Início » Aplicativos e Software » Google Chrome permitirá bloquear rastreamento de anúncios entre sites

Google Chrome permitirá bloquear rastreamento de anúncios entre sites

Google também planeja limitar técnica de fingerprinting, que pode rastrear pessoa mesmo sem a utilização de cookies

Por
08/05/2019 às 12h32

Sabe quando você acessa a página de algum produto e, de repente, todos os sites começam a exibir as mesmas propagandas? Isso é feito por meio do rastreamento de cookies entre sites. O Safari já ganhou um recurso para bloquear essa técnica, assim como o Firefox. O Google anunciou nesta terça-feira (7) que o Chrome também entrará nesse grupo.

Cookies entre sites deverão ser identificados (Foto: web.dev)

Cookies entre sites deverão ser identificados

O Google informa que o Chrome receberá uma atualização para “fornecer aos usuários mais transparência sobre como os sites estão utilizando cookies, bem como controles mais simples para cookies entre sites”. No blog para anunciantes, a empresa revela que a intenção por trás é “proteger melhor a privacidade e a escolha do usuário na web”.

O recurso será baseado em um padrão web, o atributo SameSite, que permite aos desenvolvedores informarem ao navegador quais cookies funcionam entre sites (e, portanto, servem para rastrear usuários na web). Para evitar abusos, no futuro, o Chrome só deixará que um cookie seja acessado em outro site caso esse mecanismo seja utilizado.

Como os sites serão obrigados a declarar explicitamente quais cookies funcionam entre sites, isso permitirá que os usuários limpem ou bloqueiem apenas esse tipo de cookie — dessa forma, os cookies utilizados somente para manter um usuário logado ou gravar preferências em um site, por exemplo, ficarão imunes.

Impressão digital

Além de limitar os cookies entre sites, o Chrome ganhará proteção contra fingerprinting, isto é, quando você é rastreado pela web mesmo quando bloqueia os cookies. Essa técnica funciona por meio da análise e combinação de várias características que podem identificar um usuário único. Ao saber qual é a versão do navegador, qual o sistema operacional, quais fontes estão instaladas, entre outros dados que podem ser obtidos, os sites conseguem traçar um perfil de uma pessoa.

Tudo isso parece contraditório para uma empresa cuja principal fonte de receita vem da publicidade, mas a ideia é evitar soluções mais bruscas. “Quando você limpa todos os cookies, você sai de todos os sites e suas preferências online são redefinidas. Por causa disso, soluções agressivas que bloqueiam todos os cookies podem degradar significativamente a experiência web simples que você conhece hoje, enquanto as abordagens baseadas em heurística — quando um navegador adivinha o propósito de um cookie — tornam a web imprevisível para desenvolvedores”, diz o Google.

As melhorias de privacidade no Google Chrome deverão ser lançadas até o final do ano. Os desenvolvedores web precisarão se adaptar até lá; eis uma explicação sobre o atributo SameSite.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.