Início » Celular » Testamos o modo de realidade aumentada do Google Maps no Brasil

Testamos o modo de realidade aumentada do Google Maps no Brasil

Função está em testes e é liberada apenas para alguns usuários classificados como Guias Locais

André Fogaça Por

Sem alarde ou nota oficial, o Google Maps começou a testar a função de realidade aumentada para traçado no aplicativo e que é feito a pé. Ainda sem raposa pulando pela tela, a novidade foi apresentada durante o Google I/O do ano passado e exibe alertas para onde a pessoa deve ir, com ajuda da câmera do smartphone.

Este modo de navegação do Maps foi apresentado ao público em 2018, durante a conferência anual da empresa para desenvolvedores, o Google I/O. A ideia é de utilizar a câmera de smartphones para trabalhar em realidade aumentada e exibir na tela as instruções sobre a direção que o usuário precisa seguir.

Como é o RA no Google Maps

No começo deste mês a empresa começou a liberar o recurso, ainda em fase de testes iniciais, para os Guias Locais que estão ao menos no nível 5, mas sem incluir o Brasil na lista. Neste final de semana encontrei o recurso funcionando por aqui, ao menos foi o que aconteceu em São Paulo.

Para funcionar, você precisa traçar uma rota e escolher a opção de ir caminhando. Um novo botão aparece na parte inferior da tela, chamado “Iniciar RA”. Fiz um teste em um curto trajeto e o sistema funcionou como deveria, mas mostrou que ainda leva algum tempo para entender os prédios e placas.

Para saber onde você está o app utiliza o GPS e as ferramentas de posicionamento, mas também tira proveito de imagens do Street View para comparar com o que vê pela câmera do celular, para saber em qual direção você apontou o aparelho. Com base nestas informações, algumas setas aparecem no display e marcam a rota correta.

É possível continuar usando a navegação neste modo, mas o Maps pede que o smartphone seja baixado para que a pessoa continue prestando atenção na calçada e na rua - ele desliga as setas e alertas, forçando a atenção do usuário para onde deve.

Ao final, uma seta aponta o local de destino e respeita até mesmo o lado da rua que ele está. Durante o uso o aplicativo levou alguns segundos para identificar a localização com base em imagens - eu estava utilizando conexão 4G, mas com bom sinal. Em uma esquina ele simplesmente não entendeu nada, mas ainda assim exibia o mapa (sem RA) e era possível continuar andando.

Como o foco é para dar dicas em poucos momentos da caminhada, se você baixa o celular, o modo de realidade aumentada é desligado e isso economiza energia - a tela fica escura, o que ajuda ainda mais. É só levantar o celular novamente e a câmera é aberta, com mais uma análise das imagens para continuar o trajeto.

Durante todo o uso o aplicativo mostra que está em fase alfa, que é ainda antes dos testes beta. Erros são comuns e sempre no final do percurso o feedback é solicitado, para dizer ao Google se a experiência foi positiva.

Perguntei ao Google do Brasil se existe alguma novidade sobre este modo de uso do Google Maps e a resposta que recebi foi que “O Google trabalha constantemente com o intuito de trazer novidades que possam auxiliar na vida dos usuários. Estamos sempre testando novas funcionalidades”. Não explicou muita coisa, mas também não negou.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Evanei Ramos
Acabei de ver que fui escolhido para testar, mas meu aparelho, um moto G5 não é compatível com a tecnologia de Realidade Aumentada haha.
Daniele
O maps tem a opção de vibrar quando precisa fazer alguma curva. Nesses casos decoro o traçado, nome dos locais onde precisa fazer a curva e celular no bolso vibrando.
Lucas Oliveira
Voce tem uma pesquisa que comprova as bobagens que voce escreve ou é tudo empirico?
Jonas S. Marques
Aaahahahahha mas eu amo os liberais de comentários.1. O meu comentário não foi solicitando nada ao estado. Seria de bom tom por parte do Google no entanto avisar sobre os riscos de se usar isso.2. O risco de te levarem um celular que está na mão ou no bolso não é igual, nem se quer é proporcional. Não fale caquinha.Guarda o seu liberalismo pra quando o ladrão te roubar e tu precisar reclamar pra polícia "Ah é".
Jonas S. Marques
Nessas horas eu fico feliz de ser cego ahahah. Boto o maps pra rodar nos fones e vou indo, sempre chego :d
Lucas Oliveira
Não piora, o risco de estar com o celular vendo uma notificação, caçando Pokemon ou usando o Maps é o mesmo, e digo mais, é quase o mesmo de estar no bolso. Se quiserem te assaltar, vão assaltar de qualquer jeito. Aqui é o Brasil. E voce quer o que? Que o Google não lance a tecnologia por que o estado não consegue garantir que voce ande pela rua sem chegar um cara com uma banana embaixo da camisa e te assalte? Poupe-nos por gentileza.
Pierre Diniz
Semana passada estava na Santa Ifigenia com minha namorada, e precisava ir pra São Bento.Como sacar o celular ali era fazer doação pras vítimas da sociedade, tive que dar um jeito de me guiar de outra forma. O que eu fiz? Me guiei seguindo o Farol Santander! Me senti um explorador das grandes navegações e, de quebra, cheguei lá com meu celular intacto no bolso.
Miguel
Vai que né kkkk
Souza
Lembrando aqui quando passei em Sete Lagoas MG. O que eu mais via era gente com o celular na mão tirando fotos das Lagoas de lá. Enfim, eram muitas pessoas com o celular a vista.Já o Google Maps AR seria algo usado realmente em um momento de muita necessidade. Uma utilidade pública até.
Souza
Dependendo do lugar sempre tem o perigo.O que mais vejo é gente apontando câmera para algum lugar para tirar foto e enviar para um amigo. E isso é constante.Já o maps só em momentos que estiver mesmo perdido.
Baio-kun
Mais fácil fazer um aviso de 'local seguro', não esqueça que estamos no Brasil.
Rodolpho Camargo
Fui convidado pra testar mas meu Moto Z2 Play não tem o ARCore.
Franco Luiz
no minimo um aviso de possivel lugar perigoso , ja seria algo "bom"
Jonas S. Marques
Sim, mas, tu vai concordar que andar com ele apontando a câmera por aí piora a coisa, certo?
Jonas S. Marques
É óbvio que é um problema de segurança e não do Maps. O que não significa que a tecnologia não será inviabilizada por isso.
Eduardo Braga
Here Maps tinha isso. Nunca usei.
Miguel
problema de segurança e não do google maps
Alessandro
??? Acredito que algo assim não vá ocupar todo o campo de visão.
Harry Specter
Esse comentário se encaixaria em qualquer matéria sobre celulares e afins. Simplesmente pq andar com um na mão, na rua, é perigoso. E não pq o google maps que é.
Jonas S. Marques
Uma vez estava com uma amiga na república, ela se perdeu do hotel e logo sacou o maps pra caminhar até lá. No meio do caminho percebi um daqueles transeuntes de bicicleta. Só deu tempo de eu pular na frente dela enquanto ele passou correndo com a mão esticada não pegando nada.Pra quem tiver coragem de andar com seu smartphone novinho apontando pros locais por aí, boa sorte.
Epic Mac Fadden - ODZ -
Rua, algo no seu campo de visão.... não acho boa idéia.... hud pra carros ok...
Maxnoob
Isso deveria estar presente em óculos