Início » Negócios » Motorola reduz prejuízo após reforçar lançamentos de celulares

Motorola reduz prejuízo após reforçar lançamentos de celulares

Divisão mobile da Lenovo diminui prejuízo para US$ 139 milhões; Motorola lançou 17 celulares em um ano

Felipe Ventura Por

A Motorola não tem lucro há muitos anos, mas finalmente está chegando perto: a divisão mobile da Lenovo, que inclui a tradicional fabricante, registrou prejuízo líquido de US$ 139 milhões no último ano. É um resultado muito melhor que nos períodos anteriores, e um sinal de que sua estratégia — lançar vários celulares em pouco tempo — está dando certo.

Motorola Moto G7 Plus

Moto G7 Plus

Um dos mitos sobre fabricantes de celulares é que, se lançarem poucos modelos e atualizarem o Android mais rápido, elas terão sucesso no mercado. É algo que talvez faça sentido para nós, nerds, mas que não funciona no mundo real.

A Samsung lança uma infinidade de celulares todo ano e sempre consegue ter lucro. (Ele vem caindo devido à concorrência, mas não virou prejuízo.) A Xiaomi conseguiu se tornar lucrativa no último ano e lançou dezenas de modelos novos. A própria Apple, antes com um portfólio enxuto, hoje oferece diversos modelos de iPhone; ela até ressuscitou o iPhone X para compensar a queda nas vendas.

Nos tempos antigos da Motorola, quando ela estava nas mãos do Google, a estratégia era focar em três modelos: Moto X (premium acessível), Moto G (intermediário) e Moto E (basicão). Nessa época, ela nunca deu lucro; foi uma das razões que motivaram sua venda para a Lenovo.

Por sua vez, a Lenovo não conseguiu aproveitar bem a aquisição da Motorola. A fabricante estava em terceiro lugar no ranking mundial quando estava com o Google; após mudar de mãos, ela caiu para a oitava posição.

Motorola One

Motorola One

Motorola cresce na América Latina, Am. do Norte e China

A situação está melhorando aos poucos. A Lenovo divulgou seu resultado financeiro para o ano fiscal de 2018 (entre abril de 2018 e março de 2019). A participação de mercado da Motorola chegou a 17,6% na América Latina, aumento de dois pontos percentuais se comparado ao ano anterior.

A Lenovo é pequena em outros mercados, mas vem crescendo bastante: o número de vendas aumentou 47,5% em um ano na América do Norte (EUA e Canadá). Enquanto isso, ela viu um salto de 177,5% na China durante o mesmo período. (A empresa tem market share inferior a 1% no país.)

Vale lembrar que, desde o ano passado, o brasileiro Sergio Buniac se tornou o presidente global da Motorola. Ele levou a empresa ao segundo lugar em market share na América Latina; a Lenovo aposta que o executivo pode impulsionar a marca em mais mercados.

O objetivo da Lenovo para o próximo ano fiscal (abril de 2019 a março de 2020) é chegar ao equilíbrio no setor mobile — ou seja, não ter mais prejuízo com a Motorola. Será que ela consegue?

Prejuízo da divisão móvel da Lenovo, que inclui a Motorola, por ano fiscal:

Motorola lançou 17 celulares em um ano

Abaixo, reunimos os 17 celulares lançados pela Motorola no ano fiscal 2018 da Lenovo (abril de 2018 a março de 2019). Enquanto isso, no ano fiscal de 2017, tivemos 11 modelos diferentes.

  • Moto G7
  • Moto G7 Plus
  • Moto G7 Play
  • Moto G7 Power
  • Motorola One (P30 Play na China)
  • Motorola One Power (P30 Note na China)
  • Motorola P30
  • Moto Z3
  • Moto Z3 Play
  • Moto E5
  • Moto E5 Plus
  • Moto E5 Play com Android Go
  • Moto E5 Play (exclusivo para os EUA)
  • Moto G6
  • Moto G6 Plus
  • Moto G6 Play
Mais sobre: ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

