Início » Telecom » Apple TV+ e app Apple TV formam estratégia para concorrer com Netflix

Apple TV+ e app Apple TV formam estratégia para concorrer com Netflix

Apple TV+ será streaming com séries originais; app Apple TV vai reunir conteúdo do Amazon Prime Video e Hulu (não Netflix)

Por
25/03/2019 às 16h56

A Apple está adotando uma estratégia de duas vertentes para concorrer com a Netflix: ela terá um serviço de streaming com séries originais chamado Apple TV+; e vai atualizar o app Apple TV para reunir conteúdo do Amazon Prime Video e Hulu, além de canais de assinatura como HBO e Showtime através do Apple TV Channels.

O evento da Apple trouxe ao palco diversos atores e diretores famosos que estão criando conteúdo para o Apple TV+. Steven Spielberg apresentou a nova versão de Amazing Stories, série de histórias sobre ficção científica exibida na década de 80; enquanto Reese Whiterspoon, Jennifer Aniston e Steve Carrell trouxeram detalhes sobre The Morning Show, drama sobre os bastidores de um programa matinal.

J.J. Abrams e Sara Bareilles oficializaram a série musical Little Voice, em que uma jovem se encontra como artista e como adulta através da música. Jason Momoa (de Aquaman) e Alfre Woodard falaram sobre See, que ocorre em um futuro no qual as pessoas se tornaram cegas após uma epidemia de vírus.

O comediante Kumail Nanjiani apresentou Little America, antologia que reunirá histórias de imigrantes. E haverá uma série infantil no universo da Vila Sésamo chamada Helpsters. O Apple TV+ também vai incluir conteúdo original com Aaron Paul (de Breaking Bad), Brie Larson (Capitã Marvel), Damien Chazelle (diretor de La La Land), Spike Lee, Sofia Coppola, M. Night Shyamalan, entre muitos outros.

Quanto vai custar o Apple TV+? Em quais países ele estará disponível? A Apple ainda não revela: ela diz que preço e disponibilidade serão divulgados no terceiro trimestre.

App Apple TV é atualizado e chega a mais dispositivos

Sabemos mais detalhes sobre o novo app Apple TV. Seu foco estará em organizar séries, filmes, conteúdo para crianças e esporte ao vivo reunindo os serviços que você já assina. Por exemplo, quem assina Amazon Prime Video verá recomendações de séries como A Maravilhosa Sra. Maisel; quem assina Hulu verá sugestões como The Handmaid’s Tale.

O app Apple TV vai oferecer sugestões de séries e filmes vindos de 150 serviços de streaming; além de serviços que permitem fazer streaming de canais de TV, como PlayStation Vue, DirecTV Now e Canal+. A ausência mais notável é a Netflix, que não participará do aplicativo.

Haverá uma seção separada para filmes, permitindo alugar ou comprar títulos da iTunes Store. A aba Kids reunirá conteúdo voltado para crianças. E a área Esportes vai exibir jogos em transmissão ao vivo (caso o usuário assine um serviço para tanto).

E teremos também os Apple TV Channels: basicamente, será possível assinar serviços como HBO, Showtime e Starz diretamente a partir do app Apple TV. Não será necessário baixar apps adicionais nem criar uma nova conta; a assinatura será cobrada no seu cartão de crédito, e o conteúdo será integrado às sugestões de séries e filmes. Isso estará disponível a partir de maio nos EUA.

O app Apple TV será distribuído para o iPhone, iPad e Apple TV em mais de 100 países através de uma atualização de software em maio. Ele estará disponível nas smart TVs da Samsung no segundo trimestre; chegará ao macOS no terceiro trimestre; e virá futuramente às TVs da LG, Sony e Vizio, além da Amazon Fire TV e Roku.

Além disso, as smart TVs mais recentes da Samsung, LG, Sony e Vizio ganharão suporte a AirPlay 2, permitindo reproduzir conteúdo do iPhone, iPad e Mac.