Início » Aplicativos e Software » Ubuntu 19.04 (Disco Dingo) já pode ser baixado

Ubuntu 19.04 (Disco Dingo) já pode ser baixado

Versão final da distribuição Ubuntu 19.04 traz kernel Linux 5.0 e Gnome 3.32

Emerson Alecrim Por

A tradição não foi quebrada: assim como outubro, abril continua sendo o mês de lançamento oficial de uma nova versão do Ubuntu Linux. De codinome Disco Dingo, o Ubuntu 19.04 traz kernel Linux 5.0 e softwares como LibreOffice 6.2.2 e Mozilla 66 entre os destaques.

Ubuntu Disco Dingo

Do Linux 5.0 já falamos aqui. Essa versão do kernel não possui grandes novidades, mas traz recursos importantes, como suporte às GPUs de arquitetura Nvidia Turing e compatibilidade com o padrão de criptografia Adiantum, além das obrigatórias otimizações de desempenho e segurança.

Para as funções de desktop, o principal atrativo do Ubuntu 19.04 é o ambiente gráfico Gnome 3.32, que chega com promessa de mais desempenho — graças às animações mais suaves, por exemplo —, incremento no visual e ferramentas aprimoradas, a exemplo do gerenciador de arquivos Nautilus, que agora conta com uma função de favoritos mais intuitiva.

No que diz respeito às ferramentas básicas, a Canonical chama atenção para a suíte LibreOffice 6.2.2, o navegador Firefox 66 e o cliente de e-mail Thunderbird 60. Recursos como GCC 9, Python 3.7.3, Ruby 2.5.5, PHP 7.2.15 e Perl 5.28.1 se destacam no quesito desenvolvimento.

Ubuntu 19.04

O Ubuntu 19.04 já está disponível no site oficial. Usuários do Ubuntu 18.10 podem fazer o update a partir das opções de atualização de software do sistema. Note que esta não é uma versão LTS (Long Term Support), portanto, não conta com suporte prolongado — aqui, as atualizações de software estão garantidas até janeiro de 2020.

Vale destacar também que o novo Ubuntu está disponível em outros “sabores”, como o Kubuntu 19.04 (com KDE) e o Ubuntu Mate 19.04 (com uma interface mais enxuta, adequada a computadores antigos ou básicos).

Com informações: OMG! Ubuntu!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alexandre D'or

Não sabia disso, faz pouco tempo que estou no Disqus. Qualquer coisa que posto cai no spam e mesmo dizendo que não é um spam (para o Disqus, rsrs), removem os meus comentários sem dó nem piedade.

De nada, tentei ajudar. Já usei diversas distros. Arch também foi uma delas, antes de me escolher ficar no Manjaro. Não sei se sou usuário avançado, mas leio muito e sempre procuro informações e acaba absorvendo as coisas.

Entendo, você não precisa utilizar o Manjaro para isso. Eu só dei motivos porque gosto muito da distro. Mas dependendo do caso, outras distros podem cair melhor em máquinas antigas. AntiX, SliTaz, MX Linux, Peppermint, Lubuntu e Q4OS são boas opções também. Sobre o Windows 10, eu espero que você tenha espaço em disco suficiente, pois a última atualização exige que você tenha pelo menos um espaço vazio de 32 GB. Windows 10 é tão problemático que sugiro fazer downgrade para o 8.1 por causa das atualizações e excesso de bloatware drenando performance da máquina.

Sim, por essas e outras que larguei o Zorin. Nossa, abril do ano que vem? Até lá a nova LTS do Ubuntu já vai ter sido lançada e eles ainda estarão usando a 18.04 como base.

Sim, é uma boa. Estou testando o Lubuntu 19.04 e está um pouco mais leve que o 18.10. Lubuntu com LXQt inicia com 250 MB, antes era 350 a 400 MB. O jeito é esperar até a próxima LTS pra ver se estará mais polido e tão leve quanto o Lubuntu com LXDE. Pessoalmente, se tivesse que escolher entre LXDE e LXQt, eu ficaria com LXQt.

Eu conheço algumas alternativas leves. Eu já utilizei a Bunsenlabs (é baseada no Debian e usa Openbox), na época que testei era bem mais leve que o Lubuntu padrão, afinal usa apenas um WM. Não sei como está atualmente.

Bodhi Linux usa a interface Enlightment que é bastante customizável, modular e extremamente leve para o que oferece. É baseada no Ubuntu.

