Início » Internet » Google leva AMP ao Gmail para tornar e-mails mais interativos

Google leva AMP ao Gmail para tornar e-mails mais interativos

Outlook.com e Yahoo Mail também serão compatíveis com o AMP for Email

Emerson Alecrim Por

O AMP (Accelerated Mobile Pages) existe desde 2015 e foi criado pelo Google para acelerar o carregamento de páginas web em smartphones. Agora a companhia está lançando o AMP para e-mails (AMP for Email), mas com um objetivo diferente: tornar esse tipo de serviço mais dinâmico e interativo.

AMP for Email

É bastante provável que você já tenha acessado páginas com AMP em seu smartphone. Na busca do Google, elas são identificadas com o ícone de um raio e carregam mais rapidamente por conta do seu código simplificado, que dispensa JavaScript e CSS, por exemplo.

Há pouco mais de um ano que o Google anunciou a intenção de levar o AMP para o Gmail, justamente com a promessa de tornar as mensagens dentro do serviço mais interativas. Mas o que a companhia quer dizer com isso?

A premissa básica é a de que o usuário realize determinadas tarefas sem sair do e-mail. Ele pode, por exemplo, confirmar presença em um em evento, preencher um questionário ou checar uma lista de produtos de uma loja ali mesmo, no serviço de e-mail.

Não que já não seja possível realizar pelo menos parte dessas ações em e-mails, mas o que o Google propõe é um método mais ágil, simplificado e padronizado. Isso porque o AMP já oferece recursos para formulários, listas, carrosséis de imagens e assim por diante.

De acordo com o Google, várias empresas já toparam suportar o AMP em suas mensagens, entre elas, Booking, Despegar (Decolar), OYO Rooms e Pinterest, além de plataformas de e-mail marketing como Litmus e Twilio Sendgrid.

 AMP + OYO Rooms

No caso da OYO Rooms (serviço de hotelaria bastante popular na Ásia), por exemplo, o usuário pode receber recomendações de hotéis por e-mail e verificar as características detalhadas dos quartos na própria mensagem.

Apesar de estrear no Gmail — por enquanto, o recurso só funciona na versão web do serviço —, o Google destaca que o AMP for Email pode ser usado por serviços rivais, sem nenhum tipo de custo. Yahoo Mail, Outlook.com e Mail.Ru já confirmaram compatibilidade. Informações técnicas para implementação estão disponíveis no site do AMP.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton

Me diga que isso não pode usar javascript e scripts em geral...

alpha042
X-Tudãoᴳᴼᵀ

AMP e o cancer da internet

Capitão Caverna

Não é só isso. É tbm uma forma do Google entrar no e-mail de outras empresas

Islan Oliveira

Eu sempre me irrito quando alguém manda um link no Telegram e quando abro é a versão AMP do site.

Tori

Talvez não haja abuso de spam pois todo AMP deve passar pelas mãos da própria Google através do Github.

Nope

É uma experiência horrível quando acesso um site no celular e vem a versão AMP.
Essa versão AMP para e-mails tem grade potencial de deixar os spams mais interativos e só.

Capitão Caverna

Bom saber o nome dessas empresas
Todas irão para a minha lista de spam
Não basta esses sites AMP, agora email...

Alberto Tavares

Desnecessário e perigoso. O E-mail existe bem antes da Web, é um padrão pé-de-boi que funciona muito bem e é totalmente interoperável. Um formato novo que só funcionará em navegadores não me parece uma boa ideia. Além do mais, vindo do Google, me parece ser mais uma forma de aumentar seu poder. Fecho com o Gedhin nessa.

Jairo ☠️

Interessante