Início » Jogos » Sony cria regras para coibir conteúdo sexual em jogos

Sony cria regras para coibir conteúdo sexual em jogos

Sony tenta principalmente evitar representações excessivamente sexualizadas das mulheres em títulos para PlayStation

Por
17/04/2019 às 16h25

Para a Sony, os desenvolvedores de jogos precisam oferecer conteúdo com temática equilibrada. Nesse sentido, a companhia confirmou ao Wall Street Journal ter criado um conjunto de diretrizes para evitar que cenas explicitamente sexuais apareçam nos títulos do ecossistema do PlayStation.

Dual Sock / PlayStation 4 / Fabian Albert / Unsplash

Já havia burburinhos sobre as novas regras, mas a Sony vinha tratando o assunto com bastante discrição. Embora não haja detalhes, sabe-se que as diretrizes conseguem ser ainda mais restritivas que os sistemas de classificação etárias ESRB, dos Estados Unidos, e PEGI, da Europa.

De acordo com as fontes entrevistadas pelo Wall Street Journal, a Sony busca, sobretudo, coibir a representação excessivamente sexualizada das mulheres nos jogos. A decisão teria como pano de fundo o #MeToo, movimento de combate ao assédio sexual que ganhou força em 2017, depois dos escândalos envolvendo o ex-produtor de filmes Harvey Weinstein.

Concomitante a isso estaria a preocupação de que a marca PlayStation seja associada a conteúdos sexualmente explícitos, especialmente no Japão: por lá, os estúdios parecem estar cada vez mais dispostos a produzir títulos com teor sexualizado.

Se por um lado a Sony argumenta que as diretrizes servem para que estúdios possam oferecer jogos que “não interfiram negativamente no crescimento e desenvolvimento dos jovens”, por outro, parece haver uma tentativa de evitar que conteúdos com abordagem sexual tragam problemas legais e de imagem à companhia.

Não se sabe exatamente desde quando, mas as regras estão sendo aplicadas há algum tempo. Sem nenhuma surpresa, há quem não esteja feliz com elas. Em determinados títulos, produtores tiveram que usar efeitos de luz (como na imagem abaixo), fumaça ou similares para encobrir partes íntimas de personagens. Isso teria acontecido, por exemplo, na série Nekopara. Devil May Cry 5 também parece ter sido afetado.

Cena encoberta com luz

No lado dos desenvolvedores, teme-se principalmente que as restrições prejudiquem a criatividade ou aumente o tempo de produção — “você não sabe o que eles [Sony] vão dizer até que tenha concluído o trabalho e o enviado para revisão”, disse um dos entrevistados.

Também há dúvidas sobre os efeitos colaterais dessa decisão em médio ou longo prazo: a falta de clareza com relação às regras e a própria severidade delas não farão desenvolvedores priorizarem as demais plataformas (Nintendo, Xbox e PC)? É uma questão pertinente, embora a Sony não demonstre preocupação com isso.

Com informações: Engadget.