Início » Demais assuntos » Apple troca iPhones falsos e tem prejuízo de quase US$ 1 milhão

Apple troca iPhones falsos e tem prejuízo de quase US$ 1 milhão

A Apple teria sido vítima de um esquema de estudantes que trocaram 1.493 iPhones falsos por originais

Victor Hugo Silva Por

Apesar de todas as medidas para se precaver de golpes, os procedimentos dentro de empresas não estão livres de falhas. Prova disso é a Apple, que teve prejuízo de US$ 895 mil após permitir a substituição de centenas de iPhones falsos.

O caso está na Justiça e envolve dois estudantes chineses que moram em Oregon, nos Estados Unidos. De acordo com a investigação, eles recebiam iPhones falsos da China e acionavam a garantia da Apple com a alegação de que eles não estavam funcionando.

Apple

O Oregon Live informa que a Apple recebeu 3.069 celulares falsos. A companhia substituiu 1.493 deles por modelos originais e rejeitou o restante. Um dos estudantes enviava os aparelhos de volta para a China, onde eram revendidos, e ainda recebia uma comissão.

Mas como eles conseguiram enganar a Apple e receber centenas de celulares? Aos investigadores, um represente da companhia afirmou que os aparelhos são analisados para garantir que realmente são verdadeiros.

No caso de uma falsificação, a empresa rejeita o pedido de troca e devolve o aparelho com uma carta de explicação. Como os modelos enviados pelos estudantes não estavam funcionando, a empresa decidiu resolver rapidamente o problema dos supostos consumidores e enviar um iPhone novo.

O esquema foi descoberto em abril de 2017 pelo serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA. O órgão ligou a um dos estudantes remessas de celulares que usavam a marca da Apple e pareciam ser falsificados.

Em seu depoimento, ele relatou que recebia regularmente de 20 a 30 iPhones da China, mas que não sabia que os celulares eram falsos. Ele afirmou, ainda, não ter sido informado pela Apple de que os aparelhos não eram originais.

A empresa, no entanto, garante ter enviado, em junho e julho de 2017, ordens para que a prática fosse interrompida. A alfândega americana também teria informado ao estudante, em abril e outubro daquele ano, que aparelhos destinados a ele tinham sido apreendidos.

Segundo investigadores, os estudantes usaram endereços de amigos e parentes em cidades próximas para receber tanto os aparelhos da China, quanto os da Apple. Eles serão julgados nas próximas semanas e, como têm visto para estudos, poderão ser levados de volta ao seu país.

Com informações: MacMagazine.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Frederico Martins

Não se preocupem, ela já descontou esse prejuízo em nós.

DDR31600Mhz

A capacidade de ver um problema e sua solução de forma holística é um elemento inexistente na cabeça do brasileiro médio, sempre em busca da resposta fácil, as coisas só vão piorar.

É igual o PM que acha que se ele tiver induto para matar ele vai conter a violência, mas se ele parar 5 minutos para pensar e ligar lé com cré, vai ver que só vão morrer mais policiais, nada vai mudar

J_Eduardo

Concordo contigo, mas foram três mil aparelhos e eles estavam nos EUA, não foi remessa internacional. Será q com menos da metade disso não se levantou nenhuma suspeita pq todos teoricamente foram enviados para o o mesmo local e com o mesmo tipo de defeito??? ... Na prática isso, só faz as empresas endurecerem sua postura frente a troca. Vc me fez pensar em um devolução agilizada que fiz uso no mercado livre e após remeter de volt pelos correios, eles já me informaram q o dinheiro estava disponível para mim no meu cartão...

Alex Edelweiss

Os presídios brasileiros são uma piada. Os bandidos têm esses lugares como extensão das suas casas. Um ótimo lugar para se fazer networking!

felipecn

Nos iPhones mais novos tiraram isso, talvez até para evitar esses casos. Mas os mais antigos tem o serial na traseira.

Mas me pergunto se não tem algo físico no aparelho, porque pode ser útil ver o serial em casos legítimos do aparelho deixar de funcionar.

E bem, a Apple store tenta resolver o caso na hora. Averiguam o hardware mas costuma ser bem superficial.

J_Eduardo

Beleza, mas se o aparelho não tá rodando vc recolhe faz análise e depois contactar o cliente e informa da troca, não? E outra coisa onde ser vê o serial? Meu aparelho iPhone 8 não mostra nada de numeração externamente ...,

The xD

Eles alegavam que os celulares não estavam funcionando, então não havia
como checar o S/N e IMEI rapidamente.

felipecn

Esse tipo de fraude é comum na China. Geralmente pegam aparelhos que não funcionam mais, e trocam o interior deles.
Nas Apple Stores, geralmente só conferem o serial - se o aparelho está morto, nem diagnósticos conseguem rodar.

https://appleinsider.com/ar...

ochateador

O que impede o povo de cometer crime é a aplicação da lei. Se tiver apenas 10 leis mas todas elas forem aplicadas com rigor, pode ter certeza que as pessoas irão respeitar essas 10 leis.

angelobio

Já troquei uma Radeon assim.

J_Eduardo

A história está muito mal contada. Da forma como foi descrita os “estudantes” foram os malandros pedindo a troca e a Apple ingênua e cordial em trocar os aparelhos. Independente da quantidade, se formos pensar nos procedimentos normais para uma troca, todos os aparelhos deveriam ser analisados para realização da troca. E a situação do outro que remeteu os aparelhos falsos a China, já parece outra situação diferente. Como disse no início, tudo muito mal contado. Acho quem faz a tradução não tem muita preocupação com conteúdo e o sentido da coisa não, apenas divulga pq envolve um marca famosa....

Mudando de perspectiva a partir do mesmo tema, isso serve para os que acham que tudo de ruim e de malandragem é prática brasileira, os nossos famosos vira-latas. Para estes vale ler este tipo de matéria pare perceber que malandro e esperto tem no mundo todo lugar, seja na China, no EUA, na Europa. Tenho parente vivendo na Ásia central e diz que determinadas posturas de corrupção e malandragem são coisas relativamente comuns. A questão é que quanto mais o estado oferece estruturas dignas e decentes ao povo e tem mecanismo internos que promovem o desenvolvimento com justiça social, a própria sociedade avança e estas posturas são condenadas ou mesmo se tornam pouco relevantes....

DDR31600Mhz

A lei mais rígida não impede as pessoas de fazerem crimes, veja o nosso exemplo, quanto mais cadeias construímos, mas a violência e o crime aumenta, não duvide, existe uma relação direta entre as duas coisas

FastSloth87

como que checa SN e IMEI de smartphone q não liga?

Alberto Prado

A Logitech trocou meu G600 que havia estragado o botão direito. Ela só pediu fotos do S/N da etiqueta do mouse e da caixa. Não pediu pra envia o mouse com defeito. E mandou outro dos EUA de DHL com todas as taxas pagas.

robsonc

Lá fora existe uma prática que chama, "respeito e confiança no consumidor". Eu mesmo enviei um SSD uma vez que queimou (frete pago pela tochiba - OCZ), e antes mesmo dele chegar lá pra eles conferirem se foi por mau uso (não foi) eles já haviam me mandado outro novo (de novo com frete pago por eles). Meu respeito pela empresa foi total.

Infelizmente e obviamente, isso pode ser explorado por criminosos e pessoas mal intencionadas, que acho que foi o caso da Apple.

Exibir mais comentários