Início » Jogos » Nintendo deve lançar Switch mais barato até o final de junho

Nintendo deve lançar Switch mais barato até o final de junho

Nintendo está preparando Switch menor e mais barato; console atual também deve ser atualizado com pequenas melhorias

Por
16 semanas atrás

Diversos rumores apontam que a Nintendo está preparando um Switch menor e mais barato: a ideia é reduzir custos e estimular as vendas do console sem lançar uma nova geração. Além disso, a japonesa estaria prestes a atualizar o Switch atual com pequenas melhorias, mas sem deixá-lo mais potente.

Foto por Markus/Flickr

De acordo com a Bloomberg, a versão mais barata do Switch provavelmente será lançada até o final de junho. Será que a Nintendo vai aproveitar a feira E3 para anunciar a novidade? O evento ocorre entre os dias 11 e 13 de junho, e a empresa confirmou que vai participar.

O Wall Street Journal disse anteriormente que essa versão mais barata dispensaria alguns itens como a vibração nos controles para atingir um preço menor. E, segundo o jornal japonês Nikkei, esse Switch terá um foco maior em portabilidade, servindo como sucessor para o 3DS, mas ainda poderia ser conectado à TV através do dock.

Nintendo Switch terá “atualização modesta” em 2019

Além disso, o Switch atual “receberá uma atualização modesta este ano”. O WSJ disse no ano passado que a Nintendo estava avaliando melhorar a qualidade da tela, mas sem trocar o painel LCD por um OLED. De um jeito ou de outro, não serão mudanças enormes: “uma versão mais poderosa não está sendo preparada”.

O Nikkei diz, no entanto, que a Nintendo já avalia a próxima geração do Switch: ela estaria realizando pesquisa e desenvolvimento para mudar o sistema operacional, melhorar o poder gráfico e adicionar mais recursos ao console.

Inicialmente, a Nintendo previa vender 20 milhões de unidades do Switch em seu ano fiscal (entre abril de 2018 e março de 2019). No entanto, ela reduziu a estimativa para 17 milhões. Analistas preveem que a empresa vendeu 17,5 milhões de unidades nesse período.

A Nintendo quer manter esse ritmo, e aposta em uma opção mais barata para atrair mais clientes. Ela também está trabalhando com a Tencent para começar a vender o Switch na China: o console já foi aprovado no país, mas ainda faltam os jogos, o que deve demorar mais tempo.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.