Tecnoblog
Início » Celular » Xiaomi Redmi Note 7, Redmi Go e Redmi 7 passam por homologação da Anatel

Xiaomi Redmi Note 7, Redmi Go e Redmi 7 passam por homologação da Anatel

Redmi Note 7 tem câmera dupla de 48 megapixels; Redmi 7 traz bateria de 4.000 mAh e Android 9 Pie

Mais celulares da Xiaomi parecem estar a caminho do Brasil: o Redmi Note 7, Redmi Go e Redmi 7 estão passando por homologação da Anatel. Eles ainda não foram aprovados pela agência, mas isso parece ser questão de tempo. O Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro já são vendidos no país através da DL.

Redmi Note 7

Cesar Cardoso, do Pinguins Móveis, encontrou os três aparelhos Redmi em sua ronda periódica do sistema SCH da Anatel. Como eles ainda não foram aprovados, seus documentos técnicos não foram liberados ao público — ou seja, não há como ver quem solicitou a homologação.

O Tecnoblog entrou em contato com a DL para saber se foi ela. A empresa diz que "por enquanto" está responsável apenas pela distribuição do Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro.

O Redmi Note 7 foi o primeiro celular da Redmi como marca independente e fez sucesso graças ao custo-benefício, ultrapassando 1 milhão em vendas na China. Ele tem câmera dupla com sensor principal de 48 megapixels, bateria de 4.000 mAh e Android 9 Pie com MIUI custando a partir de US$ 150.

Acredito que esta seja a versão sendo homologada pela Anatel, mas vale lembrar que há um modelo do Redmi Note 7 vendido na Índia que é mais simples, com câmera dupla de 12 MP + 2 MP; as outras especificações são iguais. Lá, é possível comprar o Redmi Note 7 Pro — este sim com sensor de 48 megapixels.

Redmi 7 e Redmi Go custam menos que Redmi Note 7

Redmi 7

Por sua vez, o Redmi 7 e Redmi Go apareceram no sistema da Anatel em meados de março. O Redmi 7 foi projetado para atingir níveis de preços mais baixos: ele possui tela de 6,26 polegadas com resolução HD+ (em vez de Full-HD+ como no Redmi Note 7); bateria de 4.000 mAh recarregada pela porta microUSB (em vez de USB-C); e câmera traseira dupla com sensores de 12 megapixels e 2 MP. Este aparelho custa a partir de US$ 100.

Por fim, o Redmi Go é ainda mais modesto por rodar Android Go. Temos aqui uma tela HD de 5 polegadas, 1 GB de RAM, câmera traseira de 8 megapixels e bateria de 3.000 mAh. Ele custa cerca de US$ 75.

O sistema da Anatel também menciona outros celulares da Xiaomi: o Redmi Note 6 Pro, à venda no Brasil em lojas físicas da Ricardo Eletro; o Redmi 2, que foi lançado no país em 2015; e o Redmi Note 4x, que foi homologado inclusive com manual em português, mas que nunca chegou oficialmente por aqui.

Xiaomi Redmi Note 7 – ficha técnica:

Xiaomi Redmi 7 – ficha técnica:

Xiaomi Redmi Go — ficha técnica:

Atualizado às 13h39