Início » Internet » Google Allo é desativado; Inbox e goo.gl acabam em breve

Google Allo é desativado; Inbox e goo.gl acabam em breve

Aplicativo de mensagens Google Allo chega ao fim; rede social Google+ e Inbox by Gmail acabam em 2 de abril

Por
27 semanas atrás

O Google está fazendo uma limpeza em seus serviços: o aplicativo de mensagens Allo chega ao fim da linha nesta terça-feira (12). A versão para iOS e Android deixará de funcionar, e todas as mensagens serão apagadas. Em breve, será a vez do cliente de e-mail Inbox by Gmail; do encurtador de links goo.gl; e da rede social Google+.

“O Allo foi desativado em 12 de março de 2019”, diz a página de suporte do Google. A empresa explica que suas mensagens serão excluídas, inclusive os backups na nuvem. Enquanto isso, os arquivos de mídia continuarão salvos em seu dispositivo. Ensinamos aqui como baixar o histórico do aplicativo.

A página allo.google.com agora tem um comunicado dizendo que o Allo trouxe integração ao Google Assistente, acesso espelhado via web (semelhante ao WhatsApp) e criação de stickers a partir de selfies.

Alguns desses recursos foram migrados para o Mensagens, nova tentativa do Google em oferecer um app de comunicação instantânea. Ele é focado no RCS, evolução do SMS com maior suporte a mídia, conversas em grupo e avisos de quando a outra pessoa está digitando.

O Allo chegou ao fim, mas o Google ainda tem uma série de aplicativos de mensagens. Há o Hangouts Chat e Meet, voltados para empresas; o Duo, para videochamadas no iOS, Android e web; e o Hangouts clássico, que deve ser encerrado de vez em 2020.

Inbox, goo.gl e Google+ acabam em breve

Enquanto isso, o goo.gl permitirá encurtar URLs até 30 de março; os links já existentes continuarão funcionando no futuro. A rede social Google+ é a próxima da lista: ela acaba em 2 de abril, e todo o conteúdo será apagado. Saiba aqui como fazer backup de seus dados.

O Inbox também será encerrado em 2 de abril, porque boa parte de seus recursos foi implementada no Gmail. Suas mensagens ficarão a salvo — elas sempre estiveram no Gmail — mas os aplicativos para iOS e Android deixarão de funcionar, assim como a versão web.

Com informações: Engadget. Atualizado em 19/03.

Mais sobre: , ,