Início » Aplicativos e Software » Android Q tem novos gestos de navegação, modo foco, tema escuro e mais

Android Q tem novos gestos de navegação, modo foco, tema escuro e mais

Google revela Android Q Beta, que poderá ser testado em aparelhos da Asus, Huawei, LG, OnePlus e mais

Por
07/05/2019 às 16h56

O Google anunciou nesta terça-feira (7) mais novidades do Android Q durante o evento para desenvolvedores Google I/O. A versão 10.0 terá suporte a tema escuro em todo o sistema, novos gestos de navegação e melhorias no Bem-estar digital. Ele também estará disponível em mais celulares ainda na fase beta, incluindo modelos da Asus, Huawei, LG e OnePlus.

Tema escuro e uns gestos de navegação familiares

Android Q - Tema escuro

Começando pela parte visual, o modo noturno do Android Q está mais completo: ele se chama “Tema escuro” e deixa toda a interface com fundo preto para não ofuscar sua visão à noite — até as notificações e o painel de configurações, que haviam sido deixados de fora no Android P, ficam escuros na nova versão. O visual é habilitado automaticamente se você utilizar a economia de energia do Android.

Android Q - Tema escuro

A promessa é que o tema escuro seja incluído em todos os apps do pacote padrão do Google. Além disso, no caso dos apps de terceiros, o Android Q terá uma API para que os desenvolvedores possam implantar o modo noturno — tem até como forçar isso.

Os gestos de navegação do Android Q estão bem familiares: você pode deslizar para cima para voltar para o início, dar uma paradinha antes para ver os apps recentes e deslizar para os lados para alternar entre apps, como no iOS. O Google removeu o botão de voltar, substituindo-o por um gesto de deslizar a partir das bordas laterais — isso não funciona tão bem na interface da Huawei, então veremos como os apps se comportarão.

Modo foco e melhorias no Bem-estar digital

O Bem-estar digital, que te ajuda a controlar quanto tempo você gasta no celular, ganhou o recurso “Modo foco” para eliminar as distrações. Você pode selecionar quais apps te distraem com notificações a todo momento (como um cliente de e-mail, um agregador de notícias ou aquele app chato de delivery) e eles serão silenciados enquanto você estiver nesse modo.

Com os controles parentais nativos, os pais poderão definir quanto tempo e em quais horários seus filhos poderão utilizar certos apps, jogos ou o próprio celular, limitando o tempo de tela — também dá para adicionar um “tempo de bônus” a qualquer momento, só para dar aqueles cinco minutinhos a mais. Esses recursos já existiam no app Google Family Link, mas estarão embutidos em todos os aparelhos com Android Q.

Android Q - Controle parental

Mais privacidade e rapidez na atualizações de segurança

O Google diz que o Android Q tem “quase 50 recursos e mudanças novos focados em segurança e privacidade”. Uma delas está nas atualizações de segurança — que são mensais e que deveriam ser distribuídas com frequência e rapidez pelas fabricantes, mas sabemos que o mundo não é tão perfeito assim.

Então, o Google resolveu agilizar as correções mais críticas: no Android Q, certas partes do sistema, como codecs de mídia, controladores de permissões e componentes de rede, serão atualizadas por meio da Play Store, sem depender da boa vontade da fabricante (e sem reiniciar o aparelho!). Infelizmente, isso só estará disponível em aparelhos que vierem com o Android Q de fábrica, não nos que forem atualizados a partir do Android Pie.

Android Q - Permissões de localização

O Android Q também dá uma importância maior para a privacidade. Ele informa quais apps têm utilizado sua localização com frequência e inclui uma nova permissão: um app poderá acessar seu GPS o tempo todo, nunca ou (finalmente!) só quando ele estiver aberto e visível na sua tela. Haverá ainda uma tela que centraliza todas as permissões que você deu — dá para ver rapidamente quais apps têm acesso ao seu calendário, contatos, microfone ou localização, por exemplo.

Live Caption transcreve vídeos, podcasts e mais para pessoas com deficiência auditiva

O Google também focou em acessibilidade: além de anunciar um projeto de reconhecimento de voz e transcrição de ligações, a empresa revelou um recurso chamado “Live Caption” (ou “Legenda ao vivo”). Ele legenda em tempo real qualquer conteúdo reproduzido no celular, como vídeos, podcasts ou até mensagens de voz no WhatsApp, o que será útil especialmente para pessoas com deficiência auditiva — são 466 milhões ao redor do mundo.

Com um único toque, o usuário pode ler a transcrição do que estiver sendo reproduzido no aparelho, em qualquer aplicativo. O Live Caption utiliza aprendizagem de máquina local, ou seja, não exige conexão com a internet para funcionar, e nenhum áudio ou legenda é enviado para servidores externos, de acordo com o Google.

Quando chega e quais aparelhos são compatíveis

Ainda não existe uma data oficial para o lançamento do Android Q; nem mesmo o nome foi revelado (eu voto em Quindim). Mas podemos esperar uma versão final para o terceiro trimestre, caso o Google siga a tradição.

Android Q Beta

E em quais aparelhos a nova versão estará disponível? Isso depende de cada fabricante, mas o beta será distribuído para 23 celulares de 13 fabricantes, e é seguro afirmar que eles também devem receber o Android Q estável. Os aparelhos são os seguintes:

  • Asus Zenfone 5z
  • Essential PH-1
  • Google Pixel, Pixel XL, Pixel 2, Pixel 2 XL, Pixel 3, Pixel 3 XL, Pixel 3a, Pixel 3a XL (claro)
  • Huawei Mate 20 Pro
  • LG G8
  • Nokia 8.1
  • OnePlus 6T
  • Oppo Reno
  • Realme 3 Pro
  • Sony Xperia XZ3
  • Tecno Spark 3 Pro
  • Vivo X27
  • Vivo NEX S
  • Vivo NEX A
  • Xiaomi Mi Mix 3 5G
  • Xiaomi Mi 9

Confira as instruções para testar o Android Q Beta.

Atualizado às 19h29 para incluir o Live Caption.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.