Início » Celular » WhatsApp enfim libera recurso para você aceitar ou recusar convites de grupos

WhatsApp enfim libera recurso para você aceitar ou recusar convites de grupos

A solução permite definir quem pode te adicionar automaticamente a grupos do WhatsApp

Por
23 semanas atrás

É uma algo comum no WhatsApp: alguém que você não conhece ou que tem pouca proximidade inclui seu número em um grupo e, então, as notificações não param de chegar. Para evitar que você tenha de sair de cada um deles, o aplicativo permite definir quem pode te adicionar a esses grupos.

Trata-se de um novo recurso, que estava sendo desenvolvido ao menos desde fevereiro. O objetivo do WhatsApp é fazer outras pessoas só te adicionarem com o seu consentimento. A solução já está sendo liberada e deverá estar disponível para todos nas próximas semanas.

WhatsApp enfim libera recurso para você aceitar ou recusar convites de grupos

Para indicar quem pode te adicionar a um grupo do WhatsApp, é preciso ir até a área de configurações, no Android, ou ajustes, no iOS. Em seguida, siga o caminho Conta > Privacidade > Grupos. Caso esteja disponível para você, a tela mostrará três opções:

  • Todos: qualquer pessoa poderá te adicionar a um grupo, como já acontece atualmente;
  • Meus contatos: as pessoas que estão na sua lista de contatos poderão te adicionar automaticamente e desconhecidos precisarão enviar um convite;
  • Ninguém: nenhuma pessoa te adicionará automaticamente e você precisará aceitar o convite para participar do grupo.

O convite é enviado por meio de uma conversa privada e apresenta informações sobre o grupo, como nome e os participantes. Ele tem duração de 72 horas, período em que é possível se juntar ao grupo ou ignorar a mensagem.

Após limitar o número de encaminhamentos de mensagens, o WhatsApp parece estar realizando uma nova tentativa de conter spam e notícias falsas. Ao impedir que pessoas sejam adicionadas em grupos por desconhecidos, o aplicativo faz não só com que elas deixem de ser importunadas, como também reduz o alcance de boatos.

Com informações: The Next Web, Engadget.

Mais sobre: