Início » Brasil » Motoristas da Uber no Brasil fazem manifestação por aumento de tarifas

Motoristas da Uber no Brasil fazem manifestação por aumento de tarifas

Além da Uber, protestos são direcionados a 99, Cabify, Wappa e Lady Driver; motoristas também pedem mais segurança

Victor Hugo Silva Por

Os motoristas de aplicativos como a Uber convocaram para esta quarta-feira (8) paralisações em vários países em protesto por um reajuste no valor das corridas. A manifestação também envolve atos em algumas cidades.

Em São Paulo, por exemplo, os motoristas se reuníram no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade. As reclamações foram direcionadas especialmente à Uber, mas também houve críticas a 99, Cabify, Wappa e Ladydriver.

Motoristas de aplicativos se reúnem no Vale do Anhangabaú (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Motoristas de aplicativos se reuníram no Vale do Anhangabaú (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Os motoristas pedem o aumento no valor das tarifas e a redução das taxas cobradas pelas plataformas, à medida em que custos com combustível, por exemplo, aumentam. Eles também defendem a criação de mecanismos que ofereçam mais segurança àqueles que estão dirigindo.

Segundo o UOL, o grupo pede um reajuste de R$ 2 sobre a tarifa básica paga pelos passageiros da Uber e um aumento no valor do quilômetro rodado. Há, ainda, um pedido de redução de 15% a 20% na taxa cobrada pela plataforma e um cadastro mais rigoroso para passageiros.

A paralisação foi divulgada principalmente em WhatsApp, Telegram e Facebook tanto por grupos organizados, como a Associação dos Motoristas de Aplicativo de São Paulo (Amasp), quanto por motoristas em ação individual.

A categoria propõe que todos desliguem o aplicativo entre 0h e 23h59 desta quarta em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Tocantins, Pernambuco, Espírito Santo e Bahia. No entanto, como nem todos os motoristas participam de associações, é provável que muitos não fiquem sabendo da manifestação.

Manifestação de motoristas brasileiros é direcionada a Uber, 99, Cabify, Wappa e Lady Driver (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Manifestação no Brasil é voltada a Uber, 99, Cabify, Wappa e Lady Driver (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Protesto vem antes de estreia do Uber na bolsa de valores

Este é mais um movimento em protesto às condições de trabalho dos motoristas de aplicativos. Ele ocorre dias antes da abertura de capital da Uber na Bolsa de Valores, prevista para sexta-feira (10).

A empresa espera levantar US$ 10 bilhões com sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), o que a faria atingir o valor de marcado de US$ 84 bilhões. Os motoristas criticam o fato de suas condições de trabalho não melhorarem, ainda que a empresa registre crescimento.

Nos Estados Unidos, motoristas de cidades como Nova York, São Francisco, Los Angeles e Chicago também realizaram manifestações. Assim como no Brasil, a intenção é reivindicar por maiores ganhos com as corridas.

Procurada pelo Tecnoblog, a Uber afirmou que, por se tratar de um movimento descentralizado, ainda não tem um posicionamento sobre a paralisação. Atualizaremos este post caso a companhia volte a se manifestar.

Em São Paulo, motoristas estacionaram carros antes de realizarem caravana (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Em São Paulo, motoristas estacionaram carros antes de realizarem caravana (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Com informações: Folha de S.Paulo, InfoMoney.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

William Pimentel Mendonca Mend

ESTAMOS REVINDICANDO MAIS SEGURANÇA E REAJUSTE NAS TAXAS, POR QUE NÃO! VCS QUE USAM O APLICATIVO, NÃO SABEM OS RISCOS QUE CORREMOS AO LEVAR E BUSCAR PASSAGEIROS EM CASA.TEMOS CUSTO COM MANUTENÇÃO, COMBUSTÍVEL EM ENTRE OUTRAS. NÃO E FÁCIL. VCS DEVERIAM NOS APOIAR E NÃO CRITICAR!!!

Guilherme

O problema aqui é que não dá pra gente achar que as cidades comportam um crescimento constante de pessoas dirigindo para Uber, 99 e afins. É dever do poder público regulamentar, no mínimo, a quantidade máxima de carros de aluguel circulando, já que isso afeta o sistema de transporte como um todo.

™™

Se você fizer isso você está usando o estado pra limitar outras pessoas que moram na área e aceitariam fazer o serviço por um valor menor, dessa forma o consumidor final pagaria mais porque atingiu o limite de motoristas e ai os preços poderiam subir, já que não teria concorrência mais porque já atingiu o teto.

Se o preço está baixo então o limite será natural, pelo próprio indivíduo que não se submeterá a um preço baixo, não precisa o estado ( ou a empresa ) colocar limite pra outras pessoas não entrarem, imagina se começarem a fazer isso com todos os serviços? todos os setores com livre concorrência e várias empresas? teríamos preços "baixos" em tudo, mas sempre alguém de determinada categoria quer se proteger de alguma forma, através de pressão e etc.. Mas ainda bem que essa mentalidade está mudando aos poucos.

™™

Complementando, é exatamente pelo fato de ninguém ser bom samaritano que a balança tem que ser invertida, um exemplo a profissão de médico, você acha que hospitais particulares - ou públicos - pagam um bom salário aos médicos pq são bonzinhos? É porque tem pouca mão de obra neste caso. Então bora aumentar a demanda por mão de obra abrindo mais o mercado, e desregulamentando mais e mais, quem quiser se manifestar, tudo bem.

™™

Eu entendo seu ponto de vista e concordo com ele, mas provavelmente a empresa não vai querer mexer em nada porque tem muita demanda ( desempregados ), então te digo, o que é melhor? Abrir bem o mercado pra outras empresas de aplicativos pequenas entrarem ( na minha cidade já tem uma local bom bastante clientes), ou regular pra ficar apenas 2 ou 3 empresas e nenhuma mais conseguir se estabelecer?

Eu entendo que todos nós queremos boas condições e um bom salário, mas o começo é assim, tem que ir melhorando as coisas aos poucos, já pensaram o que seria caso o congresso tivesse aprovado uma lei que proibisse aplicativos pra "proteger os taxistas"? A manifestação é legítima, é direito constitucional, mas não significa que será acatado.

Mais aplicativos, e mais livre mercado em todos os ramos vai trazer mais concorrência por mão de obra - que não é uma coisa infinita - mas tudo é aos poucos, tem um vídeo bom explicando meu ponto de vista, quem se interessar assista:

https://www.youtube.com/wat...

K. Alice

não é essa a questão, desde q os apps chegaram no Brasil eles nunca reajustaram o preço, o custo de vida todo sobe, não é só a gasolina.

Diego F. Duarte

E o tal q eu sempre falo: No papel e tudo bonito, mas na vida real e bem diferente. A galera teima em nao entender isso

MeninãoBOBO

Eles estão reclamando dos aplicativos, mas esquecem que o aplicativo é o parceiro facilitador do negócio, se querem ganhar mais, basta agregar valor ao serviço prestado. Oferece outros serviços para os passageiros, começa a vender água, wifi e por ai vai.

MeninãoBOBO

Os motoristas precisam entender que não são funcionários dos aplicativos e fazendo isso só os motoristas que não estão parados vão ganhar. Se os aplicativos fizerem algo estarão assumindo que essas pessoas são funcionários e juridicamente é péssimo. Resumindo os aplicativos vão ignorar e vida que segue.

Danillo Nunes

Eles não estão pedindo por regulamentação, então você enxerga que os pedidos deles só podem ser atendidos por regulamentação (because of reasons). Ou seja, não tem como ganhar, qualquer coisa que eles fizerem está errado.

Jhon

Concordo que não é emprego, mas acho que não tem problema protestar também. A Uber acata se achar interessante, o motorista continua no app se achar interessante, liberdade de escolha pros dois então sem problemas em algo assim.

Rafael Moreira

É mais barata, porém na Uber aparece mais corrida para o motorista devido a popularidade, afinal foi a primeira a chegar no Brasil. Neste caso acaba tendo um empate no final das contas. Aqui em Vitoria ES o lucro maior dos motoristas é na Uber.

Diego

Demanda eu não sei, mas a 99 e mais barata.

Diego

Basicamente querem transformar o Uber em taxi

Diego F. Duarte

o lance e q tem maluco q acredita q livre mercado e a empresa poder fazer TUDO, e vc nao pode sequer levantar a sugestao de negociar.

Tem maluco p td nesse pais, o problema é q eles sao maioria

Exibir mais comentários