Início » Celular » É o fim do BlackBerry Messenger (BBM) para usuários finais

É o fim do BlackBerry Messenger (BBM) para usuários finais

Apenas o serviço pago BlackBerry Messenger Enterprise (BBMe) vai ser mantido

Por
21 semanas atrás

Pouca gente vai sentir falta, mas é bom que se saiba: o serviço de mensagens instantâneas BlackBerry Messenger (BBM) vai ser descontinuado no dia 31 de maio. A Emtek, empresa que gerencia a plataforma desde 2016, diz que a migração de usuários para outros serviços motivou a decisão.

BBM - adeus

Lançado em 2005, o BBM ganhou popularidade na época de auge dos celulares BlackBerry. Assim como esses aparelhos, a plataforma de mensagens era usada sobretudo para fins profissionais, mas o fato de o sistema ter sido desenvolvido especificamente para dispositivos móveis fez muita gente adotá-lo como mensageiro principal.

Todo mundo sabe o que aconteceu depois: iPhone e Android chegaram ao mercado e foram, rapidamente, conquistando o espaço ocupado pelos aparelhos BlackBerry. Nesse processo, o BBM foi perdendo relevância, afinal, as novas plataformas abriram espaço para serviços rivais, com destaque para o WhatsApp.

Esforços para manter a relevância do BlackBerry Messenger não faltaram. O serviço foi lançado para Android e iOS em 2013 e, no ano seguinte, foi disponibilizado para Windows Phone. Emojis, adesivos e outros recursos comuns nos mensageiros populares foram implementados para atrair usuários para o BBM, mas o plano não funcionou.

Mesmo assim, o BlackBerry Messenger chegou a 2016 com uma base estimada de 90 milhões de usuários ativos. A maior parte deles estava na Indonésia, razão pela qual a Emtek fechou o acordo para assumir o controle do BBM: a empresa tem sede no país.

BBM

Mas essa era mesmo uma causa perdida. Serviços como WhatsApp, Facebook Messenger e WeChat (muito popular na Ásia) não pararam de crescer, até porque esses mensageiros são muito mais reconhecidos pelos jovens — o público que mais troca mensagens instantâneas — do que o BBM.

Os usuários que se mantiveram fiéis à plataforma terão até o fim de maio para fazer backup de suas mensagens.

Para quem não quiser migrar para nenhum dos serviços de mensagens mais populares, há uma alternativa: o BlackBerry Messenger Enterprise (BBMe) não foi licenciado para a Emtek e, portanto, continua funcionando.

Por ser voltado ao ambiente corporativo, o BBMe não tem algumas das “perfumarias” do BBM e oferece recursos adicionais, como criptografia. O serviço é gratuito no primeiro ano e, depois disso, passa a custar US$ 2,49 por semestre.

Com informações: Business Insider, WSJ.com.