Início » Negócios » Microsoft não quer mais saber de brincadeiras de primeiro de abril

Microsoft não quer mais saber de brincadeiras de primeiro de abril

Microsoft diz que tem mais a perder do que a ganhar com pegadinhas do dia da mentira

Emerson Alecrim Por

Há quem goste, há quem abomine. Na dúvida, a Microsoft decidiu ficar de fora: em um memorando interno distribuído nesta semana, Chris Capossela, diretor de marketing, determinou que os funcionários da companhia não participem de nenhuma brincadeira de primeiro de abril, o dia da mentira.

Raimond Spekking/Wikimedia Commons

Embora a “celebração” de primeiro de abril seja muito antiga, na internet, as pegadinhas do dia da mentira ganharam força com o Google, que pelo menos desde 2000 publica brincadeiras do tipo. Naquele ano, a então jovem companhia apresentou o MentalPlex, tecnologia que permitiria ao usuário fazer buscas na web usando a mente.

As mentiras de primeiro de abril do Google ficaram realmente populares em 2005, quando a companhia anunciou uma bebida fictícia chamada Google Gulp. A partir daí, as brincadeiras viraram uma tradição que foi seguida por outras empresas de tecnologia, incluindo a Microsoft (para desespero de jornalistas que só descobriam tardiamente que certos anúncios eram falsos).

Embora a Microsoft não tenha feito tantas brincadeiras quanto o Google, ela já teve os seus momentos. Em primeiro de abril de 2015, por exemplo, a companhia anunciou uma versão do MS-DOS para Windows Phone — o app está disponível até hoje na Microsoft Store, mas não é realmente funcional.

MS-DOS para Windows Phone

MS-DOS Mobile

Para o primeiro de abril deste ano (próxima segunda-feira), vai ser diferente: no memorando obtido pelo The Verge, Capossela pede às equipes da Microsoft que não façam nenhuma brincadeira pública para o dia da mentira.

“Fico grato pelas pessoas que possam ter dedicado tempo e recursos para essas atividades, mas acredito que nós temos mais a perder do que a ganhar tentando ser engraçados neste dia”, diz o executivo em um trecho do comunicado.

Uma companhia rival serve de exemplo de pegadinha que pode dar errado: em 2016, o Google teve que pedir desculpas por conta de uma brincadeira no Gmail que mandava um GIF de Minion nas mensagens. Na ocasião, muita gente se confundiu e acabou usando o botão do GIF em e-mails sérios.

A brincadeira do Mic Drop no Gmail deu errado

A brincadeira do Mic Drop no Gmail deu errado

A repercussão sobre a proibição das brincadeiras tem sido interessante. Muita gente vê a decisão da Microsoft com bons olhos e espera que outras companhias sigam pelo mesmo caminho.

Também há quem desconfie que, na verdade, a Microsoft está blefando para preparar caminho para uma brincadeira grande. Não parece ser o caso. Capossela também observa que “essas pegadinhas têm impacto positivo limitado e podem resultar em ciclos de notícias indesejados”. É uma afirmação coerente demais para ser um blefe.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

­­­­­­­­­­­­­­­

Os funcionários tem que se aproveitar sua jornada de trabalho pra fazer algo útil, e não pra ficar fazendo brincadeiras completamente sem graça.

Diego

“Esse mundo está ficando muito chato.”

Chato é a quantidade de chorume nos feeds nesse dia. Impossível ler algo útil/real.

DanielBastos

Marromenos. Eu cai uma vez numa da opera. Mas pq eu li MESES depois.
Não levei a mal, claro. É só pra demonstrar que as pessoas veem fora do dia e podem confundir.

Caleb Enyawbruce

Eu acho que dependendo do tamanho da empresa somado ao nível da mentira/brincadeira, pode até sair do controle. Empresas desse porte, obviamente com capital aberto, podem ter o preço se suas ações impactado (positivamente ou negativamente) por uma brincadeira dessas, por exemplo. Mas pode ser uma jogada de marketing sim. Vamos ver...

johndoe1981

A Microsoft já proibiu easter eggs em seus softwares e agora não pode mais fazer piada de 1º de abril também, supondo que não seja blefe. Esse mundo de tecnologia está ficando muito chato :(

Yamaha Mt-09

Tem cara de jogada de marketing.

John Smith

Nesse dia é esperado que existam pegadinhas, portanto tem que ser muito burro pra sair acreditando em qualquer coisa noticiada na data, principalmente coisas muito estranhas ou surreais.

Mas a do Google também, né? Vamos colocar um botão de enviar "falso" ao lado do verdadeiro no nosso serviço usado por só 1,5 bilhão de usuários por mês.

Ramon Vieira

Mais um passo para um mundo chato

Rodrigo T.

Obrigado, nao conhecia a abreviacao SJW, soh o termo em si! kkkk

Alex Panceri

Eles tem mais é que se preocupar em lançar atualização que preste, que não acabe com o computador. Que olha, vou te falar....

Daniel

Acho que eles estão é com medo de polêmica, nos dias atuais uma pegadinha de humor negro, ou algo um pouquinho fora dos padrões e os SJW já caem matando, as vezes literalmente... então é bom prevenir. Eu acho uma pena, mundo ficando cada vez mais chato e cheio de gente que não passaria por provas evolutivas normais...

Love

O único dia que pode ter dar uma contrariada, os caras vetam ... Aí não né xD

FMAranda

Pode ser, Fernando. Não lembro de uma empresa fazer uma declaração desse tipo e ela "vazar", sabe? Pode ser o comecinho da pegadinha mesmo, haha.

Gustave Dupré
Fernando Val

Será que ele próprio decidiu adiantar a pegadinha e sair da frente de todo mundo?

Exibir mais comentários