Início » Jogos » Xbox Live ganha padrões de comunidade com o que você pode (ou não) fazer

Xbox Live ganha padrões de comunidade com o que você pode (ou não) fazer

Padrões da Comunidade para Xbox Live têm 10 diretrizes para o que usuários devem (ou não) fazer sobre assédio, spam e fraudes

Por
19 semanas atrás

No ano passado, a Microsoft adotou novos termos de uso para o Windows, Skype e Xbox que proíbem “linguajar ofensivo”. Agora, a empresa está lançando os Padrões da Comunidade para o Xbox Live, com 10 diretrizes para o que os usuários devem (ou não) fazer: isso significa evitar assédio, spam, fraudes e violações de direitos autorais.

controle xbox mão / pexels

Microsoft condena assédio e spam no Xbox Live

Uma das seções mais interessantes nos Padrões da Comunidade é “saiba a diferença entre conversa fiada e assédio”. A Microsoft explica que algumas expressões são aceitáveis, como “isso foi péssimo”, “você ganhou mas joga mal”, “e eu achando que você estava no meu nível”. O jogador vai longe demais se disser “KYS” (sigla para “se mata” em inglês), “saia do meu país” ou insultos racistas.

Uma das 10 diretrizes é “obedeça a lei”: ou seja, é proibido sugerir automutilação para outros jogadores (caso do “KYS”), criar clubes sobre consumo ilegal de drogas, ou usar a bandeira de uma organização terrorista como foto de grupo.

Outra diretriz é “faça sua parte para manter todos seguros”. A Microsoft recomenda não ameaçar alguém com agressão física depois de um jogo intenso, enviar mensagens para outros jogadores com insultos homofóbicos, nem fazer clubes com base no ódio étnico.

O Xbox Live não permite spam: isso inclui oferecer prêmios em troca de seguidores, usar brindes frequentes para aumentar as curtidas no feed, ou exigir que alguém “adicione” ou “siga” você ou outro jogador.

A Microsoft também menciona fraudes: não é permitido vender sua gamertag, deixar que outra pessoa acesse sua conta do Xbox, ou comprar jogos de revendedores não-autorizados. Além disso, é proibido usar mods que não sejam explicitamente suportados pelo desenvolvedor do jogo; ganhar vantagens indevidas através de software especializado; ou duplicar itens in-game através de exploits.

Ao Ars Technica, a Microsoft explica que “os Padrões da Comunidade para Xbox, lançados em 30 de abril, tornam mais fácil entender qual tipo de comportamento é aceitável no Xbox Live e o que não é, e como contribuir positivamente para a comunidade global do Xbox para garantir que ela seja segura, acolhedora e inclusiva para todos”.

A lista completa com os Padrões da Comunidade ainda não está disponível em português.

Com informações: Ars Technica.

Mais sobre: , ,