Início » Negócios » EUA alertam sobre drones espiões e chinesa DJI pode ser afetada

EUA alertam sobre drones espiões e chinesa DJI pode ser afetada

O Departamento de Segurança Interna dos EUA afirma que alguns drones podem estar enviando dados ao governo chinês

Por
21/05/2019 às 18h12

Depois da ordem executiva que impediu empresas americanas de negociarem com a Huawei, a próxima medida pode ser voltada contra a fabricante de drones DJI. Um alerta do Departamento de Segurança Interna dos Estados apontou o “risco potencial” de drones fabricados por empresas chinesas.

Segundo a CNN, o governo americano afirmou que os dispositivos podem estar enviando informações de volta aos fabricantes somente para serem acessadas pelo governo. O documento não cita a DJI, mas pode representar o início de uma ação contra a empresa.

EUA alertam sobre drones espiões e chinesa DJI pode ser afetada (Foto por Andri Koolme/Flickr)

Com sede em Shenzhen, na China, a DJI responde por 79% do mercado de drones nos Estados Unidos e no Canadá, de acordo com a consultoria Skylogic Research. O governo americano afirma que drones chineses têm componentes que podem comprometer dados e compartilhá-los em um servidor acessado além da própria empresa.

As organizações que realizam operações relacionadas à segurança nacional ou que mantêm funções críticas no país devem, de acordo com os EUA, estar “especialmente vigilantes pois podem estar em maior risco de espionagem e roubo de informação proprietária”.

O comunicado diz, ainda, que o governo  americano tem “fortes preocupações sobre qualquer produto de tecnologia que leve dados americanos ao território de um Estado autoritário que permite a seus serviços de inteligência ter acesso irrestrito a esses dados”.

Ao contrário do que ocorreu com a Huawei, que perdeu acesso ao Android Q e não poderá comprar de Qualcomm e Intel, não há qualquer ação oficial contra a DJI. Uma eventual medida conta a empresa afetaria sua atividade em um mercado que usa drones do policiamento ao transporte médico.

A empresa afirma que oferece aos seus consumidores total e completo controle sobre como os dados são coletados, armazenados e transferidos pelos drones. A companhia explica que, para o governo e consumidores que precisem de garantias adicionais, há modelos que não transferem dados.

“A segurança está no centro de tudo o que fazemos e a segurança da nossa tecnologia foi verificada de forma independente pelo governo dos EUA e pelas principais empresas dos EUA”, afirma a DJI, em comunicado.

“Todos os dias, empresas americanas, socorristas e agências governamentais americanas confiam nos drones DJI para ajudar a salvar vidas, promover a segurança dos trabalhadores e apoiar operações vitais, e levamos essa responsabilidade muito a sério”.

Com informações: Engadget, The Verge.

Mais sobre: , , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.