

Você deve ter reparado que o Deezer tem um plano HiFi, mais caro. O Deezer HiFi é um plano de áudio de alta fidelidade que usa o formato FLAC (Free Lossless Audio Codec, (1.411 kbps) para oferecer o que chama de "a melhor experiência auditiva".  

Foto via Pixabay

Note que é necessário um aparelho compatível com FLAC e uma conexão de banda larga adequada para usá-lo. Se você estiver usando o Deezer sem um dispositivo compatível com FLAC, você só vai poder ouvir no padrão do Deezer Premium (320 kbps).

Entre os dispositivos compatíveis estão qualquer computador macOS ou Windows, que rode o aplicativo desktop, caixas de som com o Chromecast e dispositivos Samsung, (Sonos, Yamaha MusicCast, Bang & Olufsen e outras marcas dedicadas). No momento ainda não é possível de ter a qualidade FLAC no celular com o aplicativo Deezer.

Velocidades de banda larga necessárias:

  • 5.0 Mb/s - 1 stream FLAC
  • 7.5 Mb/s - 2 streams FLAC
  • 10 Mb/s - 3 ou mais streams FLAC

A opção padrão é a "Compacto", com 128 kbit/s. No Premium, em "Equilibrado" significa que você estará ouvindo 320 kbit/s no Wi-Fi, mas 128 kbit/s (padrão) na rede móvel (4G). A opção "Superior" indica o HiFi, que você estará ouvindo 320 kbit/s no Wi-Fi e na rede móvel. Como opção, há o áudio básico (64 kbit/s), no caso de economizar seus dados.

No Spotify, a qualidade padrão do aplicativo para desktop é Ogg Vorbis 160 kbit/s (default também na versão free). Os usuários Premium podem ativar o streaming de "alta qualidade" (320 kbit/s) sem pagar mais por isso, mas não chegam ao de "altíssima qualidade" como no Deezer. A qualidade padrão por lá é AAC 128 kbit/s (para Free) e 256 kbit/s (para Premium).

Com exceção do web player, você pode usar os seguintes formatos em Ogg Vorbis:

  • Baixa – Equivalente a aproximadamente 24 kbit/s;
  • Normal – Equivalente a aproximadamente 96 kbit/s;
  • Alta – Equivalente a aproximadamente 160 kbit/s;
  • Altíssima – Equivalente a aproximadamente 320 kbit/s;
  • Automática – Dependente da sua conexão de rede.

Comparando os mesmos planos (deixando de lado o HiFI), ambas reproduzem o Premium em (320 kbit/s) pelo mesmo valor. Caso queira investir em FLAC, é Deezer.

Recomendações e Conteúdo Personalizado: Spotify

Em design, ambas são bastantes parecidas e não há nada que demanda uma curva de aprendizado. Como conteúdo personalizado eu destaco o Flow, que o Deezer diz que é a sua "trilha sonora personalizada". São as músicas que você gosta misturadas com recomendações de novidades e outras que "você havia esquecido do quanto gostava" em um fluxo constante. Ou seja, é uma mistura do algoritmo com o seu histórico.

O Flow (ou Minha Música) às vezes erra feio mas o que mais me incomoda é que ele não termina e eu gosto de trabalhar com playlists finitas, recomendá-las a amigos e conseguir acessar aquele mesmo grupo de músicas de novo no futuro. O lado bom é que quando você não quer pensar muito no que ouvir é só jogar lá e dar o play.

Nesse aspecto, eu preferi o Descobertas da Semana, do Spotify. Trata-se de uma playlist com músicas que o algoritmo acha que você vai gostar baseada nas músicas que você e outros usuários com gostos similares ao seu andam escutando. Ou seja, é puro aprendizado de máquina. Quanto mais você usa, mais sua playlist fica com a sua cara.

Spotify / Sgcreative / Unsplash

O legal é que as Descobertas da Semana são atualizadas sempre na segunda-feira, o que dá um ânimo para começar a semana e me ajuda a lembrar de salvar as músicas que eu gostei em uma playlist pessoal antes da próxima atualização. O fato de se tratar de descobertas também tira a pretensão de ser perfeito e de fato mostra coisas novas.

Um ótimo controle sobre isso é o fato de que as músicas que você ouvir enquanto estiver uma "sessão particular" (aquela em que seus amigos não veem o que você está ouvindo) não influenciarão as recomendações da Descobertas da Semana. Sendo assim, na hora da festa ou de tocar alguma música que não é bem seu gosto, não muda nada.

Conclusão: Spotify

É fato, deu empate.

Porém, meu critério foram as recomendações de músicas, fiquei com o Spotify. Se você não abre mão do áudio em altíssima qualidade (lossless) vale dar uma conferida no Deezer. O valor do plano HiFi do Deezer é o mesmo que o do Tidal: R$ 33,80/mês.

Porém, um detalhe importante para contas família: se você tem uma família grande, o Deezer permite até seis (6) pessoas no mesmo plano, enquanto o Spotify só cinco (5).

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.