Início » Legislação » São Francisco proíbe uso de reconhecimento facial pelo governo

São Francisco proíbe uso de reconhecimento facial pelo governo

A partir de agora, órgãos públicos de São Francisco precisarão de aprovação para comprar equipamentos de vigilância

Victor Hugo Silva Por

As tecnologias de reconhecimento facial têm sido centro de discussões em diversas cidades do mundo. Em São Franscisco, por exemplo, o uso dessas ferramentas por agências de governo foi proibido nesta quarta-feira (15).

Por 8 votos a 1, a Câmara de Supervisores da cidade, semelhante à Câmara de Vereadores, aprovou o Decreto para Deter a Vigilância Secreta. A medida entra em vigor em um mês e determina que órgãos públicos precisam de aprovação para comprar novos equipamentos de vigilância.

São Francisco proíbe uso de reconhecimento facial pelo governo (Foto via Pixabay)

As empresas privadas não são afetadas pelo decreto e os órgãos públicos ainda poderão usar câmeras comuns e leitores de placas de carros. A medida foi bastante defendida por Aaron Peskin, um dos 11 supervisores de São Francisco.

Antes de dar seu voto, Peskin afirmou que não se tratava de uma política anti-tecnologia e, sim, de “um decreto sobre ter responsabilidade em torno da tecnologia de vigilância”.

“Isso é realmente sobre dizer que podemos ter segurança sem ser um estado de segurança. Podemos ter bom policiamento sem ser um estado policial”, afirmou. “Parte disso é construir confiança com a comunidade”.

A supervisora Catherine Stefani foi voto vencido em relação ao decreto. Ela considera a medida “muito bem-intencionada”, mas afirmou estar preocupada com a possibilidade de impedir autoridades locais de usarem ferramentas que ajudem a solucionar crimes. “Ainda não estou convencida e ainda tenho muitas questões pendentes”, afirmou.

São Francisco foi a primeira cidade nos Estados Unidos a banir completamente o uso de ferramentas de reconhecimento facial. A decisão vai no sentido oposto ao de cidades como o Rio de Janeiro, que planeja implantar mais câmeras após testes realizados no Carnaval.

O governador Wilson Witzel (PSC-RJ) afirmou que o número subiria de 34 para 140 até julho. Porém, ainda há questões em aberto, como as despesas do sistema, que não trouxe custos ao governo durante as festividades.

Com informações: TechCrunch, The Verge, San Francisco Chronicle.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton

Eu conheço a declaração dos direitos humanos (não me recordo 100%, entretanto). A teoria é linda. Mas não é seguida nem no brasil. (claro, se tu fechar o olho para certos grupos, tá sendo seguida a risca...)

Que fique claro, eu não sou contra a DECLARAÇÃO/TEORIA, sou contra o GRUPO e como eles parecem aplicar os termos da declaração.

Todos devem ser protegidos. Menos os cidadões de bem... afinal, quem mete bala neles não pode ser condenado a pena capital porque ele é um pobre coitado... ai vem o estado e solta ele por bom comportamento e/ou não ter vaga na colonia de férias qie ele voluntariamente escolheu passar os dias... Depois que sai da cadeia e mata mais dois. e de novo, a história repete. Sai por bom comportamento. E claro. a vida dele vale muito mais que a dos que ele tirou a vida.

Todos tem direito a vida digna. Menos os pobres. Direito humano nenhum vem ajudar. Temos uma boa quantidade de pessoas vivendo em lixões... tirando seu sustento e alimentos de lá. Como isso pode ser considerado vida minimamente digna? O governo tinha de fazer algo? Tinha. Direitos humanos se importa com essas pessoas? Não. Não pressiona governo a fazer nadinha de nada. Mas ai se tiver 5 numa cela que cabem 4....

Temos direito à educação, saude e trabalho decente. Menos o cidadão de bem. O que o governo faz? Sucateia as escolas, rouba a saúde e desemprega 20-25% das pessoas... direitos humanos faz algo? Não. Agora, socorrer presidiário... ai sim. Tá lá direitos humanos.

Enquanto os direitos humanos não passarem a pressionar os governos para resolver ao menos esses problemas, não tem como não considerar uma utopia.

Pergunta honesta: quanto vale a tua vida? Se alguém te matasse (ou teu filho/a... ou mesmo qualquer outra pessoa) por motivo torpe? Quanto tempo essa pessoa deviria passar na cadeia? 6 anos? Com bom comportamento, tá na rua em 1.5 anos. É uma pena justa? Eu não acho.

Keaton

Direitos iguais para todos os seres humanos.

Ok, eu concordo com a teoria, essa teoria tem uma falha. As pessoas nascem iguais, mas não continuam iguais. No momento que alguém comete um estupro/assassinato(a não ser em legitima defesa), esse alguém deixa de ser considerável como um ser humano.

Meu problema é o seguinte.... vejo os direitos humanos fazerem horrores para melhorar a vida de presos (que, geralmente, estão lá por algum motivo tipo violar a lei de alguma forma). E para melhorar a vida do cidadão honesto e decente? Ah ele que se ferre, né.... Ele pode trabalhar honestamente até vir um desses cretinos e meter uma bala na cabeça dele. (até sem motivo tá acontecendo: porque o celular tinha proteção, para não permitir que seja denunciado, pra simular latrocinio [que por algum motivo parecia ter pena menor que homicidio

Jedielson Almeida

"São Francisco foi a primeira cidade nos Estados Unidos a banir
completamente o uso de ferramentas de reconhecimento facial. A decisão
vai no sentido oposto ao de cidades como o
após testes realizados no Carnaval."

puta abismo comparar as duas cidades hahaha

Keaton

Esses dias mesmo deu uma noticia dessas... cara confessou que matou a ex esposa a facadas e vai responder em liberdade por ser réu primário, ter residencia fixa e emprego...

Keaton

Eu sou dos que pensam "direitos humanos para humanos direitos"....

Enquanto os direitos humanos não forem dar apoio a TODAS (ou a grande maioria) das vitimas desses marginais que param/vão parar na cadeia... eu não apoiarei esses hipocritas.

Meh, bandido tem de se foder mesmo. Esses individuos não estariam em cadeias superlotadas se fossem inocentes. (a salvo poucos casos)

Andrei

if (isBlack || communist) { echo "Go Get Him Cop!" }

Keaton

Do que adianta encontrar se a justiça e os direitos humanos mandam soltar? hahaha

falando sério.... o Brasil ainda tem algumas décadas ou séculos pra conseguir virar pais de gente nesse assunto...

João

Não vai ter como fugir dessa tecnologia, chuto que isso estará em todo lugar em poucos anos, não vai ter legislação que pare.

Jairo ☠️

Sim concordo , complexo e ético , considero imprescindível em aeroportos , rodoviárias , estações de trens , pedágios , afim de dificultar fuga.

uB.

Tb considero q pode ser bem útil, mas o problema é ser operado por humanos... o segurança n resistirá ao poder e vai querer saber por onde sua namorada anda.

Com certeza mas aí que está o perigo. É um tema bem complicado..

Jairo ☠️

Se corretamente utilizado considero uma boa ferramenta de auxílio ao combate ao crime .