Início » Celular » Xiaomi Mi 9 chega ao Brasil por R$ 3.999; Redmi 7 e Go também são anunciados

Xiaomi Mi 9 chega ao Brasil por R$ 3.999; Redmi 7 e Go também são anunciados

Xiaomi Redmi 7, Redmi Note 7, Mi 8 Lite e outros têm importação, distribuição e pós-venda por meio da empresa brasileira DL

Paulo Higa Por
26 semanas atrás

Mais celulares da Xiaomi estão sendo apresentados oficialmente no Brasil nesta terça-feira (21). Os modelos Mi 9, Redmi 7, Redmi Note 7, Redmi Go e Mi 8 Lite são importados pela empresa brasileira DL, responsável pela garantia e assistência técnica dos aparelhos da fabricante chinesa no país.

Os produtos da Xiaomi serão vendidos a partir de 1º de junho em uma loja física no Shopping Ibirapuera, em São Paulo. Eles também poderão ser encontrados em pontos físicos de parceiros como Magazine Luiza, Ricardo Eletro e Pernambucanas, além do site oficial da Xiaomi.

Com exceção do Mi 9 e do Redmi Note 7, ainda não há preços divulgados para os celulares no Brasil. A DL informa que está trabalhando com os varejistas para que os valores sejam consistentes em todos os canais de venda.

Xiaomi Mi 9

Xiaomi Mi 9

Xiaomi Mi 9

O Xiaomi Mi 9 é o flagship da empresa: ele tem processador Snapdragon 855, leitor de digitais sob a tela e bateria de 3.300 mAh com suporte a recarga rápida de 27 watts. Sua câmera tripla traz um sensor principal de 48 megapixels; ela obteve nota maior que o iPhone XS Max e o Galaxy Note 9 no DxOMark.

Ele possui tela AMOLED de 6,39 polegadas com resolução Full HD+, notch em forma de gota, aproveitamento de 90,7% da parte frontal e brilho que chega a 600 nits. Há um modo Game Turbo para melhorar o desempenho dos jogos “alocando recursos de forma inteligente para cenas complexas”.

No Brasil, o aparelho tem preço sugerido de R$ 3.999 com 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. A versão com 128 GB de espaço também será lançada no Brasil, ainda sem valor definido.

Redmi Note 7 e Redmi 7

Por R$ 1.699, o destaque do Redmi Note 7 fica para sua câmera dupla com sensor de 48 megapixels. Em condições com pouca luz, ele combina quatro pixels próximos para funcionarem como um só, aumentando a quantidade de luz absorvida e capturando uma foto de 12 megapixels. Temos também uma tela Full HD+ de 6,3 polegadas, Snapdragon 660 e bateria de 4.000 mAh.

Redmi Note 7

Por sua vez, o Redmi 7 traz especificações mais modestas. Ele possui câmera traseira dupla com sensor principal de 12 megapixels, tela de 6,26 polegadas com resolução HD+ e processador Snapdragon 632. A bateria também é de 4.000 mAh, mas é recarregada por meio de uma porta microUSB, em vez da USB-C do irmão mais caro.

Xiaomi Redmi 7

Redmi Go

O Redmi Go é o modelo mais barato da Xiaomi à venda no Brasil. Ele roda Android Go 8.1, uma versão mais leve do sistema operacional do Google com menor consumo de RAM e recursos para economizar dados móveis.

Redmi Go

Redmi Go

A tela de 5 polegadas do Redmi Go tem resolução de 1280x720 pixels e fica entre as bordas generosas do aparelho — há até botões de toque capacitivos. A ficha técnica inclui ainda um processador Snapdragon 425, 1 GB de RAM, bateria de 3.000 mAh e câmera traseira única de 8 megapixels.

Mi 8 Lite

O Mi 8 Lite é uma opção mais acessível em relação ao Xiaomi Mi 8 “normal”, um topo de linha que não chegou a ser lançado no Brasil. Ele possui tela IPS LCD de 6,26 polegadas (2280x1080 pixels), processador Snapdragon 660 e bateria de 3.350 mAh com recarga rápida.

Xiaomi Mi 8 Lite

Xiaomi Mi 8 Lite

A câmera traseira do Mi 8 Lite é dupla, com sensor principal de 12 megapixels e lente com abertura f/1,9; um sensor secundário de 5 megapixels detecta profundidade para fazer retratos com desfoque de fundo. Na frente, temos uma câmera de 24 megapixels.

Redmi Note 6 Pro e Pocophone F1 já são vendidos

Os modelos Redmi Note 6 Pro e Pocophone F1 foram lançados no Brasil em março, também pela DL, com distribuição mais limitada: eles só podiam ser encontrados em lojas físicas da Ricardo Eletro. A importação oficial elevou significativamente os preços: o Pocophone F1 com 6 GB de RAM, 128 GB de espaço e processador Snapdragon 845, que custa cerca de US$ 300 no exterior, saiu por R$ 2.999 na época.