Início » Brasil » Netflix vai produzir 30 séries e filmes originais no Brasil

Netflix vai produzir 30 séries e filmes originais no Brasil

No meio das novidades estão as novas temporadas de 3%, Samantha e O Mecanismo

Por
25/04/2019 às 16h46

Ted Sarandos é o líder de conteúdo da Netflix. Em evento no Rio de Janeiro, ele anunciou que a quantidade de filmes, documentários e séries originais feitas no Brasil vai aumentar: serão pelo menos 30 produções, já considerando aquelas que estão disponíveis no acervo do serviço atualmente, como 3% e Samantha.

Netflix

Já não é novidade que investir em conteúdo exclusivo é a principal arma da Netflix para se manter relevante, afinal, com o surgimento crescente de serviços de streaming — entre eles, as futuras plataformas Apple TV+ e Disney+ —, licenciar produções de terceiros é uma tarefa cada vez mais difícil.

No começo de 2017, Reed Hastings, cofundador e CEO da Netflix, esteve no Brasil para anunciar investimentos em conteúdo local. Esse anúncio resultou em produções como Samantha e a segunda temporada de 3%.

Agora, com a ampliação dos investimentos em produções brasileiras, a terceira temporada de 3% foi confirmada. Mas essa nem de longe é única novidade trazida por Sarandos: Samantha e O Mecanismo também voltarão em novas temporadas.

3%

3%

Mas é a quantidade de novos filmes que mais chama atenção. Eis alguns:

  • Menino Maluquinho estreará na Netflix em 2021 como uma animação;
  • Modo Avião, filme protagonizado por Larissa Manoela, contará a história de uma menina que bate o carro do avô e é enviada à fazenda dele para consertar o veículo; durante a estadia, ela não poderá usar o celular;
  • Ricos de Amor será uma comédia romântica com Giovanna Lancellotti no elenco;
  • Carnaval vai ser uma comédia sobre uma jovem que vê o vídeo de traição do seu namorado viralizar;
  • Sergio contará a história do diplomata brasileiro na ONU Sérgio Vieira de Mello, morto em um atentado em Bagdá. O filme vai ser estrelado e produzido por Wagner Moura.

Ainda com relação a filmes, a Netflix comunicou que Maisa Silva e Fábio Porchat foram contratados para estrelar três produções cada um. Nas séries, entre as confirmações estão:

  • Futebol, drama que retratará dois garotos de 15 anos que são escolhidos para o maior time do Brasil, o Carioca Futebol Clube (fictício, obviamente);
  • Sintonia, série criada por Kondzilla a contar com produção da Losbragas (produtora da atriz Alice Braga);
  • Irmandade, com Seu Jorge e Naruna Costa;
  • Ninguém Tá Olhando, comédia com Victor Lamoglia, Júlia Rabello e Kéfera Buchmann.

A Netflix destacou ainda a série com temática zumbi Reality Z, uma adaptação da produção britânica Dead Set. Prevista para 2020, a novidade terá participação especial de Sabrina Sato.

As gravações de várias das 30 produções já começaram e estão sendo realizadas em localidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Cimbres (PE) e Tocantins.

Para Wagner Moura, o anúncio da Netflix chega em um momento crucial, dada a profunda crise que a produção audiovisual brasileira vem enfrentando.

Já Ted Sarandos destacou que “o Brasil tem talentos extraordinários e uma longa tradição em contar grandes histórias”. O executivo usou 3% como exemplo: a produção teve bastante aceitação nos Estados Unidos e outros países.

Mais sobre: