Início » Negócios » Centauro reage à Magazine Luiza e oferece US$ 109 milhões pela Netshoes

Centauro reage à Magazine Luiza e oferece US$ 109 milhões pela Netshoes

Magazine Luiza havia aumentado proposta para comprar Netshoes de US$ 62 milhões para US$ 93 milhões

Por
29/05/2019 às 10h36

A disputa que vai decidir quem vai comprar a Netshoes acaba de ganhar mais um round: após a Magazine Luiza aumentar a sua oferta de US$ 62 milhões para US$ 93 milhões, o Grupo SBF, responsável pela rede Centauro, contra-atacou com uma proposta de US$ 109 milhões.

Netshoes

O acordo para comprar a Netshoes foi anunciado pela Magazine Luiza no final de abril. Na ocasião, a companhia ofereceu US$ 2 por ação da loja online de artigos esportivos, fazendo o valor total da compra chegar a US$ 62 milhões — como a Netshoes tem sede nas Ilhas Cayman, a negociação é feita em dólares.

Porém, na semana passada, o Grupo SBF se dispôs a pagar US$ 2,80 por ação para adquirir a Netshoes, fazendo o valor total ficar próximo de US$ 87 milhões. A proposta foi divulgada no mesmo dia em que a Magazine Luiza anunciou a aprovação da sua oferta pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Acuada, a Magazine Luiza reagiu no começo desta semana: a empresa aumentou a sua oferta de US$ 2 para US$ 3 por ação — de US$ 62 milhões para US$ 93 milhões.

De acordo com a Folha de S.Paulo, tem circulado no mercado uma carta de Frederico Trajano, presidente da Magazine Luiza, direcionada ao conselho da Netshoes. No documento, ele dá a entender que a proposta do Grupo SBF pode demorar mais tempo para ser aprovada pelo Cade, afinal, a Centauro atua no mesmo ramo de atividade da Netshoes.

Centauro

Na noite de terça-feira (28), o Grupo SBF elevou a sua oferta de US$ 2,80 para US$ 3,50 por ação. O total ofertado agora chega a US$ 109 milhões, praticamente.

Ainda de acordo com a Folha, Pedro Zemel, presidente da Centauro, diz na carta da proposta que a Magazine Luiza também atua no mesmo ramo que a Netshoes — o site da primeira tem quase 100 mil produtos de esporte e lazer, afirma —, sugerindo que a carta de Trajano é um contrassenso.

O capítulo final dessa disputa não deve demorar a sair: a assembleia com acionistas da Netshoes que deverá decidir qual oferta será aceita está marcada para esta quinta-feira (30).