Início » Telecomunicações » Elon Musk mostra primeiros 60 satélites da rede Starlink de internet

Elon Musk mostra primeiros 60 satélites da rede Starlink de internet

Estes serão os 60 primeiros de mais de 4 mil satélites que formarão a rede Starlink

Emerson Alecrim Por

O plano de Elon Musk de criar a Starlink, rede global de satélites que promete levar internet banda larga a várias partes do mundo, está um pouco mais próximo da realidade: no último domingo (12), o empresário divulgou imagens dos primeiros 60 satélites do projeto sendo preparados para o lançamento.

Space X

Há pouco mais de um ano que a SpaceX obteve autorização da FCC (sigla em inglês para Comissão Federal de Comunicações, órgão americano equivalente à Anatel no Brasil) para implementar uma rede com 4.425 satélites de órbita baixa e criar um serviço de acesso à internet global, rápido e com baixa latência (em torno de 25 ms, bem abaixo da média de 600 ms dos satélites convencionais).

Musk liberou as imagens para dizer que o primeiro grupo de satélites tem lançamento previsto para esta semana — provavelmente, para esta quarta-feira (15). As expectativas são grandes, mas o próprio empresário alerta que, por este ser o primeiro lançamento oficial para a rede Starlink (dois satélites foram lançados no início de 2018, mas apenas para testes), não são pequenas as chances de a missão ter problemas.

 Satélites no foguete Falcon

Uma das fotos mostra os 60 satélites posicionados em um compartimento na parte superior de um foguete Falcon 9, da SpaceX. Para dar uma noção um pouco mais precisa das dimensões do equipamento, Musk também publicou uma imagem do Tesla Roadster que, no ano passado, foi lançado ao espaço em um foguete similar (Falcon Heavy).

A foto mostra que os satélites, todos com formato achatado, foram empilhados de modo bem organizado dentro do compartimento. Só não ficou claro ainda como eles serão desacoplados no espaço: Elon Musk só adiantou que não haverá nenhum mecanismo dispensador. Detalhes técnicos deverão ser liberados no dia de lançamento.

Sabe-se, pelas palavras do próprio Musk, que mais seis lançamentos com 60 satélites também estão previstos, embora as suas respectivas datas não tenham sido divulgadas. A ideia é criar uma rede com cobertura mínima; outros seis lançamentos serão necessários para obtenção de uma cobertura mediana.

Se os planos funcionarem, os 4.425 satélites formarão apenas a primeira fase da rede Starlink. Para a segunda, a SpaceX pretende colocar aproximadamente 7.500 satélites adicionais em órbita. A intenção é estrear o serviço de acesso à internet em 2020.

Com informações: Business Insider.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Edps #NãoVoteiNoBozo(Nem PT)

mas de onde vc tirou dessa cabecinha que ser de esquerda é sinônimo de burrice?
mas a internet é tão perigosa quanto boa, pois o povo pode aprender as coisas certas ou erradas, e serem manipuladas como foi seu caso.

Comentário Mil Grau℗

Enquanto o meu bairro ainda está começando a ser instalado com internets de fibra optica de pequenos provedores, os caras lá dos States já estão com internet via satélite com ping mais baixo que a minha atual ADSL porca da Morto Vivo.

Alexandre Salau

Estão em órbita baixa, vão decair em poucos anos e queimar na reentrada.

Macedo

sabe que o lance de fake news é usado pesadamente há mais de década pelo partido que perdeu a eleição dessa vez né? como disse o rapaz aí, corrupção e jogo sujo não é exclusividade de um lado político apenas....

agora, sobre a quantidade de informação vs alinhamento direita x esquerda, do meu meio, a esmagadora maioria do pessoal que sabe fazer conta que conheço é de direita (>90%), e até hoje nunca encontrei ninguém de esquerda que consiga mostrar que a conta para de pé... (e olha que sou pró apoio social como função do governo)

Baio-kun
Há pouco mais de um ano que a SpaceX obteve autorização da FCC


Até porque a soberania do FCC se estende até o espaço...

Baio-kun

Mas a latência é maior já que os satélites tem que ficar em uma órbita maior.

Paquito78

Já pensou se ele tivesse mais internet? Santo Deus...Einstein! Ah, não. Esqueci que Einstein era de esquerda...

Paquito78

Não pega pesado. O rapazinho mal sabe escrever...

Paquito78

Eu também!! Impressionante. Idade mental/ cognitiva similar ao dos ídolos.

😁😁

Wagner Albuquerque Filho

kkkkkkk acertei em cheio mimimimimimi

Uriel Dos Santos Souza

Um dos donos da OneWEB já tem outra empresa que faz isso.
Então agora tem outra empresa para o mesmo serviço, mas bem mais barato e com maior cobertura.

Jadir Gomes da Silva

ideologia e brasil não sei não viu. Um gringo fez a Independência, em MG temos o Tiradentes que foi preso e condenado e era retratado como jesus Cristo de barba e cabelo longo só a alguns anos a PMMG retirou a barba do Tiradentes em seus uniformes . Opa a PMMG usa a imagem de um condenado na farda ? . brasil a historia aqui é digamos, completamente mal contada. Nem tem como saber quem é o bandido ou que é o mocinho. Ideal de uma historia mal contada é muito subjetivo

Jadir Gomes da Silva

pelo que vejo estamos novamente na corrida espacial inventada pelo sputnik. As empresas viram que explorar faixa de satélite é algo muito lucrativo em um futuro próximo , não importa seu país ou operadora o satélite é deles. Imagina se uma google da vida cria uma joint venture com facebook e satélite com internet FACEBOOGLE olha a conpiração kkkkk

Jadir Gomes da Silva

pelo que li a ideia é lançar 2.000 satélites .

Segundo Greg Wyler, presidente executivo da OneWeb, a empresa pretende
lançar à órbita quase 2 mil satélites, mas afirma que 600 deles serão
suficientes nesta primeira fase de projeto. Entre os investidores da
empreitada, estão nomes de peso como Virgin Group, SoftBank, Airbus, Qualcomm
e Coca-Cola. A OneWeb tem contratos assinados com a Roscosmos e a
Arianespace para 21 lançamentos comerciais de 672 satélites usando os
foguetes Soyuz, com quase US$ 1 bilhão envolvidos

Jadir Gomes da Silva

endereço mac , assim como placa wi-fi tem mac o modem com antena possui um tipo um mac ID de rede único com criptografia que até então não tem como mudar é único. talvez com aum aumento significativo de usuários, seja quebrado como o WEP / WPA / WPA2 + WPS / WPA2

Exibir mais comentários