Início » Negócios » Boeing diz que atualização de software dos aviões 737 Max está pronta

Boeing diz que atualização de software dos aviões 737 Max está pronta

Atualização envolve principalmente o sistema MCAS da linha 737 Max e precisa ser aprovada pela FAA

Emerson Alecrim Por

A Boeing revelou na quinta-feira (16) que a atualização de software que corrige os sistemas dos aviões 737 Max foi finalizada. O update diz respeito principalmente ao MCAS, software desenvolvido para evitar que a aeronave entre em estol (perca sustentação), mas que, muito provavelmente, teve relação com os acidentes da Lion Air e Ethiopian Airlines.

Boeing 737 Max 8

Boeing 737 Max 8

Ainda não está claro quando a atualização será enviada às companhias aéreas e, com efeito, permitirão que os aviões 737 Max voltem a voar — diversas operadoras, incluindo a brasileira Gol, suspenderam voos com aeronaves dessa família como medida de precaução.

Sabe-se, porém, que o próximo passo consiste em agendar um voo de avaliação com a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) para que a atualização possa ser certificada e, então, disponibilizada.

Como que para dizer que está confiante nessa solução, a Boeing declarou que o software foi testado, até agora, em 207 voos simulados e reais que totalizam mais de 360 horas. "Estamos fazendo um progresso claro e constante, e acreditamos que o 737 Max com o software MCAS atualizado será um dos aviões mais seguros para voar", afirma a empresa.

Os esforços da Boeing não se limitam ao update de software. A companhia também diz estar com trabalhos avançados na atualização de manuais e programas de treinamento que deixarão pilotos e, presumivelmente, times de manutenção preparados para lidar com as particularidades da linha 737 Max.

Obviamente, o MCAS é a principal delas. Esse software é exclusivo dos modelos Boeing 737 Max e existe, basicamente, para corrigir a inclinação do avião sob determinadas circunstâncias de modo a evitar um estol.

Boeing 737 Max 8 da Gol em evento de apresentação

Boeing 737 Max 8 da Gol em evento de apresentação

Como a família Boeing 737 Max têm motores maiores e posicionados um pouco mais à frente na comparação com as aeronaves da geração anterior (737 New Generation), o MCAS foi desenvolvido como uma espécie de sistema de compensação.

As investigações ainda estão em andamento, mas tudo indica que inconsistências em sensores de ângulo de ataque fizeram o MCAS agir equivocadamente nos voos da Lion Air e Ethiopian Airlines, causando os acidentes.

Com a atualização e as demais medidas, o MCAS ficará mais preciso e os pilotos estarão preparados para evitar que esse software se sobreponha aos demais sistemas da aeronave — pelo menos é o que se espera.

Mas isso não quer dizer que os aviões 737 Max parados voltarão a voar prontamente. Além da FAA, a Boeing precisa tratar do assunto com agências reguladoras e companhias aéreas de várias partes do mundo, trabalho que deve levar várias semanas para ser realizado.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eduardo Papa
Se chegou a hora do cancelamento do seu cpf, não importa em qual aeronave você estará, a320ceo a320neo a380 b777-x ... ! Mas como tudo na vida é a sua opinião e decisão! Quem sou pra criticar uma decisão idiota
Cristiano Gomide
Você fez a perícia das aeronaves?Se existe um erro grotesco de software, como vc afirma isso?E quem disse que foi erro humano?Ohhhhh, rapaz, me desculpe, esqueci que você é um expert.
Bruno Sousa
Entendo o seu ponto, mas a questão é que ela já arriscou seu nome por causa de um modelo.
Rmavalli
Normalmente esse tipo de coisa torna o veículo um dos mais seguros de todos, vide Mercedes Classe A (a primeira) que falhou 2x no teste do Alce, então a Mercedes resolveu implementar todos os componentes de segurança passiva e ativa de um Classe S e ele se tornou mais seguro que o Classe E por exemplo. Uma empresa desse tamanho não quer arriscar o nome por causa de um modelo.
Marcos
Dois acidentes isolados, dado o número de aeronaves vendidas do modelo, causados puramente por falha humana e o cara vem falar que "não entraria nesse avião".Melhor antes de comprar a passagem te informar também sobre o treinamento dos pilotos que irão operar a aeronave, visto que, se realmente foi o MCAS que causou os acidentes, os pilotos deveriam ter desativado manualmente o sistema e operado manualmente a aeronave.Se não souberam fazer, imperícia, se não foram treinados adequadamente, falha da empresa que não deu o treinamento adequado. O software era falho? Sim, mas um bom piloto sabe o que fazer em caso de falhas desse tipo.
Rodolpho Camargo
ata
Porto Velho
Conforto depende da configuração da companhia.
Cristiano Gomide
Sempre checo essas informações antes da compra da passagem e sim, não entraria, aliás, não compraria se só tivesse esse avião.
Wagner Sabor
Ainda bem que um Boeing não entra na sua casa!!! kkkkk
To aqui procurando update e nada ainda. Lamentável, depois o Google que é lento nos updates. Preciso voar agora e tô vendo que chegarei atrasado em casa :( snifRidículo, Boeing e LG não entram mais aqui em casa.
Robert Rey
Então você na porta de embarque da aeronave, se souber que é um MAX desiste da viagem?
Robert Rey
Alguém já recebeu aí?
Cristiano Gomide
Tem outros aviões mais confiáveis por aí. Eu que não vou num desses.
Bruno Sousa
Quem confia?