Início » Negócios » Correios querem criar “Uber das encomendas” para realizar entregas

Correios querem criar “Uber das encomendas” para realizar entregas

Correios planejam realizar entregas compartilhadas usando funcionários próprios em parceria com empresas privadas

Felipe Ventura Por

Os Correios estão planejando se inspirar no modelo de negócios do Uber Eats, Rappi e iFood; no entanto, em vez de entregar comida, o serviço seria focado em encomendas. A ideia da estatal é se expandir para a área de entregas compartilhadas, usando funcionários próprios em parceria com empresas privadas.

O projeto é descrito pela Folha como “uma espécie de Uber das encomendas” pensado para reduzir custos; os detalhes ainda são protegidos por um termo de confidencialidade.

Os Correios fariam uma parceria com o setor privado, mas o formato ainda não foi definido: a estatal pode fechar acordo com uma empresa que já atue com entregas compartilhadas, ou obter ajuda para criar um serviço novo.

O projeto não deve promover uma terceirização nem contratar pessoas sem vínculo aos Correios; em vez disso, o objetivo é otimizar a estrutura atual de entregadores. Por isso dizemos que a estatal se inspira na entrega compartilhada: o modelo de negócios será adaptado aos seus funcionários e estrutura existentes.

Correios podem realizar testes após estudos técnicos

Os Correios ainda estão nos primeiros estágios desse projeto. Ainda será necessário realizar estudos técnicos e de viabilidade econômica; se for viável, ele entrará em fase de testes em algumas cidades.

A estatal acredita que precisa entrar no mercado de entregas compartilhadas para não perder espaço para a concorrência. Os Correios têm monopólio no envio de cartas e telegramas, mas não de encomendas — área em que também atuam a DirectLog, Transfolha, JadLog, entre outras.

Desde o ano passado, os Correios também vêm testando um serviço de armários inteligentes para retirada de compras. Estes lockers se abrem quando você digita um código recebido pelo celular. É uma ideia já implementada pelas Casas Bahia, Pontofrio e Extra — trata-se do Retira Rápido.

Com informações: Folha.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

G3pp3t0

Já, em inclusive perdi 11 encomendas, 6 delas nacionais, ao longo de 3 anos.

johndoe1981

Tenho tido sorte comprando pelo ebay, recebi duas encomendas em apenas um mês e meio, isso porque moro no Ceará, e tive a sorte de não ser extorquido nem Receita e nem pelos Correios.

Firmino Gomes

deviam fazer um uber lá na maldita fossa de tratamento internacional de curitiba, pras minha muamabas não ficarem 3 meses presas.

Jorge Luis

Os sindicatos não precisam e nem devem acabar. Só precisam convencer seus afiliados de que merecem receber seu suado dinheiro, sem obrigatoriedade.

Keaton

Se os Correios não dão conta do Sedex, que não ofereçam.
Ps.: espero que eles lembrem que a idéia do Uber era reduzir o preço aumentando a concorrencia e não aumentar o preço....

Avan

Firefox. Tive que religar o adblock pra poder ler as matérias.

Geraldo Lopes

Curioso que os empresários não abrem mão dos sindicatos patronais... com as 34 federações patronais, sendo 27 estaduais e 7 nacionais e os 1029 sindicatos mais representativos do setor no País, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) forma o Sistema Confederativo da Representação Sindical do Comércio (Sicomércio), Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), entre outros. Enquanto isso, milhares de assalariados (trabalhadores), acham um absurdo sindicato de trabalhador e torcem para o seu fim... :(
https://uploads.disquscdn.c...

Rafael Moreira

Esse para loja virtual não conhecia. O serviço posta restante também serve, mesmo que não tenha essa opção. Basta que o serviço seja realizado pelos Correios.

Rafael Moreira

São poucos que desempenha um bom papel em favor do trabalhador.

Geraldo Lopes

Interessante... isso não apareceu em nenhum dos meus navegadores (Opera, Firefox ou Vivaldi). Que navegador você usa?

johndoe1981

Tem outro coringa chamado "destinatário ausente", esses é 1001 utilidades.

johndoe1981

Um ou outro ainda faz algo de útil, mas a grande maioria é parasita vivendo às custas de contribuição compulsória. Já fechou um monte após a extinção da obrigatoriedade.

johndoe1981

Não sei quem ainda compra bugigangas em Mercado Livre, pois quase todas as entregas são feitas pelos Correios, cujo frete é caríssimo e demorado.

johndoe1981

Uma vez chegou um senhor num Gol quadrado entregar um produto do Ponto Frio kkkk

johndoe1981

Tenho duas encomendas compradas no ebay que não tem rastreio no Brasil. Se tiver que pagar a taxa de extorsão dos Correios, vão voltar e vou pedir reembolso ao vendedor, ao menos fico só com o prejuízo da cobrança de IOF.

Tenho lido muitos relatos de pacotes sem rastreio sendo extraviados, duvido que a estatal vá me devolver os 15 reais caso esses pacotes sem rastreamento sejam socializados por funcionários dos EBCT.

Exibir mais comentários