Início » Computador » O que é Arduino? [um guia básico de como começar]

O que é Arduino? [um guia básico de como começar]

Descubra o que é Arduino, entenda os princípio básicos da plataforma de aprendizado e saiba como começar a criar seus projetos

Por
16/05/2019 às 14h57

O Arduíno é pequena plataforma para entusiastas, menos intuitiva e simples do que o Raspberry Pi, mais voltada para leigos, mas extremamente versátil e fácil de usar. Uma poderosa ferramenta para ensinar o básico de programação, lógica e desenvolvimento.

tikishadubin / Arduino / Pixabay / o que é arduino

O que é Arduino?

O termo que melhor descreve o Arduino é “plataforma de aprendizado”. É um dispositivo composto por placa, micro-controlador ATmega328, usado em sistemas autônomos e soluções simples (possui uma frequência de apenas 20 MHz, mas para o que se propõe a fazer é mais do que suficiente) e conexões de entrada e saída, permitindo que seja conectado a computadores, displays e outras interfaces.

O Arduino foi criado em 2005, como um dispositivo simples, barato e fácil de ser programado, que aceita uma grande quantidade de periféricos e sensores, viabilizando projetos dos seus usuários, dos mais diversos tipos. Isso porque o Arduino inaugurou o conceiro de hardware livre e todos os seus projetos são de código aberto.

 Como o Arduino funciona?

O Arduino não é como o Raspberry Pi, que pode ser usado como um computador. A função do Arduino é principalmente interagir com outros componentes eletrônicos como sensores, LEDs, relés e outros, que podem ser ligados a uma breadboard ou protoboard (conhecidas também como placa de ensaio ou matriz de contato).

Arduino / o que é Arduino

Se você não tem muito conhecimento, pode utilizar uma interface gráfica como a Arduino IDE, voltada para pessoas menos experientes em programação, seguindo tutoriais que explicam o básico. A interface não é nenhum sistema operacional, mas um compilador que facilita o trabalho de escrever o código. Agora, se você possui conhecimento intermediário, pode se arriscar em projetos mais elaborados.

O que dá para fazer?

Muita coisa, desde que você possua tanto os componentes necessários, quanto disposição para arregaçar as mangas e escrever o código. Você pode criar soluções que facilitam a sua vida e de outros ao seu redor como, por exemplo, automatizando elevadores antigos ou desenvolvendo produtos sem função prática, mas voltados para arte e diversão como jukeboxes, plataformas de emulação e outras coisas.

Com um Arduino, um sensor MQ-4 para gás metano, algumas linhas de código, LEDs, uma breadboarsd, fios e um buzzer de 5 V, você pode escrever uma rotina para detecção de vazamento de gases na sua casa e integra-lo ao sistema elétrico.

Ao detectar um aumento de gás no ambiente, o Arduino cortaria a iluminação, para evitar acidentes, ao mesmo tempo que dispararia um alarme sonoro para alertar os residentes.

Sim, o som é irritante, mas é essa a ideia.

Para quem tem tempo e conhecimento, ou tempo e vontade de aprender, as possibilidades do Arduino são praticamente infinitas. Há muitos exemplos no YouTube.

Onde posso comprar um Arduino?

Como o Arduino é muito popular entre a comunidade maker e também entre hobbystas de eletrônica em geral, encontra-lo à venda é bastante fácil. Em geral, centros que vendem componentes eletrônicos costumam comercializar a plaquinha, bem como seus diversos sensores e placas acessórias compatíveis, além de outros itens necessários como breadboards, LEDs, fios, cabos USB (para conectar a um PC) e etc.

Para quem está começando, a compra mais indicada a fazer no início é o Kit Starter, que traz o Arduino, LEDs, cabos, breadboard, resístores, potenciômetro, diodos, sensores e outros apatrechos, por um preço bastante razoável. No Brasil, é possível encontrar o Kit Starter de R$ 100 a R$ 170, este último em revendas especializadas e licenciadas.

Kit Starter / Arduino / o que é arduino

Comprando de forma avulsa, o Arduino pode ser adquirido por valores entre R$ 40 e R$ 50 e os demais componentes e acessórios por bem menos que isso. E, para começar, é bom seguir tutoriais na internet explicando os preceitos básicos, para ir de pouco em pouco, até pegar experiência e confiança para ir mais longe. O céu é o limite.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.