Início » Negócios » Apple vale US$ 1 trilhão mesmo após queda nas vendas do iPhone

Apple vale US$ 1 trilhão mesmo após queda nas vendas do iPhone

Apple vendeu US$ 31 bilhões em iPhones no primeiro trimestre, queda de 17%; divisão de Serviços atingiu receita recorde

Felipe Ventura Por

Não é segredo que a Apple está colocando um foco maior em serviços para compensar a redução na venda dos iPhones, e o resultado financeiro do primeiro trimestre deixa isso claro: o CEO Tim Cook simplesmente nem menciona celulares no comunicado à imprensa, mas observa que a receita de serviços atingiu um valor recorde. Os números foram melhores que o esperado, e o valor de mercado chegou a US$ 1 trilhão.

iPhone XS

A Apple teve receita de US$ 58 bilhões no primeiro trimestre de 2019, queda de 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Desse total, US$ 31 bilhões correspondem ao iPhone, redução de notáveis 17% em um ano.

A empresa não divulga mais o número de aparelhos vendidos, mas a IDC estima que foram 36,4 milhões de unidades, queda de 30% em um ano. Cook disse na conferência aos investidores que, após abrir novos programas de trade-in em mais países, a Apple recebeu quatro vezes o volume de aparelhos para troca se comparado ao mesmo período de 2018. “Agora nosso objetivo é acelerar o ritmo”, afirma ele sobre as vendas do iPhone.

Enquanto isso, a receita de Serviços atingiu um recorde trimestral de US$ 11,5 bilhões, alta de 16% em um ano. Esse setor corresponde à App Store, Apple Music, Apple Pay e iCloud.

Isso ainda não considera o impacto do serviço de assinatura Apple News+: ele estreou no final de março, mas o primeiro mês é gratuito. A Apple também prepara o lançamento do TV+, concorrente da Netflix e Disney+; e o Apple Arcade, para assinatura de jogos no iOS.

Apple News+

Wearables e iPads também cresceram

A divisão Wearables, Casa e Acessórios também teve um bom desempenho, com vendas de US$ 5,1 bilhões no trimestre e alta de 30% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso inclui os AirPods, fones da Beats, Apple Watch, alto-falante HomePod, entre outros.

“Nossos resultados do trimestre de março mostram a força contínua de nossa base instalada de mais de 1,4 bilhão de dispositivos ativos, já que estabelecemos um recorde absoluto para Serviços e o forte momento de nossa categoria de Wearables, Casa e Acessórios, que estabeleceu um novo recorde para os trimestres de março”, diz Cook no comunicado.

Até mesmo os iPads tiveram o maior crescimento dos últimos seis anos, com faturamento de US$ 4,9 bilhões — alta de 21% em um ano. Enquanto isso, a divisão Mac sofreu queda de 4,5% devido à escassez de processadores, segundo Cook; a Intel prometeu evitar esses gargalos no futuro.

O lucro da Apple caiu quase 17% em um ano para US$ 11,6 bilhões. Ainda assim, o resultado foi melhor que o esperado, e as ações da empresa estão subindo nesta quarta-feira (1); seu valor de mercado chegou novamente a US$ 1 trilhão.

E quanto ao acordo com a Qualcomm, no qual a Apple teria que fazer um pagamento único e um licenciamento de vários anos? Isso não foi contabilizado nos resultados deste trimestre, então teremos que esperar para ver quanto a empresa gastou nisso.

Com informações: Apple, Ars Technica. Atualizado às 11h47.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fabio Santos

Eu não entendi a Nokia não acabou vendeu a divisão de celular e tem outras divisões bem promissoras com antenas de telefonia e equipamentos até da minha área médica.
Não vejo a Nokia falida, assim como nenhuma outra gigante

Firmino Gomes

obs: não entenda como pessoal.

Firmino Gomes

vide a nokia a 10 anos atrás né? Jobs Morreu, apple vai acabar. Aceite.

Fabio Santos

Povo fica nas brigas pra torcer quem vai falir e no fim é mais fácil eu ou você se acabar do que estes gigantes.

Marsupial radical

A arte do shitposting

Danilio Costa Silva

Esse tipo de comentário além de não agregar nada, mostra um certo pedantismo. Pq vc não citou outros fatores que influenciam no Mercado, postou links para fontes? A comunidade do Tecnoblog é famosa pelas noticias relevantes e pelos comentários construtivos, seria legal mantermos esse padrão.

Lucas Henrique

Empresas de Smartphone.

P. Herrera

Ué, a MS tbm não vale 1 trilhão(a Amazon quase lá)?

Hemerson Silva

Lucro alto não é apenas um indicador para isso, estude um pouco mais.

Matheus Siqueira Moreno

Mercado de capitais não é mercado de fãs. A Apple está aumentando os serviços, pois os iPhones, assim como os outros top de linhas, chegaram a um nível de não ser mais necessário a troca anual.

Matheus Siqueira Moreno

Mercado de capitais não é mercado de fã como vc pensa.

Carlin

É interessante ver os passos que a Apple vem dando, ela já possui uma base exorbitante de usuarios, agora faz total sentido oferecer a esses usuários os seus próprios serviços, é um jeito interessante de "deixar tudo em casa", um sonho quase que impossível para o Google!

Lucas Henrique

Sonho das concorrentes terem esses números

tuts

A Google ontem

DeadPull
O lucro da Apple caiu quase 17% em um ano para US$ 11,6 bilhões. Ainda assim, o resultado foi melhor que o esperado, e as ações da empresa estão subindo nesta quarta-feira (1); seu valor de mercado chegou novamente a US$ 1 trilhão.


É impressionante como o pessoal da Apple consegue convencer os investidores que a empresa está indo bem, mesmo com números que mostram o contrário. Se fosse outra empresa, as ações teriam dado um tombo bonito.

Exibir mais comentários