Início » Antivírus e Segurança » Por que você não deveria baixar torrents de Game of Thrones

Por que você não deveria baixar torrents de Game of Thrones

Para começar, porque é ilegal e, depois, porque torrents de séries são fortes vetores de malware no mundo todo

Por
15 semanas atrás

Para começar, é ilegal — violar direitos autorais, segundo o Art. 184 do Código Penal, pode lhe garantir uma pena de três meses a quatro anos de prisão e multa, dependendo da gravidade, alcance e uso para obtenção de lucro. Depois, porque o download de torrents de séries mundialmente famosas, como Game of Thrones e The Walking Dead, é um dos grandes vetores de infecção por malware de todos os tipos.

É certo que assistir às suas séries favoritas sem fazer nenhum esforço (exceto pagar pela mensalidade) em serviços de streaming é a melhor opção. Porém, mesmo com a oferta de meios legítimos, outros fatores empurram usuários para a pirataria.

Game of Thrones

Nem sempre a adoção de medidas ilegais com audiovisual é por fuga dos valores mensais cobrados pelo stream. Às vezes, a plataforma apresenta má qualidade, como o caso do HBO Go com falhas de transmissão — possivelmente devido à demanda —  ou os episódios ainda não estão disponíveis na região e no idioma do usuário.

Do ponto de vista legal, sites de torrent estão em uma zona cinza. A tecnologia do protocolo BitTorrent não é ilegal e pode ser usada para diversos fins, que não a pirataria. Sendo assim, as plataformas empurram para o usuário a responsabilidade sobre o que compartilham. No meio desse cabo de guerra, os arquivos mais populares e desejados se tornaram o ambiente perfeito para a propagação de códigos maliciosos.

A grande questão é que, para um usuário iniciado, desviar de malware é algo corriqueiro. Mas, para quem está se aventurando em sites de torrent sem experiência e/ou sem um antivírus razoável, os riscos de uma bela dor de cabeça são reais.

As séries mais perigosas para baixar

De acordo com especialistas, os usuários de torrents mais fáceis de enganar são aqueles que buscam por programas para computador: basta um arquivo executável escondido e pronto. Mas, sem dúvida, a turma do malware já percebeu que as séries de televisão arrastam multidões e que muita gente não toma nenhum cuidado.

Usando dados dos sites IMDB e Rotten Tomatoes, foram selecionadas 31 séries de TV para extrair estatísticas anônimas na nuvem de usuários Kaspersky Security Network (KSN). De longe, entre os arquivos de vídeo infectados, GoT era a série mais popular.

series-perigosas-torrent

O número total de usuários que encontrou um malware relacionado a um programa de TV em 2018 é de 126.340 no mundo todo — um terço menos do que em 2017. Os ataques do tipo registraram um decréscimo de 22%, é verdade, mas estão longe de terminar.

GoT foi responsável por 17% de todo o conteúdo pirata que tentou infectar usuários da companhia em 2018, com 20.934 usuários atacados. Em dois anos, foram detectados 33 tipos e 505 famílias de ameaças escondidas atrás do título “Game of Thrones”.

As séries de TV mais usadas em ataques (Kaspersky)

  1. Game of Thrones
  2. The Walking Dead
  3. Arrow
  4. Suits
  5. Vikings
  6. The Big Bang Theory
  7. Supernatural
  8. Grey’s Anatomy
  9. This is US
  10. The Good Doctor
  11. Stranger Things
  12. Homeland
  13. House of Cards
  14. American Horror Story
  15. Westworld

Em segundo lugar — por quantidade de vítimas e por número de ataques — está The Walking Dead. Arrow, em terceiro, foi responsável por dois terços do número de telespectadores infectados, mas somou menos de um terço em termos das invasões.

Note que esses números — mesmo grandes — são limitados aos usuários Kaspersky. O volume total, incluindo usuários de outros antivírus (e/ou não usuários), é incalculável.

As séries mais pirateadas de 2018

Outro agravo é de que os dados são de 2018. No ano passado, não houve lançamento de uma nova temporada de Game of Thrones e, de acordo com o Torrentfreak, a série mais pirateada foi The Walking Dead, seguida por The Flash e The Big Bang Theory.

the-walking-dead

As séries mais pirateadas de 2018 (Torrentfreak)

  1. The Walking Dead
  2. The Flash
  3. The Big Bang Theory
  4. Vikings
  5. Titans
  6. Arrow
  7. Supernatural
  8. Westworld
  9. DC’s Legends of Tomorrow
  10. Suits

Como um malware se esconde na sua série favorita?

É comum que o malware finja ser o primeiro ou último episódio da temporada. O levantamento da empresa de segurança russa aponta que o primeiro episódio da primeira temporada, “Winter is Coming”, é líder absoluto em ataques.

O mais provável (17% dos casos) é encontrar algum tipo de trojan. As estatísticas sugerem que o mais popular é trojan WinLNK, capaz de baixar outro malware. Um trojan pode causar muitos danos, desde o roubo de informações até o controle do sistema.

A família de trojans que finge ser um título de Game of Thrones que mais atacou os usuários geralmente se parece com um atalho para o arquivo. Outros presentes de grego que podem aparecer são adware (anúncios indesejados) ou downloaders.

O cenário é:

O usuário faz o download de um arquivo torrent ou recebe um arquivo com um atalho por e-mail. À primeira vista, o pacote contém uma cópia do episódio. Mas, além do atalho, o arquivo também traz uma pasta oculta com o atributo “system” ativado, invisível mesmo se o Windows Explorer estiver configurado para exibir arquivos ocultos.

Ao clicar no atalho na esperança de assistir ao vídeo, o usuário iniciará o script e pronto. Para saber mais detalhes sobre o AutoIt script e execução de backdoor, veja o relatório.

Como saber se baixei algum malware?

A melhor maneira de evitar um malware que vai zombiezar o seu PC é usar fontes legítimas de conteúdo. Se você já baixou alguma coisa, aprenda a diferenciar o que é um conteúdo autêntico ou, pelo contrário, uma armadilha que vai te dar dor de cabeça.

1. Verifique o tamanho do arquivo
Um episódio com qualidade de vídeo decente ocupa vários gigabytes, não é pequeno.

2. Não confie em downloaders
Ignore arquivos de links com a extensão .lnk ou outras intermediárias que ofereçam download de conteúdo em formato de vídeo, e nunca terá uma extensão .exe ou .msi.

Muitas vezes renomeia-se os arquivos para confundir as pessoas: Walking.Dead.S06E04.FASTSUB.VOSTFR.HDTV.XviD-ZT.avi.exe.

3. Observe se as URLs não contêm erros
Cópias de páginas mal-intencionadas com endereços ligeiramente diferentes dos originais por apenas um ou dois caracteres podem dedurar páginas falsas.

4. Cuidado com vazamentos de episódios
Vez ou outra, vaza um episódio de série. Não clique em links suspeitos prometendo estreia exclusiva dos últimos episódios; consulte a programação do programação oficial.

5. Use uma solução de segurança
Ter um comportamento de risco implica em tomar cuidados. Se não estiver disposto a pagar, há serviços de antivírus gratuitos que podem ajudá-lo a evitar problemas.

Uma última dica a usuários iniciantes de torrent em geral: procure os comentários sobre os arquivos. Se os comentários não estiverem relacionados ao conteúdo ou apontarem para questões de segurança, pode haver algo errado.

*Com informações: Blog Kaspersky, Securelist e Torrentfreak

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.