Início » Negócios » Huawei planeja fabricar celulares no Brasil a partir do 2º semestre

Huawei planeja fabricar celulares no Brasil a partir do 2º semestre

Huawei tem estratégia de longo prazo para o Brasil; empresa vai fabricar smartphones no país em vez de importá-los da China

Por
25 semanas atrás

A Huawei anunciou os celulares P30 Pro e P30 Lite no Brasil durante a última terça-feira (30) com preços de R$ 5.499 e R$ 2.499. Este é o retorno da marca ao país, e a empresa tem uma estratégia de longo prazo para conquistar espaço no mercado: fabricar os smartphones localmente a partir do segundo semestre, em vez de importá-los da China.

“Nós procuramos uma parceira para começar a fabricar no segundo semestre”, diz José Luiz Nascimento, diretor de produtos da Huawei no Brasil, ao Mobile Time. Por enquanto, o momento é de “construção de marca”, segundo o executivo.

Talvez a fabricação local ajude a reduzir os preços, mas a empresa defende o valor cobrado pelo P30 Pro. “Apesar do mercado geral não estar crescendo, o segmento premium, acima de R$ 3 mil, está crescendo”, diz Ketrina Dunagan, vice-presidente de marketing da Huawei para as Américas, à Reuters.

É verdade: o faturamento com celulares aumentou 6% no ano passado, segundo a IDC Brasil, mas as vendas de smartphones acima de R$ 3 mil tiveram crescimento de 22%. Enquanto isso, a categoria mid-high — faixa de R$ 1 mil até R$ 2 mil — viram uma alta de 73% no mesmo período. “Vamos explorar outros nichos no Brasil”, garante Nascimento.

Huawei P30 Pro

Outro fator importante para a Huawei é firmar presença nas lojas físicas, sem se restringir ao varejo online — erro que a Xiaomi cometeu quando esteve no Brasil.

Por isso, o P30 Lite e P30 Pro estarão disponíveis nas lojas da Magazine Luiza, Fast Shop e Via Varejo (dona das Casas Bahia, Pontofrio e Extra). Claro, também será possível comprá-los na internet, inclusive através da B2W (controladora da Americanas.com, Submarino.com e Shoptime).

A Vivo também vai comercializar os dois aparelhos, e Nascimento afirma que outras operadoras devem lançá-los “em uma segunda rodada”. O P30 Pro e P30 Lite serão vendidos a partir de 17 de maio.

“Brasil é mercado-chave”, diz executivo da Huawei

A Huawei já deixou o mercado brasileiro em 2012 e em 2014. No ano passado, ela tentou voltar em parceria com a Positivo, mas isso não foi para a frente. Será que ela vai desistir de novo? Não desta vez, promete a empresa.

“O Brasil é um mercado-chave para avançarmos. Nós temos um plano de negócios para os próximos três anos no país. Não é uma estratégia curta”, diz Nascimento. “Estabelecermos o que for necessário para assegurarmos nosso sucesso no Brasil”, reforça Dunagan.

A Huawei foi a segunda maior fabricante em vendas mundiais de smartphones no primeiro trimestre de 2019, segundo a IDC. Ela tem planos de ultrapassar a Samsung e liderar o mercado global até 2020.

Com informações: Mobile Time, Reuters.