Início » Celular » Google confirma Pixel 3a e Pixel 3a XL em seu site antes do lançamento

Google confirma Pixel 3a e Pixel 3a XL em seu site antes do lançamento

Além dos celulares, Google Store revelou o Nest Hub Max, o que deverá ser o sucessor do Google Home Hub

Victor Hugo Silva Por

O Google parece estar bem próximo de lançar o Pixel 3a e o Pixel 3a XL, como devem ser chamados os seus próximos smartphones. Tanto é que a empresa deixou escapar algumas informações sobre os dois aparelhos em seu site.

Parte das especificações surgiram no Google Play Developer Console, área voltada para administrar os aplicativos oferecidos na loja do Google. A seção usada por desenvolvedores oferece informações sobre celulares e tablets com Android.

Pixel 3 Lite

Google Pixel 3a (foto: Andro News)

Os modelos mais novos a aparecerem por lá são “sargo” e “bonito”, supostos codinomes de Pixel 3a e Pixel 3a XL, respectivamente. A identificação dos aparelhos já havia sido revelada em março, mas, à época, imaginava-se que “sargo” tratava do Pixel 3a XL.

Segundo o 9to5Google, o Pixel 3a (“sargo”) terá tela OLED com resolução de 1.080 x 2.220 pixels (440 ppi), o que indica uma tela de 5,6 polegadas. O aparelho contará, ainda, com Snapdragon 670, câmera traseira de 12 megapixels e bateria de 3.000 mAh.

O Pixel 3a XL (“bonito”), por sua vez, deverá ter tela com resolução de 1.080 x 2.160 pixels (400 ppi), apontando para 6 polegadas. O Google Play Developer Console não informa o processador, mas o aparelho deverá sair de fábrica com Snapdragon 710.

Ainda de acordo com a página, os dois celulares contarão com 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento e, claro, Android 9 Pie.

Uma lista de recursos do sistema trata do que seria a “PIXEL_2019_MIDYEAR_EXPERIENCE”. O código indica que o lançamento deve mesmo ocorrer antes de outubro, quando o Google costuma usar para lançar seus smartphones.

Sargo é o codinome do Pixel 3a

Sargo é o codinome do Pixel 3a

Bonito é o codinome do Pixel 3a XL

Bonito é o codinome do Pixel 3a XL

Google Store também confirma Pixel 3a

Além da seção de desenvolvedores, a loja oficial do Google confirmou o nome do celular antes do tempo. Em uma barra de navegação, o site exibiu links para o Pixel 3a e sua capa protetora, que seguirá sendo fabricada em tecido.

A página também exibiu, por alguns momentos, um link do Nest Hub Max. O aparelho parece marcar uma mudança de nome do Google Home Hub. Ele deverá ter tela de 10 polegadas, alto-falantes e câmera.

As mudanças na Google Store já saíram do ar e a barra de navegação voltou ao que era antes.

Google Store exibiu link para o Pixel 3a e sua capa protetora

Google Store exibiu link para o Pixel 3a e sua capa protetora

Google Store também exibiu link para o Nest Hub Max

Google Store também exibiu link para o Nest Hub Max

Com informações: 9to5Google (2)

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Moreira

A bateira do Nexus 5 era ruim mesmo. O mesmo vale para o Nexus 6P. Agora no Pixel 2 XL é outro patamar, dura com força, ainda mais no Android Pie.

Thiago Silva

Deixou de ser, é só para quem é fã mesmo. Eu mesmo, tinha o Nexus 5, ótimo smartphone mas bateria, sem comentários mas gostava muito dos samsungs, lgs, entre outros, com software mais acabado e com bons recursos.

Rafael Moreira

Sim !!

José Vieira

Com dois updates vira um peso de papel, rs...

tuts

Todo pixel tem 3 anos de atualização e 1 ano de atualização de segurança, tempo esse que pode ser expandido por apelo popular como aconteceu com o pixel original.

Eduardo

e ainda chamam de "bonito"

Feio de mais.

Lucas Henrique

O 4 só em outubro, né?

Rafael Moreira

iOS oferece 5 anos de atualizações, contra 3 anos do android do Pixel. Mais acredito que o iOS não deva fornecer todos os novos recursos para os modelos mais antigos. Nunca tive um iPhone então não posso confirmar.

Em se tratando de Brasil esquece, não será lançado aqui tão cedo, até para comprar na google store americana com cartão brasileiro ou PayPal não rola, só por meio da Amazon. Acho que isso de não ser comercializado no Brasil é jogada de marketing, visto que aqui o terreno já é dominado pela Samsung e Apple. Sobre o iPhone ser uma opção interessante, depende, se for preço esquece, o modelo Xr de 64gb está saindo por 4mil.

Fábio Prates Rocha

Se viesse para o Brasil e se levássemos em consideração o quesito configuração x preço (o tal custo x benefício), de cara já não valeria a pena. Com certeza viria acima dos R$2500 por um processador 670, 4GB de ram e talvez 32 ou 64GB de armazenamento. Para a maioria dos consumidores seria mais interessante um iPhone, por conta do longo tempo de atualizações.
Já para os fãs da Google (tem que ser fã mesmo) pode ser que valha a pena.
É esperar pra ver!!!!!

Rafael Moreira

Mesmo sendo cru ainda consegue da uma repaginada em algumas coisas através de software de terceiros, diferente do iOS que tem que conviver com aquela aparência. No Android Pie o sistema ganhou novas funcionalidades, mais está bem atrás de um Samsung da vida. Mais tem outros pontos positivo como o software da câmera, que é bem trabalhado e faz milagre com um sensor.

A questão não é nem a falta de um design, é tentar entender qual a metodologia da Google com esses aparelhos, continua naquela ainda que são produtos para entusiastas ? É isso que precisa saber.

Rafael Moreira

Depende do que a pessoa espera do software da Google. Se ela gosta de muitas features, e odeia o android puro. Então a melhor opção seria Samsung. Eu acho boa a proposta do sistema desenvolvido pela google, cru e fluido sem muitas firulas como embelezamento de rosto ao tirar fotos e etc. Sem contar que as atualizações são lançadas de imediato.

Rafael Moreira

Na minha opinião erraram feio ao disponibilizar dois modelos. Tinha que ser somente um com pouquíssimas bordas. A configuração do processador e memória é aceitável, por ser um aparelho de entrada. Vamos ver como será o preço final disso. Dependendo compensa pegar o Pixel 2 XL de 128gb no lugar.

Maicon Bruisma

Seria interessante se o 3a custasse 300 dólares e o XL 350 no máximo. Mais que isso não vale, a câmera incrível não compensa os downgrades que terão em relação aos modelos tops, provavelmente não terão certificação IP, nem carregamento sem fio, ou mesmo som estéreo. Se tiverem tudo isso e custarem 500 ou 600 dólares o pessoal vai se perguntar se um Snapdragon 845 e uma carcaça de vidro custam 200 ou 300 dólares, se não tiverem isso que citei e custarem 500 ou 600 dólares claramente não vale a pena. É uma faixa de preço sensível.

Lucas Santos

2014 ligou.

Exibir mais comentários