Início » Celular » TIM quer leilão de 5G o quanto antes e rede única de 2G e 3G com Claro, Vivo e Oi

TIM quer leilão de 5G o quanto antes e rede única de 2G e 3G com Claro, Vivo e Oi

Compartilhamento de infraestrutura 2G e 3G entre operadoras pode trazer economia

Lucas Braga Por

Manter tecnologias mais antigas pode ser um problema para as operadoras. Ter uma rede 2G ou 3G funcional resulta em altos custos e ocupação de espectro, sendo que essas tecnologias estão cedendo lugar para o 4G e 5G. Para diminuir custos e preparar caminho para o futuro, a TIM defende manter uma única rede legada com Vivo, Claro e Oi.

Durante a teleconferência para divulgação de resultados da TIM, o diretor técnico Leonardo Capdeville afirmou que não está claro quando haverá um switch-off do 2G e 3G, mas que há uma vontade em compartilhar essas redes em single grid (uma única rede, onde as operadoras utilizariam roaming) ou RAN Sharing (compartilhamento de infraestrutura).

As redes 2G e 3G ainda são muito importantes para equipamentos como rastreador de veículos, máquinas de cartão de crédito e outros dispositivos de internet das coisas. Mas como o tráfego de dados é muito baixo, manter uma rede apenas para esses dispositivos é algo custoso.

Com o desligamento das redes legadas, as operadoras conseguem reaproveitar o espectro nas tecnologias mais novas, o que melhora a qualidade do serviço. Atualmente a TIM utiliza 4G nas frequências de 700 MHz (banda 28), 1.800 MHz (banda 3), 2.100 MHz (banda 1) e 2.600 MHz (banda 7).

Operadora quer leilão do 5G “o quanto antes”

Ainda durante a conferência, o CEO Sami Foguel afirmou que quer o leilão de frequências para 5G o mais rápido possível. Ele teme que o Brasil fique atrasado com a tecnologia caso as licenças não sejam leiloadas em breve, e enxerga o 5G como fundamental para o desenvolvimento de competitividade no país.

Leia também: Por que o 5G vai mudar sua vida (mesmo que você não tenha nem 4G)

A TIM espera que o leilão aconteça em 2020, para que as redes entrem em operação no ano seguinte do arremate das faixas. De forma geral, as operadoras parecem não ter muita pressa na adoção do 5G, uma vez que não há como prever a rentabilidade da tecnologia.

Com informações: Telesíntese, (2)

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Duzera74

perfeito,
não sei em qual Brasil esse rapaz acima vive.

Yago G. Oliveira

https://uploads.disquscdn.c...
Não, moro no Piauí mesmo

Credulos

Meu amigo então você mora em uma bela bolha, pois nas grandes cidades nas quais ja passei e moro chegar a 100MB? Só se eu ficar em baixo da torre com um cabo cat6 ligado diretamente nela hahaha

Yago G. Oliveira

Como não? Claro que é. Essas velocidades que você ouve falar são feitas em laboratórios com ambiente totalmente programado.
Eu mesmo já consegui 250Mbps em 4G com qam e 4x4. e normalmente uso 40Mbps no 2600.
Mas eu compreendo, quando vieram com a implementação do 4G haviam comentários que nem o seu, falando que 4G nunca iria ser realidade..blablabla etc

Credulos

meu amigo 50Mbps a 80Mbps não é nem de perto a capacidade nominal do 4G, nos nunca nem chegamos perto, e você vem falar em 5G, isso aqui é Brasil, nosso 5G vai atingir velocidades que o 4G faz fora.

Eduardo Braga

Ah sim. Não tinha pensado na questão das frequências.

Yago G. Oliveira

Nesse caso, o 5G ele foca em coisas pessoais e fixas, na maioria das vezes. As máquinas provavelmente irão partir pro 700Mhz que hoje é a melhor conexão.

Yago G. Oliveira

Espero que não. Mas isso a gente pode levar em consideração a abordagem como vai ser feita. O 5G não deveria ser em aspecto nacional, poderia ser regional. Algumas operadoras não gostariam de investir em alguns locais, isso seria viabilizado como operadoras locais.

Yago G. Oliveira

E pensar que a dois anos atrás as ofertas de internet era 700% menores que hoje.

Yago G. Oliveira

Também acho. E digo mais, levar isso a alguns povoados menores, poderia viabilizar muito mais coisas para as pessoas, como pagamentos, cartões de crédito..etc

Yago G. Oliveira

Amigo 4G e 5G são muito diferentes. Inclusive no tipo de uso, imagina uma fibra óptica na sua rua, sem necessidade de quebrar parede ou furadeira; tudo plug in play, esse é o 5G.
Eu não tenho problemas com 4G. Depois do 700Mhz então.. nunca mais nem ouvi alguém comentar. A questão maior hoje é a capacidade em números de usuários ativos.

HenryS

E se for pensar do teu jeito vamo ter um 5g que entrega 5% da capacidade. E melhor investir no 4g que até hj não pegou e não chega no país todo. Desenvolvimento e bom mas aqui no Br o buraco e mais embaixo!

André G

Muitos países já desativaram o 2G, no Japão não tem desde 2011.
E mesmo o 3G está tendo algumas faixas de frequência desativada.
Na Europa o 2G vai existir até 2025 só por conta dos dispositivos IOT.

Fonte: https://1ot.mobi/blog/2g-an...

Henrique Silveira Steinmetz

esses equipamentos são parte antigos, e parte são construídos até hoje usando apenas a licença dessas redes

 david

Sim, tem que tentar evoluir se, se não o cara vai viver do passado atrasando tudo

Exibir mais comentários