Início » Negócios » Google CallJoy transcreve chamadas de clientes para restaurantes, salões e mais

Google CallJoy transcreve chamadas de clientes para restaurantes, salões e mais

CallJoy é um serviço do Google para pequenas empresas que atende clientes ao telefone e transcreve ligações

Por
24 semanas atrás

O Google está lançando um serviço para pequenas empresas chamado CallJoy: ele atende clientes ao telefone, informa os horários de funcionamento e oferece a opção de enviar via SMS um link de atendimento online — ou de transferir para uma pessoa real. A novidade já vem sendo testada em lojas, restaurantes e salões de beleza. Este é o outro lado da moeda para o Duplex, tecnologia que faz o Google Assistente parecer um humano em ligações.

Grandes empresas conseguem manter um call center e lidar com centenas de clientes ao mesmo tempo. No entanto, essa não é a realidade para pequenos empresários, que têm uma equipe limitada para atender o telefone.

Aí entra o CallJoy: este atendente virtual cumprimenta o cliente e oferecer informações básicas, como o horário comercial ou o endereço, e pergunta se pode enviar uma mensagem SMS com o site adequado para serviços como agendamento ou pedidos.

No entanto, se o cliente preferir falar com um atendente real — ou se estiver ligando de um telefone fixo — ele ouvirá o aviso “chamada gravada para fins de qualidade” e será transferido.

O CallJoy vai gravar a ligação e transcrever toda a conversa, além de guardar o áudio. (Se não quiser ser gravado, o cliente terá que desligar.) Então, a pequena empresa poderá realizar pesquisa de texto — uma área que o Google domina bem. O sistema também reúne algumas estatísticas como volume de chamadas e horários de pico.

Google bloqueia chamadas de spam no CallJoy

O serviço consegue gerenciar até milhares de chamadas simultâneas, e promete bloquear imediatamente ligações de spam; o app Telefone para smartphones Pixel oferece um recurso semelhante. Além disso, segundo o Google, operadores de telemarketing costumam desligar quando ouvem o aviso “esta ligação está sendo gravada” — ou seja, antes de serem transferidos para um atendente real.

A pequena empresa tem que usar um número de telefone virtual fornecido pelo CallJoy, além de manter uma linha própria para receber ligações dos clientes. O serviço custa US$ 39 mensais por linha, já com tudo incluso (número virtual, transcrição de chamadas, bloqueio de spam etc.).

Por enquanto, o CallJoy está restrito apenas aos EUA, inicialmente só para convidados devido à “alta demanda”. Ele já vem sendo usado em algumas empresas de suporte técnico, restaurantes, varejistas, salões de beleza e retíficas.

No Brasil, pequenos empresários vêm adotando cada vez mais o WhatsApp Business. Será que o CallJoy virá ao país? O Google diz: “estamos animados em deixar o serviço do jeito certo antes de crescer globalmente”.

Com informações: Google, TechCrunch.

Mais sobre: ,