Início » Celular » Sony reestrutura divisão Xperia e fecha fábrica de celulares

Sony reestrutura divisão Xperia e fecha fábrica de celulares

Sony vai unir divisão Xperia com áreas de TV, áudio e câmera; empresa dá sinais de que deixará de vender smartphones no Brasil

Felipe Ventura Por

A Sony anunciou uma reestruturação para unir a divisão Xperia com as áreas de TV, áudio e câmera. A empresa quer ter lucro com celulares até 2020, e por isso está fechando uma fábrica na China e demitindo funcionários. Ela também dá sinais de que deixará de vender smartphones no Brasil.

Xperia XZ2 Compact

Para reduzir custos, a Sony vai fechar sua fábrica de smartphones em Pequim; a produção acaba no final do mês. Ela terá apenas uma fábrica de celulares, localizada na Tailândia, mas continuará usando empresas terceirizadas. Além disso, ela demitiu cerca de 200 funcionários da divisão móvel em Lund, Suécia.

Segundo a Reuters, a Sony vendeu apenas 6,5 milhões de Xperias no último ano, principalmente para o Japão e a Europa, detendo menos de 1% do mercado global de smartphones. Ela teve prejuízo de US$ 913 milhões com a divisão móvel em 2018.

Na reestruturação, a área de Comunicações Móveis da Sony — que cuida dos celulares Xperia — será unificada com a divisão de câmeras (Produtos e Soluções de Imagem) e de TV e áudio (Entretenimento Doméstico e Som). Elas formarão uma só unidade chamada Produtos e Soluções de Eletrônicos a partir de 1º de abril.

Um porta-voz da Sony diz à Bloomberg que essa estratégia permitirá “criar valor ao utilizar melhor os ativos combinados e as equipes em nossa área de eletrônica”. Além disso, “a maior interação entre os funcionários também levará ao desenvolvimento e crescimento de nossa equipe.”

A empresa promete que não fez isso para esconder dados sobre as vendas fracas da linha Xperia. Ela continuará divulgando os resultados para a divisão móvel, e dará mais detalhes em 26 de abril junto ao resultado financeiro do primeiro trimestre.

Xperia XZ2 Compact

Sony dá sinais de que deixará de vender Xperia no Brasil

A Sony diz que não tem intenção de vender a divisão Xperia, e vê como estratégica sua presença em smartphones, especialmente com a implementação de redes 5G.

No entanto, a divisão móvel vem deixando vários mercados, incluindo o Sudeste Asiático e o Oriente Médio. A Sony Store interrompeu, sem alarde, as vendas de celulares Xperia na Malásia. Além disso, o Xperia XZ2 foi o último lançamento na Singapura, Tailândia e Vietnã.

No Brasil, estamos em uma situação semelhante: o último lançamento por aqui foi a linha Xperia XZ2. E como aponta o AndroidPIT, existem diversos sinais de que a Sony deixará de vender celulares no país:

  • a Sony Store vende apenas um modelo de smartphone, o Xperia XZ2 Compact na cor rosa;
  • o site da Sony Mobile Brasil não traz mais informações sobre nenhum Xperia, apenas menciona serviços de suporte e pós-venda;
  • a página oficial da Sony Mobile Brasil no Facebook foi removida.

Em comunicado, a Sony diz que “os lançamentos Xperia 1, Xperia L3, Xperia 10 e Xperia 10 Plus ainda seguem sem previsão de comercialização no Brasil”. Nem mesmo o Xperia XZ3, apresentado na IFA 2018, tem previsão de lançamento por aqui.

Loja online da Sony vende apenas o Xperia XZ2 Compact, somente na cor rosa:

Site brasileiro da Sony Mobile não menciona nenhum aparelho da linha Xperia, apenas serviços de suporte:

Para comparação, este é o site da Sony Mobile nos EUA, que inclui referências aos novos Xperia 1, Xperia 10 e Xperia 10 Plus:

Com informações: Xperia Blog.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Christian Grey

Essa fama de careira dela é o que ajudou a literalmente afundar a divisão mobile. E os preços do XZ2 ficaram mais baixos por conta da má fama do aparelho, que superaquecia demais mesmo com uso normal e ainda dava crashes com a câmera em questão de 5 minutos (ou até menos) quando se filmava em 4K, impedindo as pessoas de usarem a câmera com essa resolução. Na época a Sony colocou a culpa na Qualcomm e a Qualcomm colocava a culpa na Sony alegando que ela não soube otimizar o software. Isso certamente deve ter impactado nas vendas e na reputação da própria Sony como empresa com garantia de qualidade, então ela não teve outra escolha a não ser engolir a fama de "careira" e baixar os preços naquele momento pra não ficar muito feio para a marca.

Christian Grey

Elas podem até vir para cá, mas vai ser difícil elas conseguirem ser competitivas com os impostos que o nosso querido governo taxa os produtos eletrônicos. Só vejo futuro se elas abrirem mão de grande parte da margem de lucro.

Christian Grey

Concordo. Sony sempre teve fama de careira pra tudo... TVs, smartphones, câmeras etc.

leoleonardo85

Sim, eu lembro quando comprei a minha primeira LCD, só não comprei Sony porque era muito mais cara que a Samsung que eu levei pra casa.

Celso

Acho que os de 2018 e os de 2019 possivelmente já estejam contrariando esse fato.

Celso

Mesmo esse público já deu pra perceber que já não está chegando muito perto da série K.
Os modelos de 2018 não tiveram tanta repercussão assim, se comparado com os de 2017 ou 2016.
E difícil você ver alguém com um K9 ou K11, e mesmo anúncios em OLX, Mercado Livre ou Facebook Marketplace não é tão comum assim vê-los anunciados (dependendo da região, até acho que dá até pra contar nos dedos quantos anúncios são postados no mês desses dois aparelhos em questão).

E a tendência é só piorar.

Creio que o fator "revenda" e os defeitos que geralmente um smartphone da LG apresenta já esteja pesando mais do que a LG do Brasil está suportando até então.

Celso

Essa fama de "careira" é marca registrada da Sony desde sempre, creio eu (e vejo até como proposital).
E se for analisar, ela ainda praticou preços inferiores com a linha XZ2, em comparação com a concorrência.

O problema dela, no mínimo, ia muito além da questão dos preços.

Jônatan Lima

Sem Sony, vou migrar pra Xiaomi,(já que está vindo para o Brasil) pois nem Samsung, Motorola e LG prestam aqui. Meus últimos cinco celulares foram Sony(hoje tenho um Xperia X) e a falta de respeito e consideração com o consumidor estão muito grande.

Franco Luiz

Verdade a linha k vende razoavelmente bem

Franco Luiz

Mas sempre foi o problema era por sua ui em aparelhos fresco com isso lentidão e travamento mas a ui sempre foi repleta de recurso customização e tal

Se a Sony é a Ford a LG seria a Cherry?

FMAranda

Exatamente! Vamos torcer para que elas venham com força para competirem com as grandes de cá.

Gabriel Marques

Acho muito bom os dispositivos Sony, mas o preço aqui no brasil não é nada convidativo

JOSÉ AUGUSTO

e de pensar que eu vivi pra ver a Samsung se tornar referência em UI do android.

Mickão

Nunca é bom perder um player num mercado já marcado por poucas opções, porém nos últimos anos a Sony fez força pra perder a pequena parcela de pessoas que ainda tinham coragem de gastar com um aparelho dela. Se realmente parar com os smartphones, não será surpresa alguma.

Exibir mais comentários