Início » Brasil » Bolsonaro diz que não vai regulamentar redes sociais e imprensa

Bolsonaro diz que não vai regulamentar redes sociais e imprensa

Bolsonaro negou plano após o humorista Danilo Gentili compartilhar trecho de entrevista realizada em abril com um ministro

Por
19 semanas atrás

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (5) que não deseja realizar uma regulamentação da mídia. A declaração também abrange as redes sociais, ferramentas muito usadas na campanha que o levou ao Palácio do Planalto.

“Em meu governo a chama da democracia será mantida sem qualquer regulamentação da mídia, aí incluída as sociais”, afirmou Bolsonaro por meio de sua conta no Twitter. “Quem achar o contrário, recomendo o estágio na Coreia do Norte ou Cuba”.

Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR - 02/05/2019)

Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR – 02/05/2019)

A publicação foi feita 51 minutos após o humorista Danilo Gentili resgatar uma fala do ministro da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, sobre o assunto. A declaração foi concedida à rádio Jovem Pan no início de abril.

Gentili compartilhou um vídeo em que Santos Cruz sugere melhorar a legislação brasileira em torno das redes sociais. O humorista questionou, então, se o governo estaria planejando aprovar leis de controle de mídia.

Na entrevista, Santos Cruz tratava da expectativa dos brasileiros com o governo de Bolsonaro e afirmou que as mídias sociais podem “ajudar e, às vezes, tumultuar” – o vídeo completo pode ser assistido neste link e a fala do ministro começa em 2min09.

“As distorções e os grupos radicais, sejam eles de uma ponta ou de outra, da ponta leste ou da ponta oeste, isso aí tem que ser tomado muito cuidado, tem que ser disciplinado. A própria legislação tem de ser melhorada”, afirmou Santos Cruz.

Após a resposta de Bolsonaro, seus apoiadores, como os filhos Carlos e Eduardo, também se mostraram contrários a uma eventual regulamentação. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, apoiou o presidente.

Segundo a Folha de S.Paulo, Santos Cruz teve uma reunião de última hora com Bolsonaro no domingo. A conversa durou cerca de uma hora e meia, mas o assunto não foi revelado à imprensa.

Mais sobre: