Início » Negócios » Disney oficializa compra da Fox em acordo de US$ 71 bilhões

Disney oficializa compra da Fox em acordo de US$ 71 bilhões

Com o negócio, a Disney terá o controle sobre estúdios e canais de TV da Fox, além de uma parcela maior do Hulu

Victor Hugo Silva Por

A Disney oficializou nesta quarta-feira (20) a compra da Fox, com um investimento de US$ 71,3 bilhões. Após meses de tratativas, a compradora terá o controle das divisões de filmes, de alguns canais de TV e de uma parcela ainda maior do serviço de streaming Hulu.

O acordo feito pelas duas empresas envolve diversas propriedades. Entre elas, estão as da 21st Century Fox, que inclui os estúdios 20th Century Fox, Fox Searchlight Pictures, Fox 2000 Pictures, Fox Family e Fox Animation.

A Disney também adquiriu as produtoras de televisão 20th Century Fox Television, FX Productions e Fox 21; os canais por assinatura Fox, National Geographic e FX; e a rede de canais por assinatura Star India.

Enquanto isso, as demais propriedades da Fox, como seu canal aberto nos Estados Unidos, os canais de notícias Fox News e Fox Business, além dos canais esportivos Fox Sports, FS1, FS2, Fox Deportes e BTN passaram a compor a Fox Corporation, uma empresa criada por conta do acordo.

A Disney, que já é dona dos canais ESPN, adquire as unidades regionais do Fox Sports, mas precisará abrir mão delas para evitar um monopólio.

A compradora também terá participações na operadora indiana de TV por satélite Tata Sky e na produtora Endemol.

Disney passa a controlar Hulu

A Disney terá uma parcela ainda maior do Hulu. A Fox transfere seus 30% e transforma a compradora em uma acionista majoritária do serviço de streaming, com 60%. Junto à Comcast, que tem 30%, e à AT&T, que tem outros 10%, a companhia trabalhará para ampliar a disponibilidade do serviço.

Ainda que a companhia trabalhe para lançar Disney+, seu próprio serviço de streaming, as plataformas deverão coexistir. Segundo o CEO da Disney, Bob Iger, o Disney+ oferecerá conteúdo voltado para toda a família. O Hulu, por sua vez, terá mais filmes para adultos.

“Este é um momento extraordinário e histórico para nós – um que criará valor significativo a longo prazo para nossa empresa e nossos acionistas”, disse Iger.

“Combinar a riqueza de conteúdo criativo e talento provado da Disney e da 21st Century Fox cria a companhia de entretenimento global proeminente, bem posicionada para liderar uma era incrivelmente dinâmica e transformadora”, continuou.

Segundo o executivo, o acordo poderá influenciar os filmes produzidos pela companhia. O universo Marvel, por exemplo, terá a possibilidade de integrar franquias que tiveram filmes produzidos pelas duas empresas.

A compra foi repercutida até por Ryan Reynolds, de Deadpool. Em seu perfil no Twitter, o ator publicou uma foto do personagem com as orelhas do Mickey em um ônibus da Disney.

Apesar da brincadeira, a negociação não deverá ser tão bem recebida por funcionários das empresas. Com a aquisição, a companhia deseja fazer um corte de US$ 2 bilhões em despesas, o que poderá causar cerca de 4 mil demissões.

Com informações: Disney, Mashable, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

McFake

Vem Hulu BR!

Felipe Liʍa

Provavelmente eles devem continuar, ate pra alimentar o Hulu por ex

Felipe Liʍa

Eles nunca erram

7csP9tkb

Pouco a pouco caminhamos para um mundo em que poucas empresas dominam todo o mercado. Não acho que essa aquisição seja boa para o consumidor a longo prazo.

João

Só quero que botem Demolidor e outras séries Marvel que foram canceladas na Hulu ou criem outro carai de streaming pra 18+.

tuneman

com certeza!
mas acontece! ainda mais nos USA onde o lobby come solto.
uns milhões a mais não sao nada para a Disney....
(por exemplo as mudanças nas leis de direitos autorais que ocorrem frequentemente. o mickey ia entrar em dominio público....novamente a Disney não vai deixar)

quem se ferra somos nós. no fim das contas a tendência é o mercado resumir-se em 2 ou 3 conglomerados dominantes.

Rodrigo Alves da Costa

Comumente leio tão somentes comentários sobre Marvel e X-Men e eu só consigo pensar na Fox Searchlight Pictures, que entregou pérolas do cinema como Três Anúncios Para Um Crime, A Forma Da Água, Cisne Negro dentre outras inúmeras obras que vão muito além de filmes de herói (nada contra, mas cinema não se resume a isso).

Em suma, minha preocupação é com a produção de filmes que fogem do típico blockbuster, algo até então mais comum na Fox do que na Disney e, é claro, penso na concentração de mercado ainda maior nas mãos de um único conglomerado de mídia.

Antony

Se você ler o texto com atenção, vai verificar que monopólio, por exemplo, é algo proibido na economia americana. Livre mercado não quer dizer que podem fazer o que quiserem sem pensar nas consequências.

Gragas

havia rumores que os simpsons iam ser cancelados ou pelo menos ter temporadas menores a partir da 32ª temporada,mas isso ia acontecer com ou sem a disney,veremos em um futuro próximo,family guy deve estar de boa.

Lucca
tuneman

Mas se proibir...como fica o livre mercado?

Daniel

Estou caminhando para montar meu combo streaming e abandonar minha famigerada NET...

P. Herrera

Não mexendo nas franquias de sucesso da Fox(The Simpsons, Family Guy etc), tô de boa. Sim, pq já sabemos que a Disney é family-friendly. Depois dela só, a Apple que segue essa linha.
Mas se vc parar pra analisar, é assustador todo o poder de mídia q a Disney tem nas mãos, já era grande, ficou maior ainda.

Eduardo Braga

Ainda não consigo acreditar que compraram um estúdio tão grande. Deveria ser proibido.

JeronimoPW

Disney só comprou a Fox por causa do Avatar kkk