Início » Brasil » Bolsonaro confirma “sinal verde” para plano de privatizar Correios

Bolsonaro confirma “sinal verde” para plano de privatizar Correios

Bolsonaro quer conseguir apoio popular relembrando prejuízos dos Correios e casos de corrupção envolvendo a estatal

Felipe Ventura Por

O presidente Jair Bolsonaro confirmou rumores divulgados na semana passada sobre a privatização dos Correios: o governo tem “sinal verde” para iniciar os estudos sobre a venda da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), com o objetivo de enxugar a máquina pública e reduzir dívidas. A estatal teve lucro em 2017 e 2018, mas sofreu perdas de R$ 5 bilhões nos dois anos anteriores.

Foto por Mark Hillary/Flickr

“Dei sinal verde para estudar a privatização dos Correios”, disse Bolsonaro em café da manhã com jornalistas nesta quinta-feira (25). Ele aprovou a ideia de vender a estatal, e quer conseguir apoio popular relembrando os casos de corrupção envolvendo a empresa, além de suas perdas financeiras.

Os Correios tiveram lucro de R$ 161 milhões em 2018, e mais R$ 667,3 milhões em 2017, após quatro anos consecutivos de prejuízos. Ela segurou os gastos, fechou agências, encerrou o e-Sedex (versão mais barata do Sedex) e passou a cobrar taxa de R$ 15 em todas as encomendas internacionais.

Para a equipe presidencial, se a ECT for privatizada, ela terá “mais liberdade para se modernizar e responder às mudanças no mercado promovidas pelo comércio eletrônico”, segundo uma fonte da Reuters.

Marcos Pontes, ministro das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação, defende que a privatização dos Correios seja feita “de forma responsável e lógica, sem precipitação”. Ela deve considerar as necessidades estratégicas do Brasil, o retorno para o governo e os direitos dos funcionários — são mais de 100 mil servidores. (A ECT é subordinada ao ministério.)

Márcio Nascimento/ASCOM - MCTIC/Flickr

Marcos Pontes e Jair Bolsonaro

Bolsonaro quer relembrar casos de corrupção nos Correios

No evento de hoje, Bolsonaro também fez referência ao escândalo dos Correios em 2005 e às suspeitas de irregularidades no Postalis. “Tem que rememorar para o povo o fundo de pensão, que a empresa foi o foco de corrupção com o mensalão”, disse o presidente.

Em resumo, um vídeo divulgado em 2005 mostra um funcionário dos Correios explicando para dois empresários um esquema de propina que seria gerido pelo então presidente do PTB, Roberto Jefferson. O dinheiro arrecadado iria para o caixa do partido.

O Congresso aprovou a criação da CPI dos Correios e, em meio às denúncias, Jefferson ameaçou revelar casos de corrupção envolvendo o PT. Então, ele contou que deputados aliados do governo Lula recebiam um “mensalão” de R$ 30 mil do tesoureiro do PT, Delúbio Soares.

Enquanto isso, o caso do Postalis é mais recente e parte de uma investigação feita pelo Ministério Público Federal em Brasília (MPF/DF) e pela Polícia Federal. Uma organização criminosa teria desviado recursos da previdência dos Correios, causando um rombo de mais de R$ 5 bilhões.

A Operação Pausare suspeita que o esquema beneficiou “dirigentes do fundo de pensão, empresas de avaliação de risco, instituições financeiras, gestores, administradores de fundos de investimentos, agentes e empresários que recebem as aplicações”.

Com informações: Estadão, O Globo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

hamster

Uns 220.

William Lima Crisostomo

Sim, mas você achou 100.000 muito... provável que entende algo de logística, quantos seriam adequados ?

Adriano Garcez

Li a matéria. Onde está dizendo que houve monopólio de encomendas? Houve, sim, um monopólio predatório do sistema postal, e isso deve ser combatido.

hamster

Acho que de 200 pra 100 mil tem uma diferença grande hein? kkk

William Lima Crisostomo

Sim, em 2017 foram entregues 500 milhões de encomendas mensalmente... certamente dá pra fazer isso com 200 funcionários.

William Lima Crisostomo

Fora que correios operam em quase todas as cidades do Brasil, falar pra privatizar em SP capital é fácil, agora quero ver como alguém recebe algo do pra Quixadá do Oeste, ancap de apartamento tem hora que dá no saco.
Tem várias coisas que eu creio que a privatização ajudaria muito, mas os correios está mais perto de virar uma Oi S.A do que virar uma DHL. Então... que o governo regule melhor, trave o cabide de emprego e fique sob tutela do estado, pois no interior eles são muito importantes.

Gabriel

Não tem mau caráter algum, estou apenas colocando meus pontos educadamente, podemos discordar sem cair em acusações! Ótimo dia!

Rod

Lixo

Golden Sheik ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

O Kabum cobra (pelo menos pra entregar aqui) exatamente o mesmo preço na entrega pelo PAC dos Correios e entrega pela Azul, sendo que o tempo de entrega da Azul é bem mais rapida, tipo, 1 a 5 dias no Azul e 6 a 10 dias no PAC. So idiota usa opção dos Correios aqui rsrsrs

Golden Sheik ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Vai no Kabum, coloca qualquer coisa no carrinho, coloque seu CEP e veja quantas opções tem lá!

Golden Sheik ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

De uns 6 meses para cá um numero gigantesco de pessoas que defendiam a privatização dos Correios agora defendem que continue com o estado, engraçado hein.

Golden Sheik ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Se Bolsonaro falar "Lula livre" os esquerdopatas rebatem "Nada disso, Lula preso".

Dummye Sooneed

o pior é que privatizaram parte da USPS dizendo que ia melhorar e ficar mais barato, não mudou nada. hahaha

Dummye Sooneed

ei, pelo menos aqui os lobbies corruptos não são tão expostos assim e fica fácil de ver quando querem f*er com o povo.

e os nossos congressistas corruptos precisam ir pra foro privilegiado, cof cof flavinho cof cof.

Dummye Sooneed

diga isso á somália colega.

ela é liberal aliás, só tem 1 mercado lá que recebe de vários produtores.

acho que isso é um m-------o.

Exibir mais comentários