D.Vinicius
Então era só o seu, eu tenho um e meu tio também e tá funcionando normal.
D.Vinicius
Comprei meu G4 play(era o que eu podia pagar) alguns meses depois do Lançamento e estou com ele até hoje.
D.Vinicius
A Samsung lançou do A10 ao A80, aí tem S10, S10e, S10 plus e ainda tem a linha Note, me diz quando foi que ela diminuiu o seu portfólio.
Fabio Santos
Se não tiver preguiça veja a conversa que tive anteriormente com seu colega e verá que faço atualmente.Eu tenho inveja? Amigo eu faço para pessoas mais do que você que fica escondido por perfil fake nervosinho por não ter quem te de valor.Faz um favor pra humanidade some troll.Se ainda uso canais de tecnologia é pra ajudar muitos jovens a acordar de alguns fatos e claro por puro hobby.E digamos minha situação financeira está bem tranquila, se gosto ou não de ostentar isto cabe a mim decidir e não você.Mais prefiro sim a simplicidade e ajudar o próximo.Por este motivo sai da área comercial aonde de fato enganar é o caminho pra tudo.
Lobo Solitário
Vc foi gerente, vc é o típico exemplo de brasileiro medíocre que gosta de ser pobre em tudo, não tem interesse em crescer e tem raiva/inveja de quem sabe/tem mais.
Fabio Santos
Fui a muito tempo atrás gerente de compras, hoje tenho outra área, porém minha família se mantém pioneira no ramo de distribuição e talvez se as vezes escrevo errado, seja pelo fato de neste momento estar trabalhando e responder a trolls como você quando é possível diferente do bebê da mamãe que está confortável em casa e segundo acha que sabe tudo por ter tido aula com um mestre doutrinador.Ao menos tenha a coragem de mostrar rosto e nome antes de querer moral.
Lobo Solitário
Caceta, um gerente que troca mais no lugar de mas e nem sabe escrever e pontuar direito...
Gabriel Naldis
😂😂😂😂😌
Louis
Samsung é a mesma coisa. No Uber, o único carro que não se move é no smartphone da Coreana, tudo por problema de software que não resolvem.
Caulazaro
Comprei o meu G5s plus há 2 anos e me atende super bem até hoje. E nunca deu problema.O que eu gosto dos Motorolas, é poder pagar pouco e ter um celular decente.Saí da Samsung, porque se você não quiser gastar em um top de linha, você vai passar raiva. Travamentos e muitos apps não funcionam ou não funcionam direito, mesmo se comprar de uma linha intermediária.
Fabio Santos
Relatos provam que os maiores drogados são a área comercial que precisa dar de louco pra alcançar metas eu apenas coloco fatos, nos quais as sobras das merdas ficam pro adm e compras resolver e supostamente cair como negativo no balanço geral.
Caulazaro
Cara, te aconselho a não usar drogas quando for comentar
Jeu Gomes
Isto e loucura. Nem posso trocar de celular. Todo ano
Willian Sergio
Por isso já não compro mais essas PORCARIAS da Motorola, em pouco tempo fica obsoleto pela empresa, sem tirar os defeitos que sempre tem nesses aparelhos que são problemas crônicos, temos que apoiar essas empresas estrangeiras de smartphone, pois ficar com com esse monopólio de somente marcas X no mercado vendendo essas sucatas não da.
Tiago Rissato
Eu desisti da Motorola depois do G4 play, defeito em todos os GPS, e não corrigiram por pura preguiça, ou incompetência mesmo, já que o problema foi de software, tive q fazer dowgrade pra voltar a usar o GPS.
Paulo Casemiro Araujo de Souza
Boa noite Marcus, o que vc falou faz sentido, conheci algumas pessoas que querem um celular para ter esse tipo de uso, basicão, mas o problema é que o sistema operacional é o mesmo para todos os equipamentos e daí ficam um bando de gente endeusando o iPhone e dizendo que Android não presta vive travando e por aí vai, mas tudo por causa de celulares de componentes muito abaixo do mínimo necessário para funcionar direito. Eu sempre tive Androids e nunca tive problemas com travamentos, pois nunca joguei dinheiro fora em celular de 300 ou 600 reais que vive esquentando e travando. Talvez seja melhor comprar um mais caro e usar, tranquilamente, por vários anos do que comprar um fraco e sempre ter que trocar logo.
