Tecnoblog
Início » Aplicativos e Software » Qual a última versão do WhatsApp para Windows Phone [Suporte]

Qual a última versão do WhatsApp para Windows Phone [Suporte]

Ainda tem Windows Phone? Já sem suporte, confira qual foi a última versão do WhatsApp para aparelhos que usam Windows Phone

O WhatsApp deixou de ter suporte no Windows Phone em 31 de dezembro de 2019. A última versão do WhatsApp disponível para o sistema da Microsoft já não pode mais nem ser baixada da loja. Os usuários que ainda usam o aplicativo após dessa data não recebem os novos recursos do mensageiro. Veja mais detalhes abaixo.

Qual a última versão do WhatsApp para Windows Phone

A última versão foi a 2.18.368.0, de acordo com o site Appx4fun.com.

O aplicativo deixou de ser disponibilizado na Microsoft Store do Windows Phone desde 1º de julho de 2019. O suporte ao WhatsApp para esse sistema, no entanto, durou até o fim do mesmo ano, 31 de dezembro.

Isso inclui todos as versões do sistema móvel da Microsoft, o Windows Phone 8.1 e Windows 10 Mobile. A recomendação do WhatsApp é que os usuários migrem para outro dispositivo para continuar recebendo atualizações, pode ser um Android ou iPhone (iOS).

Se for mudar para algum Android ou iOS, atente-se para não trocar por uma aparelho antigo demais. Isso porque, no início de fevereiro de 2020, a versão 2.3.7 do Android e o iOS 7 também perderam o suporte do aplicativo.

O esperado é que sistemas próximos destes — o Android 4.4 ou iOS 8 — também percam o suporte em um futuro próximo. Então, se é caso de ter um Windows Phone que quer substituir, procure por algum modelo que tenha uma janela maior de versões entre estas que perderam o suporte.

Por que o suporte é importante?

O suporte garante atualizações. Mas, atualizações não servem só para adicionar recursos como novas figurinhas, novos filtros na câmera, novas opções para controle de grupos, etcetera. Atualizações são importantes para manter o aplicativo funcionando adequadamente (sem bugs, interrupções ou travamentos) e, principalmente, para corrigir brechas de segurança que o app possa ter, impedindo ataques ou invasões de usuários maliciosos.

Com informações: WhatsApp.

Colaborou: Felipe Ventura.

Comentários da Comunidade

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação