Início » Negócios » Amazon troca humanos por máquinas que empacotam pedidos

Amazon troca humanos por máquinas que empacotam pedidos

Máquina CartonWrap escaneia itens na esteira para inseri-los em caixas de papelão até cinco vezes mais rápido que um humano

Felipe Ventura Por

A Amazon está substituindo funcionários por máquinas para empacotar pedidos: a tecnologia escaneia itens de uma esteira e os insere em caixas de papelão automaticamente, a uma velocidade até cinco vezes maior que de um humano. A ideia é aumentar a eficiência e reduzir custos, requalificando alguns dos empregados para trabalhos mais técnicos.

As máquinas empacotadoras se chamam CartonWrap e são feitas pela empresa italiana CMC. Elas têm capacidade para 600 a 700 pedidos por hora, ou até cinco vezes a taxa de um empacotador humano. Segundo a Reuters, a Amazon vem testando essa tecnologia há alguns anos em armazéns nos EUA e na Europa.

As máquinas não substituem totalmente os humanos: um funcionário coloca os pedidos em uma correia transportadora, e a CartonWrap monta a caixa de papelão ao redor dos itens, fecha as abas com cola quente, e aplica o rótulo de identificação. É preciso ter alguém para inserir papelão e cola na empacotadora, e um técnico para resolver eventuais falhas.

A Amazon estaria planejando colocar duas unidades da CartonWrap em 55 armazéns nos EUA, substituindo até 1.300 funcionários. Cada unidade dessa máquina empacotadora custa US$ 1 milhão, segundo as fontes da Reuters.

Foto por Christoph Scholz/Flickr

Amazon planeja remanejar alguns funcionários

O que acontecerá com as pessoas que forem substituídas por máquinas empacotadoras? A ideia da Amazon é uma espécie de "seleção natural": ela não pretende demitir funcionários porque eles normalmente deixam o emprego por conta própria depois de algum tempo, já que embalar vários pedidos por minuto ao longo de 10 horas é bem cansativo. A empresa deixaria de repor essas vagas, e treinaria os empregados restantes para assumir cargos mais técnicos.

"Estamos testando essa nova tecnologia com o objetivo de aumentar a segurança, acelerar os prazos de entrega e adicionar eficiência em toda a nossa rede", diz a Amazon em comunicado. "Esperamos que a economia de eficiência seja reinvestida em novos serviços para os clientes, onde novos empregos continuarão a ser criados."

A Amazon não é a única empresa que usa a CartonWrap: o Walmart adotou essa máquina empacotadora há mais de 3 anos em vários locais dos EUA, assim como a gigante do e-commerce chinês JD.com e a americana Shutterfly, que vende álbuns de fotos.

O objetivo da Amazon é automatizar ainda mais o empacotamento. Ela vem testando a tecnologia de empresas como a Soft Robotics, que fornece mãos robóticas para manipular itens delicados sem quebrá-los — e sem depender de humanos.

No entanto, um executivo da Amazon diz à Reuters que a tecnologia ainda não está pronta para a automação total: deve demorar ao menos 10 anos até que uma máquina consiga processar completamente um pedido dentro de um armazém.

Vídeo demonstra solução Superpick da Soft Robotics:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Dayman Novaes

É só você continuar extrapolando os exemplos que vai entender melhor como a economia gira. O dinheiro que sai de uma mão e vai pra outra, sempre continua girando e estimulando algum outro setor de alguma forma.

Só pra tentar ilustrar um pouco: barateamento de entrega causa uma maior oferta (se é mais barato entregar, mais pessoas conseguem comprar e consigo entregar mais). Uma maior oferta de entregas, em grande escala, gera pressão (mercadológica) por mais produção de estradas, ferrovias, carros, caminhões, caminhoneiros... Tudo isso precisa de pessoas para ser construído.

Ainda no seu exemplo de alimentos: quando se aumenta a produção de alimentos, os alimentos ficam mais baratos, e pessoas podem se alimentar mais, com a mesma quantidade de trabalho.

Extrapolando mais: a automação desses exemplos que citei aí pra cima (rodovias, carros, etc), também causa um barateamento e, portanto, barateamento do frete. Quando o frete fica mais barato, os alimentos ficam ainda mais baratos, permitindo que pessoas possam comprar ainda mais, trabalhando menos.

Pensa só: hoje a produção de alimentos está tão barata, que é praticamente impossível morrer de fome quando se vive em centros urbanos, até mesmo para moradores de rua. A automatização na produção de eletrodomésticos fez com que eles se tornassem tão baratos, que até os mais pobres, na favela, têm fogão, geladeira e televisão. A produção de eletricidade e água ficou tão barata, que até os mais pobres, têm energia elétrica e água encanada.

Claro que ainda há muita desigualdade (principalmente causada por políticas monetárias governamentais), mas percebe que a automatização, a longo prazo. só trás benefícios para a humanidade?

Marco Antonio

consigo enxergar que o barateamento na produção aumenta a demanda de entregas, porém quando ambas, a produção e entrega, forem automatizados? onde vai gerar mais empregos?

entendo também que pessoas evoluem e estamos caminhando para um mundo com menos esforço físico e mais produtividade, nos resta saber onde esses embaladores vão trabalhar até la.

Quando eles trabalham, pagam impostos, compram produtos e a economia gira.

quando se diminui custos para aumentar lucro onde esse dinheiro gira para ajudar a economia de base? (me desculpe a ignorância)

Dayman Novaes

Porque o barateamento da produção de alimentos gera mais empregos, mas o barateamento na produção de entrega de produtos não gera mais empregos?

Para mim, a lógica de mercado é a mesma em todos os mercados. Porque um seria diferente do outro?

Rod

"Quem com ferro fere, com ferro será ferido"

Rod

Pq acha que a Amazon tá quebrando um monte de rede de varejo nos EUA?

Rod

Vai lá empacotar então.

Felipe Costa Gualberto

Bora destruir todas as máquinas de todas as fábricas e fazer os trabalhos manualmente e gerar pleno emprego.

Baio-kun

ainda não é isso, mas é quase. Até onde sei as prateleiras do estoque da Amazon são movidas por drones, que levam as prateleiras até o funcionario pro mesmo pegar o produto, ao invés de ser ao contrário.

Baio-kun

Você não devia perder teu tempo discutindo com alguém que não entende o básico de economia. Provavelmente é o tipo de pessoa que apoia a obrigatoriedade de ônibus ter cobrador ou edificios públicos precisarem de ascensoristas nos elevadores.

Keaton

Produtos mais barato? ONDE?

O que o pessoal diminui na entrega, as empresas que fabricam adicionam 3x em custo. :I

João

Não leu o post? Empacotar pacotes era tão cansativo e repetitivo que os funcionários se demitiam sozinhos, agora não irão contratar mais e redistribuir os funcionários restantes p/ outras tarefas.

João

O próximo são os motoristas e entregadores. E isso é bom. Muito erro humano, chega a dar sono.

Marlon Mattos

Só pode

Lucas Santos

Exceto alimentos e combustíveis.

Lord Cheetos

Se diminuir o consumo vai diminuir o lucro, logo a Amazon iria reverter para os humanos.
Se ocorrer das pessoas serem demitidas elas vão para outros empregos, o estado só tem que fazer uma coisa:

Não atrapalhar.

Exibir mais comentários