Início » Celular » Google prepara celulares dobráveis, mas não deve lançá-los tão cedo

Google prepara celulares dobráveis, mas não deve lançá-los tão cedo

Google trabalha em protótipos de telas dobráveis, mas ainda não tem planos para a tecnologia

Por
08/05/2019 às 10h54

A indústria tem mostrado bastante expectativa com os smartphones dobráveis. O Google não está alheio a esse movimento: um executivo confirmou que a empresa vem trabalhando em protótipos do tipo. Mas a própria companhia alerta que a gente não deve esperar por um Pixel dobrável para breve.

google pixel 3 xl

Mario Queiroz, líder de desenvolvimento da linha Pixel, dá a entender que o Google não está com pressa de lançar um smartphone dobrável simplesmente porque esse tipo de dispositivo ainda não tem uma proposta de uso amadurecida.

Para Queiroz, a ideia dos celulares que “se expandem” chama atenção de quem almeja telas maiores, mas esse apelo ainda não é suficiente para estimular o mercado consumidor. No atual estágio, as pessoas até acham a ideia interessante, mas não consideram telas dobráveis uma necessidade.

As aparentes falhas de projeto que fizeram a Samsung adiar o lançamento do Galaxy Fold só reforçam a sensação de que celulares dobráveis ainda são uma tecnologia “crua” que, como tal, ainda não mostrou a que veio.

O executivo declarou que, apesar disso, o Google desenvolve protótipos de telas dobráveis há algum tempo, do mesmo modo que trabalha em outras tecnologias para hardware. Só não há previsão para que esses projetos saiam dos laboratórios da companhia.

Pixel 3a

Pixel 3a

Por ora, a preocupação está em dar mais fôlego à família Pixel com os novos Pixel 3a e Pixel 3a XL. O Google espera que esses lançamentos ajudem a linha a se recuperar das vendas fracas registradas no primeiro trimestre de 2019.

No entendimento de Ruth Porat, diretora financeira da empresa, as vendas baixas da linha Pixel foram, sobretudo, consequência das “recentes pressões no mercado de smartphones premium”.

O Pixel 3a e o Pixel 3a XL são modelos intermediários e, portanto, mais acessíveis. O Google aposta nessa categoria para alavancar as vendas, tanto que a empresa sinalizou durante a recente edição do Google I/O que mais Pixels intermediários serão lançados, provavelmente com regularidade anual.

Com informações: CNET, Android Police.