Wellington Alves
Se ficar nesse mais do mesmo que está a linha Moto G, não vai sair do prejuízo. O impacto com certeza não seria imediato, mas torço que a chegada da Xiaomi no Brasil faça a Lenovo se mexer.
Marcus Pessoa
"Um dos mitos sobre fabricantes de celulares é que, se lançarem poucos modelos e atualizarem o Android mais rápido, elas terão sucesso no mercado. É algo que talvez faça sentido para nós, nerds, mas que não funciona no mundo real".Sobe a placa: EU JÁ SABIAA mesma coisa pode ser dita quando uma empresa lança aparelhos de configuração modesta e os comentaristas ficam espumando de ódio... por causa de um aparelho que não vão comprar.É tão difícil assim entender que muita gente não é vidrada em celular? Que só quer um aparelho pra usar WhatsApp e chamar Uber? Que não quer gastar 800 reais pra isso?
Fabio Santos
Eu me amarro no vendedor de merda, que acha que estoque não fica sobrando e isto na contabilidade final vai ser baixado como negativo quando este não tem giro, a famosa briga do compras com vendas.Você é uma figura que deveria hoje estar no topo do ramo, como citei hoje eu posso opinar afinal mudei pra algo que amo, não que fazia minha parte ruim basta ver o tamanho da distribuidora Martins.Abraço quando precisarmos de alguém pra vender geladeira pra esquimó te chamo você deve ser demais.
Juliano Machado Olivetti
Eu vejo como resultado dessa virada o lançamento das novas séries, com novos recursos e explorando seguimentos mais antenados, como o recente Moto One Vision.
esmori
Da série analistas de mercado formados em comentários de blogs e YouTubers...
José Vieira
N95 foi apresentado em 2006, lançado em 2007 (a Nokia, tinha esse problema: entre apresentar e lançar um produto a média era 8 meses). Iphone foi lançado em 2007 e comercializado por aqui em 2008; Galaxy S4 é de 2013, o Galaxy S original é de 2010; e todo o hype em smartphones para a samsung só veio mesmo com Galaxy Note lançado na IFA de 2011, e comercializado a partir de outubro do mesmo ano, aqui, salvo engano chegou apenas em dezembro. Este aparelho transformou a Samsung na gigante que é hoje na área de telefonia (sempre foi uma das maiores fabricantes de semicondutores e componentes do planeta). Tens noção do lapso temporal das suas comparações? Acho que a sua decisão mais acertada foi sair da área, rs...
Fabio Santos
A Nokia teve em meados de 2006 seu auge com o N95 e N73, tanto que na época por mais modelos que tinha a linha de produção focava nestes, a Apple em 2007 veio com um iPhone e explodiu, enquanto Samsung até fez o certo no seu começo da família S que tinha um lite exemplo na linha Galaxy S4 se vendeu muito bem o S4 e o S4 lite não posso mostrar documentos fechados bem mais que os W e Y na questão margem, claro que ter mix traz uma estratégia de pega ratão, mais a margem não é legal e os números mostram, já pensou que todos neste ramo tem caído as vendas de X modelos e estoques ficam parados, outro problema do Brasil não se livrar de modelos anteriores a preço mais justo, veja a submarino tem até hoje estoque de S4 dois pra ser mais exato.Eu não estou mais na área, porém se fosse um fabricante que tem dinheiro de sobra faria um lançamento básico nos primeiros três meses que seja dois aparelhos aqui, nos próximos três meses dois intermediários e porteiro nos últimos três meses dois ou três high end.Vejo que a Asus vai fazer isto diminuindo seu mix deste ano.Hoje pra Samsung, Sony e LG que também estão acordando está mais visível fabricar componentes para quem está no azul.Minha visão o dia que o fabricante ver o cliente como ele pensa e não como ele quer vender os mesmo saem do vermelho.Como dizem meus tios a frente da operação não estamos muito preocupados pois hoje somos parceiros e não compramos direto como era antigamente e gerava o grande prejuízo no erro de uma estratégia possível.
José Vieira
