Início » Negócios » Serviço de streaming Disney+ tem data de lançamento e custará US$ 6,99

Serviço de streaming Disney+ tem data de lançamento e custará US$ 6,99

Disney+ é o concorrente da Netflix que terá conteúdos originais da Disney e chega em novembro

Paulo Higa Por

A Disney anunciou na noite de quinta-feira (11) mais detalhes do serviço de streaming Disney+, que terá filmes e séries da Pixar, da franquia Star Wars, da National Geographic e de outros braços da empresa de mídia, além de conteúdos originais. Ele custará US$ 6,99 por mês ou US$ 69,99 por ano e será lançado nos Estados Unidos no dia 12 de novembro.

Disney+

No primeiro ano do Disney+, a companhia promete mais de 7,5 mil episódios de séries e mais de 400 filmes, incluindo 100 “títulos recentes”. A Disney também espera oferecer mais de 10 filmes e 25 séries originais para o serviço de streaming no período inicial. Entre os conteúdos estarão títulos de Star Wars, Marvel, Disney Channel, Os Simpsons e Pixar.

Certos títulos serão exclusivos do Disney+ no streaming, ou seja, não estarão disponíveis tão cedo em concorrentes como a Netflix. Um deles é Os Simpsons: todos os episódios das 30 temporadas (!) só poderão ser assistidos na plataforma da Disney. Isso também inclui Capitã Marvel e as obras que ainda serão lançadas, como O Rei Leão e Vingadores: Ultimato.

Disney+

Quanto aos recursos da plataforma, a Disney adiantou que todos os conteúdos do Disney+ poderão ser baixados para serem assistidos offline — diferente da Netflix, que possui restrições para alguns títulos. O serviço poderá ser acessado em aparelhos como Smart TVs, Chromecast, Apple TV, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e computadores, com streaming em 4K HDR para os dispositivos compatíveis.

Como o Disney+ foi apresentado durante uma conferência para investidores, a Disney revelou informações sobre o negócio. O Engadget destaca que o serviço deve causar prejuízo bilionário em 2020, sendo que as maiores perdas devem acontecer entre 2020 e 2022. O Disney+ só deve se tornar lucrativo em 2024, segundo a companhia. Em outras palavras, a Disney está disposta a gastar bastante para brigar com a Netflix.

Os Estados Unidos, claro, serão o primeiro país a receber o Disney+, no dia 12 de novembro. A Disney promete um lançamento “ao longo dos próximos anos” em regiões da América do Norte, Europa, Ásia-Pacífico e América Latina. A expectativa é atingir a maioria dos principais mercados até 2021.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Danilo Almeida

Vou reservar um dia só pra ver todos os clássicos da Disney! Quando esse serviço chegar, minha vida social vai acabar

Orochimaru

Essa briga de streaming, é que nem vendedor de água no sinal, onde um começa vender, chega 10 pra vender junto kkkkkkk

Antony

Que tem inúmeras desvantagens quanto ao modelo de streaming

JK

Eu nem assisto Globo na verdade kkkk.

JK

Não é defesa amigo, é comparação a nível nacional. Ou vai dizer que a globo não é o conglomerado midiático mais poderoso do nosso país? Apenas complementei seu comentário de espanto com o ódio de americanos a disney usando uma realidade nossa.

João

Defensor da globo é a primeira vez que vejo hauhauhau, cada uma . Comparar eles com Disney é o cúmulo, o conteúdo é infinitamente inferior.

Igor

Loguei só pra curtir, melhor definição possível.

JK

Globo não é o canal, é o grupo Globo, que engloba: Globo, Globo News, Globo Filmes, Som Livre, Sportv's, Premiere FC, UFC Combate, Telecine, Multishow, Megapix, Gloob, Globo Play, G1 e eventos artísticos em todo o país. Além de estar inserida em centenas de países do mundo, controlar a mídia... numa esfera nacional, a Globo é sim a Disney do BR (esfera nacional também). Netflix não chega perto das duas.

Michael dos Santos

Reunindo tudo isso já paga um excelente combo na TV paga.

Frederico Martins

Penso que até que o(a) Netflix sofrerá reajuste pra baixo de preço, ou promoções. Quando a Disney chegar.

Frederico Martins

Resta saber se a Disney saberá usar big data como o Netflix. Analisar o que e quem está assistindo qual conteúdo e começar a criar sob demanda. Esse foi o pulo do gato da Netflix. Disney já é noda da porra toda. Já chega com os pés na porta. Já a Apple..... nheeeee.... bem meia boca e (finjam surpresa) só voltada pro público americano.

Leumas Ninguém

Comparado a Disney sim, mas a Netflix não

Acho que você não conhece o tamanho do Grupo Globo

Fabio Santos

Com tanto serviço do gênero fico com Netflix que tem boa quantidade de desenho infantil pra minha pequena e bons seriados policiais o resto baixo no Bj Share kkkk.

pedrowillyam

Sim e com conteúdo até melhor.

João

Eu nunca vi isso da Netflix, deve ser os anti exclusividade. E nem compare a Globo, eles são tipo emissora de fundo de quintal perto de Netflix e Disney hauhauhauaha.

Exibir mais comentários