Início » Celular » Tela dobrável do Samsung Galaxy Fold está falhando com um dia de uso

Tela dobrável do Samsung Galaxy Fold está falhando com um dia de uso

Parece que a tela dobrável do Galaxy Fold ainda não está totalmente pronta. Promessa é que aparelho seja entregue em 26 de abril

Paulo Higa Por

O Galaxy Fold é o primeiro smartphone da Samsung com tela dobrável. Ele começará a ser entregue apenas em 26 de abril aos consumidores que se dispuseram a pagar US$ 1.980, o que significa que, por enquanto, está basicamente na mão de alguns jornalistas de tecnologia. E as poucas unidades em circulação estão apresentando sérios problemas: a tela está falhando com um único dia de uso.

Samsung Galaxy Fold (Foto: Mark Gurman/Bloomberg)

O editor de tecnologia da CNBC, Steve Kovach, mostra no Twitter seu Galaxy Fold quebrado “após um dia de uso”. A tela OLED interna de 7,3 polegadas exibe uma faixa preta na região da dobra e, na metade esquerda, uma imagem piscando. Também há faixas coloridas próximo ao notch, no canto superior direito, que não deveriam existir.

https://twitter.com/stevekovach/status/1118571414934753280

Samsung Galaxy Fold (Foto: Steve Kovach/CNBC)

Mark Gurman, da Bloomberg, também relatou um caso semelhante. “A tela da minha unidade de review do Galaxy Fold está completamente quebrada e inutilizável em apenas dois dias. Difícil saber se isso é algo generalizado ou não”, diz. Quase dois terços da tela não acendem. Além disso, o display parece ficar marcado permanentemente quando sua unha encosta no produto.

No caso de Gurman, a remoção de uma película pré-instalada no Galaxy Fold pode ter reduzido a durabilidade da tela. “O celular vem com esta película. A Samsung diz que você não deve removê-la. (…) Ela parecia removível no canto esquerdo, então tirei. Acredito que isso contribuiu para o problema”, conta ele.

De fato, Marques Brownlee comenta que uma camada que parece uma película protetora, na verdade, não é uma película protetora. Ele tentou removê-la, sem sucesso, até que a tela apagou. Sua unidade foi substituída pela Samsung.

No The Verge, Dieter Bohn não removeu a tal película, mas mesmo assim se deparou com uma verruga na região da dobra. “É o suficiente para distorcer um pouco a tela, e posso senti-la com o meu dedo. (…) É algo angustiante de descobrir apenas dois dias após ter recebido minha unidade de teste”. Duas linhas brancas permanentes convergem no ponto onde está o pequeno calombo.

Samsung Galaxy Fold (Foto: Dieter Bohn/The Verge)

Samsung Galaxy Fold (Foto: Dieter Bohn/The Verge)

Em comunicado à imprensa, a Samsung informou que vai inspecionar as unidades defeituosas para determinar a causa do problema. Este é o posicionamento na íntegra:

“Um número limitado de amostras iniciais do Galaxy Fold foi fornecido à mídia para reviews. Recebemos alguns relatos a respeito da tela principal nas amostras fornecidas. Vamos inspecionar minuciosamente essas unidades pessoalmente para determinar a causa do problema.

Além disso, alguns analistas relataram ter removido a camada superior da tela, causando danos. A tela principal do Galaxy Fold possui uma camada superior de proteção, que faz parte da estrutura do display projetada para proteger a tela contra arranhões acidentais. Remover a camada protetora ou colar adesivos no painel principal pode causar danos. Garantiremos que esta informação seja vista claramente por nossos clientes.”

A Samsung ainda não explicou o que causou a falha na tela nas unidades cuja película não foi removida.

Os consumidores poderão ter um celular dobrável da Samsung em mãos nos Estados Unidos a partir de 26 de abril, ou 3 de maio na Europa. Não há previsão de lançamento no Brasil, embora o aparelho tenha passado pelo processo de homologação da Anatel.

Galaxy Fold pode ter problema de durabilidade na tela

Ainda em março, poucos dias após a apresentação oficial do produto, o Galaxy Fold já havia sido alvo de rumores quanto à durabilidade da tela. Oficialmente, a Samsung afirma que a dobradiça do aparelho foi criada para suportar 200 mil usos, ou seja, sobrevive mais de cinco anos se você dobrar o aparelho 100 vezes por dia.