Quando comentei "nunca vendeu uma coca-cola", não era uma apenas um crítica a quem nunca vendeu nada, é que não é preciso esforço nenhum pra vender Coca-Cola, rs... As pessoas simplesmente querem Coca-Cola, quando no teu comentário referiu-se à saudosa Nokia, do N95 (velhos tempos: N95, N91, N92, N93i, N80 e N70 series), deste razão ao meu argumento. No auge da marca, telefone celular no mundo era coisa quase de uma única marca: Nokia, apesar de haver muitas outras fabricantes no mercado: BB, Sharp, Siemens, Motorola, Samsung, Sony Ericson, LG, Palm (market share da nokia em meados de 2007 passou de 50% do mercado mundial). Veja, a líder mundial em 2007 ainda em 2005 tinha 5 telefones entre os 10 modelos mais populares: Nokia N70, 8800, 1100, 1110 e 2600, dois desses já poderiam ser considerados SMARTPHONES, N70 e 8800. Será que a estratégia de vários modelos é nova? Creio que não... Respeito sua opinião, mas ela vai meio longe da realidade.
PinPortal ✔️
A empresa Lenovo como um todo está tendo lucro sim, porem o setor mobile não. Ou seja, o setor de servidores, mais o o de computadores pessoais dá um lucro superior ao prejuízo com os smartphones, fazendo com que a empresa como um todo tenha lucro.Porém o objetivo é que todos os setores sejam lucrativos, para que o lucro da empresa como um todo seja muito maior que atualmente.
Fabio Santos
Outro fato que atrapalha vendas em países como Brasil quanto mais mix pior o treinamento dado aos vendedores, acho a coisa mais feia o vendedor pegar colinha das diferenças do mesmo modelo, mais já que tem tanto modelo então foque no atender bem, porque a fast shop hoje vende bem celular e kalunga, Nagem não?Simples não é jogar aparelho na bancada o cliente brasileiro é conservador e mesmo que este não tenha muita verba, preza um bom atendimento e muitas vezes se fideliza ponto pra fast shop que aprendeu a lição de casa aqui.
Fabio Santos
Bem eu fui por anos gerente de compras e produtos por anos da distribuidora da minha família e sei bem que estratégia se faz com menos é mais, porém atualmente não sei bem o mercado, mais quando a Nokia teve seu auge o seu top de linha era o N95 seu intermediário era o N73, a Apple vende bem porque foca em poucos aparelhos também, creio ainda que confundir a cabeça do cliente com diversos modelos faz a marca se queimar frente ao próprio público do tipo lançar algo mais avançado em pouco espaço de tempo, fazendo este ir para o concorrente.Se a estratégia fosse boa de entupir o mercado a própria loja agregada da Samsung não venderia um nicho reduzido.Mais se está bem hoje veremos em dois a três anos aprendi a avaliar o mercado não atualmente e sim futuramente.Minha opinião pessoal respeite
José Vieira
Valeu a dica!
Ivo 25
Achei que tava dando lucro, vi notícias aí falando que finalmente a Lenovo teve lucro com a Motorola, não tô entendendo
Capitão Caverna
Fique de olho no hardmob promoções pq ele já apareceu lá por esse preço
José Vieira
One Vision, tá me chamando esse bicho... só esperando chegar em 1500,00 (meu limite para pagar em um telefone, não que os modelos mais caros não valham o que pedem por eles. Mas meu teto anda meio baixo mesmo, rs...)
Rafael Rocha
Única resposta possível: "Contra fatos, não há argumentos."
Buldego
"Um dos mitos sobre fabricantes de celulares é que, se lançarem poucos modelos e atualizarem o Android mais rápido, elas terão sucesso no mercado. É algo que talvez faça sentido para nós, nerds, mas que não funciona no mundo real."hahah Exatamente! A esmagadora maioria nem sabe o que é versão de Android.
Capitão Caverna
Mas quem tá certo mesmo é aquele comentarista tetudo de fórum que diz que a Motorola só era boa na época do x1 e x2 de tela amarelada a bateria de 2h que convenhamos, eram duas bostas.A Motorola melhorou e muito
José Vieira
O que mais me amarro é na galera que nunca vendeu uma coca-cola na vida, querendo ensinar a executivos tarimbados como vender o seu produto, rs.. .(que aliás, os críticos em geral, raramente compram). rs