Uma distro que é extremamente leve é o AntiX. Sugiro que teste. É baseado no Debian e usa icewm ou jwm.
SparkyLinux tem várias interfaces, mas tem uma versão com jwm e Enlightenment. Dizem que o Enlightenment é ainda mais leve que o LXDE. Nunca comparei cara a cara mas sei que são leves, jwm é um gerenciador de janelas (WM) e por isso vai ser mais simples e leve que qualquer interface gráfica. SparkyLinux é baseado no Debian Testing.

Vou citar aqui a SliTaz é uma das minha preferidas, é uma das distros mais leve que conheço sem ser limitada. Ela é independente. Ou seja, não se baseia em nenhuma outra.

De todas elas, eu recomendo você checar o AntiX e Bunsenlabs. Se você está achando que o LXDE do Lubuntu é pesado, o ideal é partir pra um WM. Se você não quiser largar o Lubuntu, você também pode baixar o Ubuntu Minimal e instalar o Lubuntu Minimal. Assim, o Lubuntu vai vir ainda mais seco e leve. Pode ser uma opção pra você...

Denis

justamente, antigamente gostava das firulas, mas hj (37 anos) só quero saber de clicar e ter resposta imediata....

Alexandre D'or

Meu comentário foi detectado como spam (sempre acontece isso quando faço comentários longos demais em espaços curtos de tempo - Disqus parece ser contra o debate sádio - mas quando há xingamentos, ficam-se por aí ao dispor de todos a verem).

Copiei meu comentário e joguei no pastebin, para você ler e não achar que ignorei sua pergunta sobre o Manjaro.

https://pastebin.com/MfnraFNR

Trovalds

Ubuntu... sério? LTS não faz dele melhor, apenas indica que ele vai ter mais suporte que as versões não-LTS.

Debian concordo e CentOS também. De resto prefiro ficar longe mesmo.

Luizão

ubuntu ainda tem mto mais mkt, é mais conhecido, mas se vc pede pra alguém experimentar o mint, nunca vi ngm voltar pro ubuntu.

José Vieira

Impressionante como o Mint herdou o legado do Ubuntu. Sempre damos a opção dos coordenadores de TI aqui usarem a distro que a equipe local melhor se adaptar. O Mint, nesse aspecto, tem sido muito mais bem aceito que o Ubuntu. Galera estranha um pouco no início mas em menos de um mês já trabalham com desenvoltura.

Luizão

o fefê tem sua utilidade, servir de laboratório para a red hat & seus chegados, mta coisa desenvolvida no fedora vai pro RHEL, mas para uso sério ele não da conta não.

o Arch tem suas qualidades, mas não considero ele boa opção para empresas (usar em larga escala).

nos desktops da empresa eu sempre indico para os devs usarem o Mint, é o que da menos problema no desktop, o pessoal não reclama não, teve um cara uma vez que quis usar o manjaro (arch linux já customizado para desktop), quando o openvpn dele não funcionava (e o resto da equipe tava OK) ai queria ver o debug do problema kkkkk, resultado foi que não vi, usar o mint foi mais fácil e rápido.

José Vieira

não fale mal do fefê (fedorento, digo fedora)... kkkkkkkkkkk... Gosto do Arch, seco, limpo, só o necessário... rs. Mas no final das contas uso (e faço usarem) o Mint.

José Vieira

Esse é o típico eu sei de tudo, minha verdade é melhor que a sua.
Só acho que no sistema da microsoft não é tão fácil assim... Mas você com certeza não deve achar isso, só conhece aquele...
https://uploads.disquscdn.c...

Capitão Caverna

Claro.
Digitar mil linhas no terminal pra configurar o scroll de um mouse é bem fácil e prático.
É claro que todo mundo deveria estar treinado pra fazer isso.
Cara. O que vc escreve é um bom exemplo de eu morro e não vejo de tudo.
Boa semana.

José Vieira

baixei aqui, colocando em um live usb... só pra ver qual é... rs

José Vieira

Pensei, pela maneira com que expôs seu ponto de vista, que eles instalavam o sistema, editores de texto, imagem, vídeo, codecs, players video e audio, configuravam compartilhadores de arquvios, ftp... etc... Ou seja, fazem uma tarefa que foram treinados para fazer em ambiente windows (depois de instalado e configurado), coisa que poderiam ser treinados para fazer em qualquer outro ambiente. Simples.

JK

Está consumindo "seco" 500 - 650 MB, o Mint ainda é melhor nesse quesito.

Capitão Caverna

Eles não assistem vídeo no computador. Só na TV e smartphone.
Mas eles sempre configuram o scroll do mouse facilmente pelo Windows.

José Vieira

Quantos usuários "comuns" você conhece que sabem INSTALAR e configurar o SISTEMA OPERACIONAL?

A maioria não sabe usar nem o pacote de escritório mais onipresente do mundo, o office.

Exibir mais comentários