Mas a Bloomberg revelou que a Samsung trabalhava para eliminar um vinco que aparecia na tela após ter sido dobrada cerca de 10 mil vezes — um problema que eu havia notado ao mexer no Royole FlexPai. A falha surgia em uma película colada embaixo do display, que protegia o sensor de toque. Para evitar usuários insatisfeitos, a Samsung estaria cogitando oferecer trocas de tela gratuitas após o lançamento oficial do Galaxy Fold.

Esse detalhe seria o motivo pelo qual a Samsung demorou para liberar o acesso ao Galaxy Fold. No primeiro evento, em San Francisco, o aparelho dobrável nem sequer estava disponível na área de experimentação. Já na feira Mobile World Congress, em Barcelona, ele estava sendo exposto em uma redoma de vidro.

Agora que o aparelho começará a ser distribuído ao público, parece que mais casos surgirão.

Atualizado em 18/4 à 0h08 para incluir o posicionamento da Samsung.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Gelinski

É o clássico consultar o manual de instruções só depois da merda estar feita huahauhauhauhauhahuahuha

Matheus Gelinski

Eu já vejo isso como falha de projeto. Culpar o usuário por ter removido uma película que não é película, dizendo que não é pra tirar, mas dando as opções para tal, é o mesmo que culpar o usuário do carro (cof... cof... Fox... cof... cof...) por ter decepado o dedo enquanto rebatia o banco para aumentar o porta-malas, por não ter lido o manual lá página sabe-se-lá-qual dizendo que não era pra puxar pelo suporte, com um puxador altamente sugestivo. Tudo bem que o usuário quase sempre faz a merda, mas tem que levar todas as premissas em consideração durante o desenvolvimento do produto. Não era pra tirar a camada superior? Então projetassem de forma que não ficasse tanto na vista. E se o usuário deixa o celular guardado e o filho dele de 5/7 anos pega sem autorização e vê essa falha, o que instintivamente ele fará?

Ronaldo Rodrigues

Que frustrante!

Rhullyo Cristyanno Santos

Acredito que ele tenha dito que a Ferrari encontra mais obstáculos no nosso dia a dia que dificultam sua locomocao, sem falar que e caro e chama muita atenção além do consumo............

Mickão

Queria entender um pouco melhor sua opinião: O que seria "inutilizável na primeira semana"? Você já teve uma Ferrari? Se sim, queria ouvir mais sobre sua experiência, afinal não é todo dia que temos a oportunidade de ouvir de um proprietário. Gosto muito da marca há bastante tempo e acompanho os lançamentos, leio sobre os modelos, a engenharia, testes, opiniões de mídia especializada etc. Não me parece ser um carro inutilizável, por isso lhe pergunto.

Rhullyo Cristyanno Santos

Na maioria das vezes sim, quando são carros declarados concorrentes os porches são mais velozes, mais baratos e mais confiáveis. Vejo relatos sempre de Ferrari pedindo menos na pista e voltando pra casa de plataforma, enquanto os porches vão rodando e voltam rodando como se nada tivesse acontecido.
Mas existem ferraris que andamais que Porsches anda mais que a maioria dos Porsches, mas não andam mais quando são carros do mesmo nível.

Mickão

[OFF TOPIC

John Smith

"Anta"

Por acaso tu notou a borda que fica em volta da tela? Qualquer um poderia pensar que se trata de uma película. Se um jornalista especializado fez isso, um consumidor final provavelmente vai fazer pior.

JohnnyZinho

nunca serão kkkkkk

Cristina Nascimento

Samsung fazendo samsunguice, simplesmente..

Cristina Nascimento

Murri, kkkkkkkkkkk!

Eliézer José Lonczynski

Galaxy Fold tá cumprindo bem seu papel, e as pessoas também estão aprendendo a usar esse tipo de tela.

danielnbl

Chacota oh

João Luiz Felde

Jhonatan, usar "boiola" com o intuito de diminuir alguém é preconceito. Aliás, não é legal tentar diminuir o outro, da maneira que seja. Por favor reveja suas atitudes e faça do mundo um lugar melhor.

richardsonvix

"LCD" vazando é só tacar mais cola.

Mas que jornalista anta arrancar o plástico.

Exibir mais comentários